Físicos descobrem a partícula mais rápida alguma vez observada

Felipe Pedreros / IceCube / NSF

O IceCube Neutrino Observatory, na Estação Científica Internacional Scott-Amudsen, no Polo Sul

O IceCube Neutrino Observatory, na Estação Científica Internacional Scott-Amudsen, no Polo Sul

Um evento físico sem precedentes foi captado pelo observatório polar IceCube, que observou um neutrino com a mais alta energia alguma vez registada numa partícula: mais de 2600 biliões de electrão-volts.

A descoberta foi anunciada por Leif Rädel, físico da Universidade de Aachenm, na Alemanha, e um dos investigadores do IceCube, durante a 34ª International Cosmic Ray Conference, que decorreu a semana passada na Holanda.

A energia deste neutrino é um recorde absoluto de velocidade observada numa partícula, sendo centenas de vezes maior que a atingida pelos protões no interior do LHC – Large Electron Collider do CERN, o acelerador de partículas que descobriu a “partícula de Deus”.

“A energia deste neutrino é cerca de 1.000 vezes maior do que a do raio do LHC”, diz Francis Halzen, astrofísico da Universidade do Wiscosin, nos EUA, e investigador principal do IceCube Neutrino Observatory, citado pela BBC.

“É espectacular”, diz Halzen.

Mas o aspecto mais espectacular da descoberta desta partícula é que ela é tão rápida que nem sequer chegou a ser de facto observada pelos detectores do IceCube.

Na realidade, o que o IceCube captou foi um muão, uma partícula sub-atómica instável libertada pela passagem do neutrino.

A velocidade do neutrino foi assim calculada pelos físicos do IceCube a partir da energia que a partícula teria que ter para libertar um muão com a energia do que foi captado pelo detector do observatório – algo como medir o homem pela sua sombra.

Os muões são partículas relativamente pesadas, pelo que à sua passagem os cientistas podem reconstruir a sua trajectória e calcular a sua energia.

O anterior recorde de energia de uma partícula observada no IceCube, laboratório de investigação internacional localizado na Estação Scott-Amudsen, no coração da Antártida, junto ao Pólo Sul, era de 2.000 biliões de electrão-volts, ou 2.000 TeV.

Um electrão-volt é a quantidade de energia cinética ganha por um único electrão quando acelerado por uma diferença de potencial eléctrico de um volt, no vácuo.

Os neutrinos mais energéticos detectados no IceCube são também os mais rápidos de entre todas as partículas observadas, mas a sua velocidade ultrapassa apenas ligeiramente a dos restantes neutrinos, uma vez que se deslocam todos a velocidades próximas da velocidade da luz.

O neutrino, partícula subatómica sem carga eléctrica, interage com outras partículas apenas por meio das interacções gravitacional e fraca, duas das quatro interacções fundamentais da Natureza, ao lado da electromagnética e forte.

A partícula é conhecida pelas suas características extremas: é extremamente leve (algumas centenas de vezes mais leve que o electrão), e existe com enorme abundância no Universo: se excluirmos os 83% da sua massa composta pela misteriosa matéria negra, o neutrino é a segunda partícula mais abundante do Universo conhecido, depois do fotão.

A localização do IceCube no pólo sul permite aos astrofísicos condições ímpares de observação destas partículas.

“O telescópio do IceCube permite-nos captar neutrinos provenientes dos cantos mais tumultuosos, intensos e longínquos do Universo”, diz Halzen, “e podemos reconstruir a trajectória dos muões com grande precisão”.

“Isto vai mudar completamente o que a astronomia é capaz de fazer”, garante o cientista.

AJB, ZAP

 

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Parabéns, um texto cientificamente correto. Algo pouco usual entre jornalistas da nossa praça. De destacar que é um cientista alemão que dá a cara pela descoberta.

RESPONDER

SEF recorre ao Ministério Público por suspeita de venda de vagas de atendimento

O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) apresentou uma participação ao Ministério Público, por indícios de crime de auxílio à imigração ilegal, devido à alegada venda de vagas de atendimento em portais de anúncios classificados. A …

Cientistas desmascaram teoria comum sobre canhotos

Desde sempre houve muitas alegações sobre o que significa ser canhoto e se muda o tipo de pessoa que alguém é — mas a verdade é quase um enigma. Mitos sobre a lateralidade aparecem ano após …

Arranca a greve na Ryanair. Empresa não descarta atrasos ou mudanças de voos

Os tripulantes da Ryanair começam esta quarta-feira uma greve de cinco dias, até domingo, convocada pelo Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC) e que conta com serviços mínimos decretados pelo Governo. Nesta …

O navio Open Arms já atracou em Lampedusa

O navio Open Arms chegou ao porto da ilha de Lampedusa por volta da meia-noite, hora italiana, depois do procurador de Agrigento, Luigi Patronaggio, ter ordenado a apreensão do navio e o desembarque imediato dos …

Fernando Haddad condenado a quatro anos e meio de prisão

O ex-prefeito de São Paulo e antigo candidato às Presidenciais brasileiras foi condenado a quatro anos e seis meses de prisão, em regime semiaberto, por recursos financeiros não declarados durante a eleição municipal de 2012. Fernando …

Reunião com motoristas termina sem acordo. Há troca de acusações e uma nova greve à vista

Falhou esta terça-feira o acordo para iniciar um processo de mediação entre Antram, que representa as empresas, e o Sindicato Nacional de Motoristas de Matérias Perigosas (SNMMP). A Antram acusou, esta terça-feira, o Sindicato dos Motoristas …

Alzheimer ataca regiões do cérebro que nos mantêm acordados durante o dia

Demasiadas sonecas durante o dia são um dos primeiros sinais externos do Alzheimer, embora seja difícil dizer por que isso acontece. Alguns cientistas sugeriram que a doença perturba as regiões do cérebro que promovem o …

Caminhar e correr torna-se agora mais fácil com estes novos calções robóticos

Cientistas da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, criaram uns calções robóticos que nos fazem sentir até sete quilos mais leves quando estamos a caminhar ou a correr. Esta invenção poderá ajudar pessoas que caminhem …

Imagens da NASA mostram que a Lua brilha mais do que o Sol

Se os nossos olhos pudessem ver radiação altamente energética chamada raios-gama, a Lua pareceria mais brilhante do que o Sol. É assim que o Telescópio Espacial de Raios-gama Fermi da NASA tem visto o nosso …

Novo estudo adensa mistério sobre "Lago dos Esqueletos" nos Himalaias

Esqueletos humanos encontrados no lago Roopkund, na Índia, pertenceram a pessoas de origens várias, algumas do Mediterrâneo, que morreram em eventos separados por mil anos. O lago Roopkund, na Índia, é famoso por terem sido descobertos …