FC Porto vs Estoril | Dragão entra a golear

O FC Porto prosseguiu a forma avassaladora demonstrada na pré-época, no arranque da Liga NOS. No primeiro jogo oficial dos portistas, estes golearam o Estoril Praia por 4-0, no Estádio do Dragão.

Um jogo fácil, de sentido único, muito futebol de ataque pelos flancos, em especial pela direita, muita gente na grande área “canarinha”, graças ao 4-4-2 implementado por Sérgio Conceição, e uma dinâmica atacante assinalável.

E poderiam ter sido marcados mais golos.

O Jogo explicado em Números

  • Muitos esperariam um FC Porto avassalador no primeiro jogo da Liga NOS, perante aquilo que foi a pré-temporada. De facto, os “dragões” registavam 81% de posse de bola ante o Estoril aos dez minutos, mas nenhum remate (nem numa baliza, nem na outra). Notava-se também alguma dificuldade da equipa em imprimir velocidade nas transições.
  • Aos 15 minutos, Ricardo Pereira cruzou para golo de Aboubakar, mas o camaronês estava fora-de-jogo. E, por volta dos 20 minutos, Jesús Corona aproveitava as facilidades concedidas por Joel Ferreira para ser o mais influente, com um cruzamento, eficaz, duas tentativas de drible (sucesso numa), quatro de seis duelos ganhos e três recuperações de bola, mais três intercepções – acções defensivas em que registava o máximo no jogo nesta altura.
  • Por volta da meia-hora, o FC Porto somava 73% de posse de bola, quatro cantos, três remates, mas apenas um enquadrado, contra nenhum disparo dos estorilistas – Aboubakar registava todos os remates do encontro. O domínio estava lá, faltava clarividência no último terço do terreno.
  • Soares ressentiu-se de lesão (32′), teve de sair para dar o lugar a Moussa Marega, e na primeira vez que este tocou na bola, aos 35 minutos, fez o 1-0, ao aproveitar um erro tremendo de Mano. Foi ao sexto remate, segundo enquadrado, dos comandados de Sérgio Conceição.
  • Vantagem que se ajustava plenamente ao intervalo. Praticamente só deu Porto, apesar de alguma falta de intensidade inicial. Sete remates, dois enquadrados, 67% de posse de bola, 85% de passes certos, 5-1 em cantos e 23 vezes a bola na grande área adversária mostram um jogo de sentido único.
  • Apesar de o golo ter sido da autoria de Marega, Vincent Aboubakar destacava-se neste primeiro tempo, com quatro remates, um enquadrado, um passe para finalização, 92% de eficácia de passe e quatro duelos aéreos ganhos em quatro. Dados que lhe valiam nesta altura um GoalPoint Rating de 6.1.
  • Ténue tentativa de reacção do Estoril, prontamente anulada pelo Porto, que chegou ao 2-0 logo aos 54 minutos, por Brahimi. O argelino concluiu uma combinação colectiva frente a Moreira, através de um remate colocado. Terminava de forma prematura as dúvidas quanto ao vencedor do jogo, pois o Estoril não parecia capaz de chegar sequer perto da baliza de Iker Casillas.
  • O 3-0 não demorou, com Marega a bisar aos 62 minutos, a centro de Óliver Torres. Em 17 minutos da etapa complementar o Porto conseguia realizar sete remates, tantos quanto em toda a primeira parte, quatro deles enquadrados, e cinco de dentro da grande área. Tudo muito fácil.
  • A História do jogo estava feita. Aos 80 minutos, os números não enganavam e apontavam para o domínio total e absoluto do FC Porto em todos os sentidos do jogo: 16 remates contra nove (7-3 enquadrados), 62% de posse para os “dragões”, dez cantos contra cinco, 86% de eficácia de passe e a ideia de que mais golos poderiam ter sido marcados até esta altura.

O Homem do Jogo

Mas que grande regresso de Marega ao FC Porto! Uma espécie de “patinho feio” dos “dragões” há duas épocas, o atacante, que brilhou no V. Guimarães, foi chamado cedo para substituir o lesionado “Tiquinho” Soares e bisou na partida, o primeiro na primeira fez que tocou na bola.

