Um fenómeno inesperado está a acelerar a perda de água em Marte

Há um fenómeno que está a acelerar a perda de água em Marte e que apanhou os cientistas de surpresa: as tempestades de poeira regionais.

Ao combinar as observações de três aeronaves internacionais em Marte, cientistas foram capazes de mostrar que as tempestades de poeira regionais desempenham um grande papel na perda de água do Planeta Vermelho, adianta a NASA.

Os investigadores avisam que as tempestades de poeira aquecem as altitudes mais altas da fria atmosfera marciana, evitando que o vapor de água congele como é normal, fazendo com que se eleve.

Nas partes superiores de Marte, onde a atmosfera é menos densa, as moléculas de água ficam vulneráveis à radiação ultravioleta, que as decompõe.

“Tudo o que você precisa de fazer para perder água permanentemente é perder um átomo de hidrogénio, porque depois o hidrogénio e o oxigénio não podem recombinar-se em água”, disse Michael Chaffin, investigador do Laboratório de Física Atmosférica e Espacial da Universidade de Colorado, nos Estados Unidos. “Assim, quando você perde um átomo de hidrogénio, definitivamente perde uma molécula de água”.

A comunidade científica já suspeitava que Marte, outrora um planeta com água como a Terra, tinha perdido este elemento essencial à vida através deste processo. No entanto, os cientistas não compreendiam a importância das tempestades de poeira regionais neste fenómeno.

Tempestades de areia que atacam normalmente a cada três ou quatro anos marcianos eram consideradas as principais culpadas, juntamente com os meses quentes de verão no hemisfério sul em que o planeta está mais perto do Sol.

Os autores do estudo publicado recentemente na revista Nature Astronomy concluíram que Marte perde o dobro da água durante as tempestades de poeira regionais do que durante uma temporada de verão no Hemisfério Sul.

Há mil milhões de anos, Marte tinha muito mais água do que hoje. O que sobrou está congelada nos polos ou presa na crosta. Derretida, essa água residual pode encher um oceano com até 30 metros de profundidade, preveem alguns cientistas.

“Este estudo ajuda a recuar no tempo e dizer: ‘Agora temos outra forma de perder água que nos ajudará a relacionar esta pouca água que temos hoje em Marte com a enorme quantidade de água que tínhamos no passado'”, explicou Gerónimo Villanueva, especialista em água marciana do Centro de Voo Espacial Goddard da NASA e coautor do estudo.

  Daniel Costa, ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Não é possível que as poeiras marcianas tenham formado uma crosta sobre o gelo e seja esse o motivo pelo qual não exista evaporação e una atmósfera como a da terra que goza de outras temperaturas?

  2. Quem para lá for viver terá que se habituar a não beber nem tomar banho, pelos vistos aquilo por lá está pior ainda do que por cá!

RESPONDER

Festejos do Sporting. IGAI garante que "não omitiu informação ou branqueou factos"

A inspetora-geral da Administração Interna garantiu no Parlamento, esta quarta-feira, que a IGAI "não omitiu informação ou branqueou factos" no relatório sobre os festejos do Sporting, sustentando que tudo o que foi investigado consta do …

PAN só viabiliza OE "se houver compromisso do Governo em alterar" a proposta

A porta-voz do PAN afirmou, esta quarta-feira, que o partido só poderá viabilizar o Orçamento do Estado para 2022 (OE2022) se o Governo se comprometer com alterações à proposta na especialidade. Inês Sousa Real falava aos …

Colômbia condenada por não ter investigado agressões "verbais, físicas e sexuais" a jornalista

De acordo com a sentença, o Estado colombiano não investigou devidamente o caso de sequestro, tortura e violação da jornalista Jinedth Bedoya, que estava a trabalhar numa reportagem sobre a guerra civil em 2000. O Tribunal …

Rio diz ter "obrigação" de avançar com recandidatura à liderança do PSD

O presidente do PSD justificou a sua recandidatura à liderança, esta quarta-feira, pela "obrigação" de colocar o interesse do país e do partido à frente da sua vida pessoal. No final de uma audiência com o …

Fenprof e FNE convocam greve nacional de professores para 5 de novembro

A Federação Nacional dos Professores (Fenprof) e a Federação Nacional da Educação (FNE) anunciaram, esta quarta-feira, que vão convocar uma greve nacional de professores para 5 de novembro. Em comunicado, a Fenprof refere que a greve …

PCP reconhece aproximação do Governo, mas diz que ainda é insuficiente

O líder parlamentar do PCP considerou, esta quarta-feira, que houve uma aproximação do Governo às propostas do partido, mas que ainda não é suficiente para alterar a avaliação feita sobre o Orçamento do Estado para …

Alemanha pode falhar objetivo de doação de vacinas contra a covid-19 (e culpa fabricantes)

A Alemanha pode falhar o seu objetivo de doar 100 milhões de doses de vacinas contra a covid-19 a países mais pobres. Um funcionário do ministério da saúde alemão revelou, numa carta a Bruxelas, que a …

Alexei Navalny vence Prémio Sakharov 2021

O opositor russo Alexei Navalny é o vencedor do Prémio Sakharov para a Liberdade de Pensamento 2021, anunciou o Parlamento Europeu, esta quarta-feira. Alexei Navalny foi nomeado pelos grupos políticos PPE e Renovar a Europa devido …

Extinção do SEF aprovada na especialidade no Parlamento

A proposta do PS e do Bloco de Esquerda sobre a extinção do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) foi aprovada na Comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias, esta quarta-feira. Segundo o jornal Público, …

Steve Bannon deve ser investigado por envolvimento no ataque ao Capitólio, indica Comissão responsável

Antigo conselheiro de Donald Trump foi aconselhado pelo antigo presidente e pela respetiva equipa de advogados a não colaborar com a comissão especial designada para investigar os ataque. A Comissão responsável por investigar o ataque ao …