Filipinas anunciam fim de acordo militar com os EUA

Noel Celis / EPA

O presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte

O Presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, informou os Estados Unidos (EUA) que pretende acabar com o acordo de cooperação militar entre os dois países. Esta decisão surge no seguimento da aproximação à China e de críticas à política de defesa norte-americana.

Segundo noticiou o Público, o pacto militar Acordo das Forças Visitantes, que entrou em vigor em 1999, cessará em 180 dias. O acordo permite aos EUA usar as suas bases militares nas Filipinas como ponto de passagem de tropas e a realização de mais de 300 exercícios militares anuais com tropas dos dois países.

“O vice-chefe da missão dos Estados Unidos [nas Filipinas] recebeu o aviso de fim do Acordo de Forças Visitantes”, anunciou no Twitter o ministro dos Negócios Estrangeiros filipino, Teodoro Locsin.

“O Presidente não vai aceitar nenhuma iniciativa vinda do Governo americano para salvar o acordo, nem vai aceitar qualquer convite oficial para visitar os Estados Unidos”, disse o porta-voz do chefe de Estado, Salvador Panelo, citado pelo New York Times.

O Presidente filipino já tinha ameaçado rasgar o acordo em janeiro, quando os EUA impediram a entrada no país do senador Ronald dela Rosa. “Estou-vos a avisar. Se não corrigirem [a situação], vou acabar com o Acordo de Forças Visitantes”, avisou na altura.

Contudo, um conjunto de senadores filipinos está a tentar bloquear o fim do acordo, por esta decisão ter avançado sem a aprovação do Senado. “Temos de ter uma palavra a dizer sobre este importante assunto”, indicou o senador Richard Gordon.

Segundo o Al-Jazeera, os senadores temem que outros dois acordos com Washington (o Acordo de Cooperação de Defesa Avançada, de 2014, e o Tratado de Defesa Mútua, de 1952), dos quais depende a segurança filipina, se tornem irrelevantes.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Submarino civil transparente pode levá-lo ao local do naufrágio do Titanic

A Triton, uma empresa com sede na Florida, fabrica submarinos civis de última geração há mais de uma década. Agora, vai fazer nascer o Triton 13000/2 Titanic Explorer, que para além de oferecer aos passageiros …

Catorze detidos nos novos protestos em Barcelona a favor de Pablo Hasél

Pelo menos 14 pessoas foram detidas pela polícia catalã, este sábado, durante os distúrbios que se seguiram a mais uma manifestação em Barcelona a reclamar a libertação do rapper Pablo Hasél. Segundo o jornal Público, pelo …

Procuradores avançam para tribunal contra nomeações de chefias

O Conselho Superior do Ministério Público (CSMP) está envolvido numa nova polémica, depois do concurso que culminou na indigitação de José Guerra para a Procuradoria Europeia. Segundo avança o Jornal de Notícias, este domingo, um concurso para …

A partir de segunda-feira, eletrodomésticos vão ter novas etiquetas energéticas

As organizações não-governamentais ambientalistas saúdam as novas etiquetas energéticas, que entram em vigor esta segunda-feira, mas pedem “mais atenção” ao consumidor e “maior rapidez” na reclassificação de “mais produtos”. Em comunicado, a cooligação Coolproducts, um grupo …

Depois do balde de água fria da pandemia, Israel vai ficar melhor do que nunca. Tudo pelos turistas

Israel está fechado em casa e viajar para este país não faz parte dos planos de muitas pessoas. No entanto, este período de acalmia pode mesmo ser o melhor momento para planear uma viagem - …

Menos 1,3 milhões de consultas nos hospitais e menos 151 mil cirurgias em 2020

No ano em que a pandemia chegou a Portugal, houve menos 151 mil cirurgias e menos 1,3 milhões de consultas nos hospitais públicos. A covid-19, que chegou a Portugal a 2 de março de 2020, obrigou …

Várias escolas de Tóquio pedem "certificados de cabelo real" aos alunos

As escolas japonesas são conhecidas pela sua rigidez relativamente à aparência dos seus alunos, tanto que os estudantes que não seguem o padrão de "cabelo liso e preto" têm de apresentar provas. Dados divulgados, esta semana, …

UE estima normalidade nas vacinas daqui a duas semanas. Orbán recebeu vacina chinesa

A União Europeia (UE) estima que dentro de duas a três semanas "tudo vai funcionar normalmente" na produção e distribuição de vacinas nos Estados-membros. Entretanto, o primeiro-ministro húngaro já foi vacinado (mas com uma vacina …

"Os dados de milhões de pessoas estão em risco", alertam denunciantes da Amazon

Denunciantes da Amazon alertam que os dados de milhões de pessoas estão em risco devido à falta de preocupação da empresa com a cibersegurança. A par da Google, Apple, Microsoft e Facebook, a Amazon é uma …

Mais 41 mortes e 718 novos casos de covid-19 nas últimas 24 horas

Portugal registou, este domingo, mais 41 mortes e 718 novos novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da DGS, dos 718 …