Terminou com um GoalPoint Rating de 7.7, graças a quatro remates, três deles enquadrados, um passe para ocasião flagrante e um drible eficaz numa tentativa.

https://twitter.com/_Goalpoint/status/895353402552717312

Jogadores em foco

  • Y. Brahimi 7.5 – Que grande jogo de Brahimi. Imparável no seu flanco, mas também sempre que flectia para o meio. Tentou nove vezes o drible e teve sucesso em quatro, rematou duas vezes, uma delas enquadrada, fez dois passes para finalização e ganhou nove de 18 duelos.
  • Eduardo 6.5 – O melhor do Estoril. O médio fez um remate (desenquadrado), três passes para finalização, teve sucesso em duas de três tentativas de drible e registou seis desarmes.
  • Marcano 6.7 – Impecável a defender e também a atacar. O espanhol marcou um golo, o 4-0, no único remate que realizou, mas registou ainda um passe para ocasião, acertou dez de 12 passes longos, ganhou quatro de seis duelos e fez seis alívios.
  • Óliver Torres 6.4 – Apenas com Danilo Pereira nas costas, no centro do terreno, Óliver não se deixou intimidar por um “miolo” estorilista tímido, acabando a partida com duas assistências, 84% de passes certos, nove passes em que colocou a bola na área contrária, cinco de nove duelos ganhos.
  • Alex Telles 6.3 – Parece querer manter a bitola da última época. O lateral-esquerdo brasileiro terminou a partida com quatro passes para ocasião, o máximo do jogo, 92% de eficácia de passe, colocou dez vezes a bola na área contrária e fez quatro alívios.

Resumo

PARTILHAR

RESPONDER

Robôs "burros" trabalham em conjunto para realizar tarefas complexas

Uma nova pesquisa mostra que, ao mesmo tempo que aumentam as interações magnéticas, um enxame de robôs dispersos, chamados BOBbots, pode reunir-se em aglomerados compactos para realizar tarefas complexas. Fazer com que um enxame de robôs …

O uso doméstico de carvão na China resulta em mortes prematuras

Um novo estudo indica que, na China, a poluição da queima de carvão residencial causa um número desproporcional de mortes prematuras por exposição a poluentes minúsculos inaláveis, conhecidos como PM2.5. A combustão do carvão por centrais …

Estudo alerta para níveis preocupantes de produtos químicos tóxicos no leite materno

Um novo estudo, que analisou o leite materno de mulheres americanas quanto à contaminação por PFAS, detetou o produto químico tóxico em todas as 50 amostras testadas, e em níveis quase 2.000 vezes mais altos …

Dinheiro, imóveis e arte. João Rendeiro perde fortuna para o Estado

Um milhão e meio de euros em numerário, contas e ativos bancários, obras de arte e quatro imóveis em Lisboa, Cascais e Oeiras vão ser arrestados a João Rendeiro, ex-presidente do Banco Privado Português (BPP). Segundo …

A primeira eco-casa impressa em 3D "nasceu" em Itália

A empresa de impressão 3D WASP e o Mario Cucinella Architects concluíram a casa TECLA. É o primeiro modelo de habitação eco-sustentável a ser construído a partir de matérias-primas locais usando tecnologia de impressão 3D.  O …

Partido de Le Pen desviou 6,8 milhões de fundos europeus, segundo jornal francês

O partido francês de extrema-direita União Nacional (RN, sigla original), liderado por Marine Le Pen, terá desviado 6,8 milhões de euros de fundos do Parlamento Europeu, revela este domingo um inquérito policial noticiado pelo Le …

Proporção divina. Antiga fórmula grega pode ser responsável pelo sucesso dos musicais

Desde 1972, quando "Jesus Christ Superstar" estreou na Broadway, os mais populares musicais quase unanimemente empregaram uma fórmula centenária conhecida como “a proporção divina” - e, surpreendentemente, parecem tê-lo feito acidentalmente. A proporção divina é um …

Egito já iniciou obras de alargamento do Canal do Suez

A Autoridade do Canal do Suez iniciou este sábado obras para ampliar dez quilómetros do troço sul, onde o navio Ever Given encalhou em março passado, causando o bloqueio de uma das vias de navegação …

Museu do Prado descobre erro de 500 anos numa das suas esculturas

O Museu do Prado, em Madrid, descobriu que uma das suas esculturas, que se pensava ser do século XV, é afinal uma obra do século XX. Em comunicado, o museu espanhol explicou que a escultura – …

Costa entrou em “modo avestruz” e Cabrita é uma “mancha”. Líder do CSD não poupa nas críticas

Francisco Rodrigues dos Santos fez duras críticas ao primeiro-ministro, António Costa, e ao ministro da Administração Interna, Eduarda Cabrita. O presidente do CDS-PP disse que o primeiro-ministro entrou "em modo avestruz no caso João Galamba" referindo-se …