França. Aprovada procriação medicamente assistida para todas as mulheres

franceintheus / Flickr

O presidente da França, Emmanuel Macron

Os deputados franceses aprovaram esta sexta-feira o alargamento da procriação medicamente assistida (PMA), até agora reservada a casais homossexuais, a todas as mulheres, sejam celibatárias, lésbicas ou em casal, apesar da uma forte oposição dos partidos de direita.

O artigo do projeto de lei sobre bioética, que permite o alargamento da PMA a todas as mulheres, está a ser debatido no parlamento francês desde quarta-feira, tendo sido esta sexta-feira aprovado com 55 votos a favor, 17 contra e três abstenções, segundo avançou a agência Lusa.

Considerada a primeira reforma social do Presidente Emmanuel Macron, o alargamento universal da PMA permite a qualquer mulher ter um filho através de técnicas médicas – seja inseminação artificial, fecundação ‘in vitro’ ou outra – pagas pelo serviço público de saúde francês.

O projeto de lei será agora alvo de quase três semanas de debate na especialidade, devendo incorporar mais de 2.500 emendas antes de uma votação final, em 15 de outubro.

O documento sobre bioética aborda ainda outras questões sensíveis, como alterações às regras sobre conhecimento da origem das crianças em caso de adoção, sobre preservação de ovócitos e sobre investigação sobre células-tronco embrionárias (as que dão início a todos os tecidos).

Ville de Nevers / Flickr

A ministra da Saúde da França, Agnès Buzyn

Os deputados receberam liberdade de voto para este projeto, já que a divisão de opiniões não existe só “entre grupos [parlamentares], mas também individualmente”, afirmou a ministra da Saúde de França, Agnès Buzyn.

Tornar a PMA acessível a todas as mulheres foi uma das promessas eleitorais do Presidente centrista Emmanuel Macron, assim como do seu antecessor socialista François Hollande, contando com o apoio da esquerda e de quase todos os deputados da maioria presidencial.

Em contrapartida, a decisão é contestada por grande parte dos deputados republicanos (de direita), que combatem aquilo que chamam de “PMA sem pai”, e também pela extrema-direita. Alguns dos deputados temem que o alargamento da PMA tenha um “efeito dominó” e que leve à legalização das “barrigas de aluguer”, atualmente proibidas em França.

A PMA já é autorizada para casais de lésbicas e mulheres celibatárias em 10 dos 28 países da União Europeia (UE): Portugal, Espanha, Irlanda, Reino Unido, Bélgica, Holanda, Luxemburgo, Dinamarca, Suécia e Finlândia.

Em sete outros países da UE, a PMA é permitida às mulheres celibatárias, mas não aos casais de lésbicas: Estónia, Lituânia, Hungria, Croácia, Bulgária, Grécia e Chipre. A Áustria e Malta permitem o recurso a técnicas médicas para engravidar, mas só aos casais de lésbicas e não às celibatárias.

Taísa Pagno TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Igreja cipriota pede que a música "demoníaca" da Eurovisão seja cancelada. Governo rejeita

El Diablo foi a canção escolhida para representar o Chipre no festival da Eurovisão, que terá lugar em Roterdão, em maio. A música cipriota da Eurovisão está a causar polémica. A Igreja Ortodoxa do Chipre pediu, …

Cientistas propõem que indústria da moda pague "royalties" pelo padrão leopardo

Cientistas de Oxford, no Reino Unido, propõem que a indústria da moda comece a pagar royalties pelo uso do padrão que imita a pele de leopardo, para tentar ajudar a reverter o declínio deste felino. "O …

André Ventura foi reeleito presidente do Chega com 97,3% (e deixou recados ao PSD)

André Ventura foi reeleito este sábado, com 97,3% dos votos nas eleições internas para a presidência do Chega. O presidente demissionário do Chega foi reeleito este sábado com 97,3% dos votos, percentagem que considerou legitimá-lo para …

Uma das maiores camas do céu. JetBlue revela a nova classe executiva do Airbus A321neo

Uma das maiores camas no céu deverá estrear dentro de alguns meses, quando a JetBlue começar a voar com os seus A321neo de Boston e Nova Iorque a Londres. No dia 26 de fevereiro, a norte-americana …

Putin diz que Internet pode destruir a sociedade se não for regida pela moral

 Internet pode destruir a sociedade a partir se não não for regida por valores e leis da moral, considerou Vladimir Putin. O Presidente da Rússia, Vladimir Putin, advertiu que a Internet pode destruir a sociedade a …

China torna-se o primeiro país do mundo a ter mais de mil multimilionários

A China tornou-se o primeiro país do mundo a ultrapassar a marca dos mil multimilionários, tendo neste momento um total de 1058 pessoas que têm a sorte de poder fazer parte desse grupo restrito. De acordo …

Gil Vicente 0-2 Porto | Vida fácil para o “dragão” em Barcelos

O FC Porto venceu o Gil Vicente em Barcelos, por 2-0. Pepe e Corona saíram ao intervalo com problemas físicos. O Porto foi a Barcelos conquistar três pontos de forma tranquila, perante um Gil Vicente que …

Na Índia, o comércio ilegal de burros está a crescer. A sua carne é considerada afrodisíaca

Viagra? Não, a população do estado de Andhra Pradesh, na Índia, tem um novo método para aumentar o desejo sexual: carne de burro. Esta crença está a fazer com que o comércio ilegal de carne …

Com as fronteiras fechadas, companhia aérea australiana lança "voos mistério"

A companhia aérea australiana Qantas anunciou “voos mistério”, nos quais os passageiros não fazem ideia para onde vão, numa tentativa de atrair mais clientes. As fronteiras internacionais da Austrália estão atualmente fechadas e parece improvável que …

Açores e Madeira acusam DGS de não usar dados verdadeiros nos boletins

A Direção Regional da Saúde (DRS) da Madeira garantiu que os números reportados no boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS) esta sexta-feira não correspondem à realidade. A DRS dos Açores também assume a existência …