“Gafanhotos-ciborgue” são capazes de cheirar e detetar bombas

Baranidharan Raman

Investigadores criaram “gafanhotos-ciborgue” para que estes conseguissem detetar bombas. Estes insetos conseguiam cheirar substâncias específicas de explosivos.

As brigadas anti-bomba podem agora ter um novo amigo no combate ao crime. Uma equipa de investigadores financiada pela Marinha dos Estados Unidos conseguiu modificar gafanhotos para que estes conseguissem cheirar uma certa gama de odores químicos, nomeadamente explosivos.

Estes insetos foram usados para detetar gases libertados por substâncias como o nitrato de amónio, que é geralmente usado por grupos terroristas no fabrico de bombas e pelo exército nos explosivos militares TNT e RDX.

No entanto, há um senão: estes “gafanhotos-ciborgue” apenas apresentaram resultados positivos a identificar uma bomba quando trabalhavam sozinhos. Em pequenos grupos, os insetos perdiam a sua capacidade de detetar os explosivos.

Segundo o OneZero, os investigadores conseguiram este efeito nos gafanhotos ao, primeiramente, implantar elétrodos no seu cérebro. Assim, conseguiram analisar a atividade neural ao cheirar determinadas substâncias. Um artigo científico foi esta semana pré-publicado no portal bioRxiv, faltando ainda ser revisto por pares antes da publicação numa revista.

Os cientistas preferiram desenvolver as experiências com gafanhotos americanos por serem mais robustos e conseguirem transportar cargas pesadas. Ainda assim, para que pudessem ser úteis, tinham de controlar fisicamente os seus movimentos.

Para tal, os cientistas da Universidade de Washington colocaram os gafanhotos em pequenos robôs com rodas. Os investigadores estão a desenvolver uma alternativa mais prática, que consiste numa nano-tatuagem que permitirá mover os insetos sem usar um robô.

A equipa de investigadores notou, através da observação da sua atividade neural, que os gafanhotos ao cheirarem certos explosivos manifestavam certos padrões, menos de um segundo depois de o fazerem.

Em 2004, Thomas Nowotny e a sua equipa de investigadores mostraram que diferentes odores revelavam diferentes respostas nos cérebros de moscas da fruta. “Nós só dissemos: ‘Olha, podemos usar insetos para detetar estas coisas’, mas nunca construímos nada com isso”, disse Nowotny. “Eles parecem ter juntado as coisas”, acrescentou.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Estudo estima 471 mortes em Portugal até agosto (e que o pico foi atingido a 3 de abril)

De acordo com as estimativas do estudo, cerca de 151.680 pessoas vão morrer na Europa durante a "primeira vaga" da doença. Um estudo divulgado esta terça-feira nos Estados Unidos estima que a covid-19 venha a provocar …

Mais de metade da população mundial está fechada em casa

Mais de metade da população mundial (52%) está atualmente confinada nas suas casas por ordem das autoridades para combater a propagação da doença covid-19. Segundo um balanço feito pela agência France Fresse (AFP), mais de quatro …

Documentário da Netflix reacende debate sobre os milhares de tigres em cativeiro nos Estados Unidos

A minissérie documental da Netflix "Tiger King: Morte, Caos e Loucura" veio reacender o debate sobre os grandes felinos que estão em cativeiro, frisando que há cerca de 10.000 espécimes nestas condições nos Estados Unidos. …

Luciano venceu a covid-19 aos 100 anos. Teve direito a bolo, a um desenho e a uma alta hospitalar

Luciano Marques da Silva completou 100 anos no hospital de São João, no Porto, onde se encontrava hospitalizado devido à infeção por covid-19. Depois de dez dias de internamento, conseguiu vencer e recebeu alta. No dia …

Geneinno S2, a scooter subaquática que o impulsiona entre as ondas

Há dois anos, foi anunciada a Trident, uma scooter subaquática fabricada pela startup chinesa Geneinno. Agora, a empresa lançou um modelo mais barato e portátil, conhecido como Geneinno S2. O Trident - ou Geneinno S1 - …

WhatsApp restringe opção de reencaminhar mensagens para evitar desinformação

A rede social anunciou que vai passar a restringir o reencaminhamento de mensagens para tentar diminuir a disseminação de informação falsa sobre a pandemia de covid-19. De acordo com a revista Newsweek, a partir desta terça-feira, …

"Mostre-me a sua identificação." Na Tunísia, um robô pergunta às pessoas por que não estão em casa

Nas ruas de Túnis, a capital da Tunísia, um robô não pilotado aborda as pessoas na rua e pergunta-lhes por que não estão em casa, exigindo-lhes um documento de identificação. A Tunísia está em confinamento obrigatório …

Putin não quer repetir os erros dos outros países

Vladimir Putin diz que "o pico da epidemia ainda não foi superado", mas garante que tem "em consideração as experiências positivas e negativas de outros países". O Presidente da Rússia, Vladimir Putin, alertou esta terça-feira para …

É possível fazer uma máscara de tecido em apenas alguns segundos

O cirurgião-geral norte-americano Jerome Adams disse que as máscaras faciais de pano podem ser feitas a partir de utensílios domésticos comuns. No início do mês, Jerome Adams, cirurgião-geral dos Estados Unidos, deixou um aviso ao público …

Há dois mil enfermeiros em casa em vigilância ativa (e 363 infetados)

De acordo com o comunicado da Ordem dos Enfermeiros, que sublinha a necessidade de testar estes profissionais, "já não há nenhum distrito sem enfermeiros infetados". Quase dois mil enfermeiros estão, atualmente, em casa em situação de …