/

Cientistas criam fungo que mata ácaros para salvar as abelhas

Uma equipa de investigadores criou um fungo capaz de matar a varroa, um ácaro que infesta colónias de abelhas, salvando potencialmente a vida destes insetos.

As abelhas melíferas são seres vivos de extrema importância para a sustentabilidade do ecossistema e são vitais para a agricultura. A humanidade tem interesse em ajudar a manter populações saudáveis de abelhas — até para o seu próprio bem-estar.

Segundo o Big Think, um problema para as abelhas é o distúrbio do colapso das colónias (DCC), identificado pela primeira vez em 2006. Com o DCC, todas as abelhas adultas numa colmeia morrem, deixando para trás uma rainha, algumas abelhas imaturas e mel.

Os parasitas, os pesticidas e a má nutrição são problemas que também afetam severamente as abelhas.

A varroa é um ácaro que infesta colónias de abelhas das espécies Apis cerana e Apis mellifera, dizimando as colmeias ao causar a doença conhecida como varroose ou varroatose. É o principal fator para o distúrbio do colapso das colónias no Canadá e nos EUA.

Agora, investigadores da Washington State University podem ter descoberto uma solução. Os entomologistas desenvolveram uma nova estirpe de um fungo parecido com bolor, Metarhizium, que pode erradicar estes ácaros. Os resultados do estudo foram publicados na revista científica Scientific Reports.

“Sabíamos que o metarhizium podia matar ácaros, mas era caro e não durava muito porque os fungos morriam no calor da colmeia”, disse o autor principal do estudo, Steve Sheppard, explicando que desenvolveu “uma estirpe que sobrevive a altas temperaturas”.

Quando o metarhizium encontra um ácaro, perfura-o antes de se proliferar e matar o ácaro por dentro, como mostra o seguinte vídeo:

Esta não é a primeira vez que os investigadores procuram ajudar as abelhas. Em 2018, foi anunciado o desenvolvimento de um extrato de micélio que reduziu os níveis de vírus nas abelhas.

  Daniel Costa, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE