A fratura estranha de Marte pode ter sido finalmente explicada

NASA

Marte tem uma estranha caraterística na sua superfície que tem mantido os cientistas intrigados. É um depósito de um mineral que é mais comum no interior dos planetas. Agora, já se sabe o que o pode ter trazido à superfície.

Nili Fossae é uma fratura na superfície que passou por um processo erosivo e foi parcialmente preenchida por sedimentos. Está localizado na região Syrtis Major,
perto da Isidis Planitia.

Esta fratura é interessante por causa dos depósitos minerais na área. Especificamente, contém um grande depósito da olivina mineral, que é tipicamente encontrada no interior dos planetas.

A olivina em si não é rara nem notável. Na verdade, é o principal componente do manto da Terra. Não é raro em Marte também. A palavra olivina abrange um grupo de minerais que são muito semelhantes. São todos esverdeados e são encontrados em rochas ígneas, que são basicamente lava solidificada e arrefecida.

De acordo com o estudo, publicado na revista Geology e realizado pela Universidade de Brown, em Rhode Island, o depósito de olivina foi descoberto em 2003. A área é notável pela sua formação geológica, sendo constituída por grabens – vales com escarpas afiadas em ambos os lados, causadas pelo deslocamento descendente de blocos de terra.

Ao longo dos anos, tem havido várias propostas de explicação para o estranho depósito: alguns sugeriram fluxo de lava efusivo, outros que a olivina foi dragada por um enorme impacto – talvez o mesmo que criou a enorme Bacia Isidis onde o depósito está localizado.

O novo estudo, por outro lado, diz que a olivina foi depositada graças a vulcanismo explosivo. “Esta é uma das mais tangíveis evidências para a ideia de que o vulcanismo explosivo era mais comum no início de Marte“, disse Christopher Kremer, um estudante de pós-graduação da Universidade de Brown que liderou o trabalho, em comunicado.

O vulcanismo explosivo acontece quando o magma contém gases dissolvidos como vapor de água. Esse gás dissolvido cria muita pressão no magma e, quando a rocha suspensa não consegue suportar a pressão, explode. Essa explosão envia uma enorme quantidade de cinzas de fogo e lava para o ar. Como o vulcanismo explosivo requer vapor de água, os cientistas acham que este tipo de explosão vulcânica aconteceu no início da vida de Marte, quando havia mais água.

Com o tempo, Marte perdeu a água e a atividade vulcânica terá sido menos explosiva e substituída pelo vulcanismo efusivo, que é mais suave e faz com que a lava flua pela superfície, em vez de explodir no ar.

De acordo com Kremer, há muitas evidências para a efusiva fase vulcânica na história marciana, enquanto evidências para a fase explosiva anterior não são tão facilmente descobertas, especialmente com instrumentos orbitais. “Compreender a importância do vulcanismo explosivo no início de Marte é importante para entender o orçamento da água no magma marciano, a abundância de água subterrânea e a espessura da atmosfera”.

Uma das coisas que diferenciam este depósito de outras áreas efusivas de fluxo de lava é a distribuição da própria lava. Enquanto um fluxo efusivo espalharia rocha líquida sobre a superfície, onde se agruparia em áreas de baixa altitude, o depósito estaria em longas camadas contínuas sobre vales, crateras, colinas e outras características. De acordo com Kremer, é muito mais consistente com a fixação de cinzas de uma erupção explosiva do que com o fluxo de lava.

O depósito contínuo também exclui o cenário de impacto. O impacto Isidis que criou a Bacia Isidis não conseguiria ter criado uma camada tão uniforme de cinzas. A condição da olivina em si também exclui esse cenário. A olivina mostra evidências de contacto prolongado e generalizado com a água.

Os autores dizem que só faz sentido que esta olivina fosse de queda de cinzas, uma vez que a cinza é muito mais porosa do que outras pedras e teria permitido que a água contactasse com a olivina.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Recibos verdes e sócios-gerentes já podem pedir apoio relativo a maio

O formulário para os trabalhadores independentes e sócios-gerentes pedirem o apoio criado no âmbito da pandemia covid-19, relativo a maio, fica hoje disponível na Segurança Social Direta, podendo ser entregue até 9 de junho. O prazo …

Director nacional da PJ defende "recompensa garantida" para Rui Pinto

O director nacional da Polícia Judiciária (PJ), Luís Neves, realça a colaboração de Rui Pinto como tendo sido essencial para apurar a "verdade material" no caso de pirataria informática que o envolve e defende, por …

Lufthansa aceita condições do resgate. Vai ceder aviões e perder "slots"

O Governo da Alemanha e a Comissão Europeia (CE) chegaram a um acordo sobre o resgate da Lufthansa e que poderá evitar a falência da companhia aérea, anunciaram, na sexta-feira, fontes próximas das negociações e …

Chipre vai pagar despesas das férias a turistas que ficarem infetados no país

O Chipre vai pagar o custo das férias aos turistas que testaram positivo depois de viajarem para o país. Entre as despesas está o alojamento, a alimentação e os medicamentos. O Chipre comprometeu-se a pagar todas …

Tribunais vão vender máscaras a um euro. "É uma margem de lucro de 45 por cento"

Os tribunais vão ter máscaras cirúrgicas à venda para advogados e testemunhas, de modo a garantir que podem entrar nas salas de audiência a partir de quarta-feira, dia em que a Justiça retoma as sessões …

Julgamento BES. Ministério Público acredita que provas da Suíça ainda podem ser utilizadas

O jornal Público escreve este sábado que os procuradores do Ministério Público (MP) acreditam ainda ser possível utilizar os elementos solicitados nas cartas rogatórias enviadas às autoridades suíças no julgamento do caso BES. O Ministério …

Salários mais baixos podem passar a ter lay-off pago a 100%

O Governo está a estudar a possibilidade de o regime de lay-off, desenhado especificamente para o contexto da pandemia de covid-19, passar a ser pago na sua totalidade (100%) para quem tem salários mais baixos. …

Bronca na Liga. Contestação adia 5 substituições e o Marítimo recusa assinar Plano de Retoma

Após dois dias intensos de reuniões, foi aprovado o Plano de Retoma do campeonato nacional para a disputa das últimas 10 jornadas da época 2019/2020. Mas apenas 17 clubes o assinaram. O Marítimo recusou fazê-lo, …

Igreja perdeu 50 milhões de euros com a pandemia (e há dioceses em lay-off)

Ao cabo de dois meses de paragem por causa da pandemia de covid-19, as missas regressam, neste sábado, mas com regras novas para evitar a propagação do coronavírus. Uma paragem que resultou num "prejuízo" de …

Reabertura de ATL adiada para 15 de junho. Creches arrancam segunda-feira (sem apoios para os pais)

As Atividades de Tempos Livres (ATL) não integradas em estabelecimentos escolares só poderão voltar a funcionar a partir de 15 de junho, duas semanas depois daquilo que estava inicialmente previsto. O anúncio foi feito pelo primeiro-ministro, …