FC Porto vs Estoril | Dragão entra a golear

O FC Porto prosseguiu a forma avassaladora demonstrada na pré-época, no arranque da Liga NOS. No primeiro jogo oficial dos portistas, estes golearam o Estoril Praia por 4-0, no Estádio do Dragão.

Um jogo fácil, de sentido único, muito futebol de ataque pelos flancos, em especial pela direita, muita gente na grande área “canarinha”, graças ao 4-4-2 implementado por Sérgio Conceição, e uma dinâmica atacante assinalável.

E poderiam ter sido marcados mais golos.

O Jogo explicado em Números

  • Muitos esperariam um FC Porto avassalador no primeiro jogo da Liga NOS, perante aquilo que foi a pré-temporada. De facto, os “dragões” registavam 81% de posse de bola ante o Estoril aos dez minutos, mas nenhum remate (nem numa baliza, nem na outra). Notava-se também alguma dificuldade da equipa em imprimir velocidade nas transições.
  • Aos 15 minutos, Ricardo Pereira cruzou para golo de Aboubakar, mas o camaronês estava fora-de-jogo. E, por volta dos 20 minutos, Jesús Corona aproveitava as facilidades concedidas por Joel Ferreira para ser o mais influente, com um cruzamento, eficaz, duas tentativas de drible (sucesso numa), quatro de seis duelos ganhos e três recuperações de bola, mais três intercepções – acções defensivas em que registava o máximo no jogo nesta altura.
  • Por volta da meia-hora, o FC Porto somava 73% de posse de bola, quatro cantos, três remates, mas apenas um enquadrado, contra nenhum disparo dos estorilistas – Aboubakar registava todos os remates do encontro. O domínio estava lá, faltava clarividência no último terço do terreno.
  • Soares ressentiu-se de lesão (32′), teve de sair para dar o lugar a Moussa Marega, e na primeira vez que este tocou na bola, aos 35 minutos, fez o 1-0, ao aproveitar um erro tremendo de Mano. Foi ao sexto remate, segundo enquadrado, dos comandados de Sérgio Conceição.
  • Vantagem que se ajustava plenamente ao intervalo. Praticamente só deu Porto, apesar de alguma falta de intensidade inicial. Sete remates, dois enquadrados, 67% de posse de bola, 85% de passes certos, 5-1 em cantos e 23 vezes a bola na grande área adversária mostram um jogo de sentido único.
  • Apesar de o golo ter sido da autoria de Marega, Vincent Aboubakar destacava-se neste primeiro tempo, com quatro remates, um enquadrado, um passe para finalização, 92% de eficácia de passe e quatro duelos aéreos ganhos em quatro. Dados que lhe valiam nesta altura um GoalPoint Rating de 6.1.
  • Ténue tentativa de reacção do Estoril, prontamente anulada pelo Porto, que chegou ao 2-0 logo aos 54 minutos, por Brahimi. O argelino concluiu uma combinação colectiva frente a Moreira, através de um remate colocado. Terminava de forma prematura as dúvidas quanto ao vencedor do jogo, pois o Estoril não parecia capaz de chegar sequer perto da baliza de Iker Casillas.
  • O 3-0 não demorou, com Marega a bisar aos 62 minutos, a centro de Óliver Torres. Em 17 minutos da etapa complementar o Porto conseguia realizar sete remates, tantos quanto em toda a primeira parte, quatro deles enquadrados, e cinco de dentro da grande área. Tudo muito fácil.
  • A História do jogo estava feita. Aos 80 minutos, os números não enganavam e apontavam para o domínio total e absoluto do FC Porto em todos os sentidos do jogo: 16 remates contra nove (7-3 enquadrados), 62% de posse para os “dragões”, dez cantos contra cinco, 86% de eficácia de passe e a ideia de que mais golos poderiam ter sido marcados até esta altura.

O Homem do Jogo

Mas que grande regresso de Marega ao FC Porto! Uma espécie de “patinho feio” dos “dragões” há duas épocas, o atacante, que brilhou no V. Guimarães, foi chamado cedo para substituir o lesionado “Tiquinho” Soares e bisou na partida, o primeiro na primeira fez que tocou na bola.

Terminou com um GoalPoint Rating de 7.7, graças a quatro remates, três deles enquadrados, um passe para ocasião flagrante e um drible eficaz numa tentativa.

https://twitter.com/_Goalpoint/status/895353402552717312

Jogadores em foco

  • Y. Brahimi 7.5 – Que grande jogo de Brahimi. Imparável no seu flanco, mas também sempre que flectia para o meio. Tentou nove vezes o drible e teve sucesso em quatro, rematou duas vezes, uma delas enquadrada, fez dois passes para finalização e ganhou nove de 18 duelos.
  • Eduardo 6.5 – O melhor do Estoril. O médio fez um remate (desenquadrado), três passes para finalização, teve sucesso em duas de três tentativas de drible e registou seis desarmes.
  • Marcano 6.7 – Impecável a defender e também a atacar. O espanhol marcou um golo, o 4-0, no único remate que realizou, mas registou ainda um passe para ocasião, acertou dez de 12 passes longos, ganhou quatro de seis duelos e fez seis alívios.
  • Óliver Torres 6.4 – Apenas com Danilo Pereira nas costas, no centro do terreno, Óliver não se deixou intimidar por um “miolo” estorilista tímido, acabando a partida com duas assistências, 84% de passes certos, nove passes em que colocou a bola na área contrária, cinco de nove duelos ganhos.
  • Alex Telles 6.3 – Parece querer manter a bitola da última época. O lateral-esquerdo brasileiro terminou a partida com quatro passes para ocasião, o máximo do jogo, 92% de eficácia de passe, colocou dez vezes a bola na área contrária e fez quatro alívios.

Resumo

PARTILHAR

RESPONDER

Santa Casa vai doar receitas dos jogos do Natal às vítimas dos incêndios

A Santa Casa de Lisboa vai destinar as receitas dos jogos na semana anterior ao Natal a um fundo para apoiar as vítimas dos incêndios, numa verba estimada entre quatro a seis milhões de euros. Em …

Tempestade Ana causou um morto, 789 quedas de árvores e mil ocorrências

A Proteção Civil registou esta noite mais de 1.100 ocorrências relacionadas com a tempestade Ana, a maior parte (789) quedas de árvores, mas também inundações e quedas de estruturas. O mau tempo fez também uma …

Entrega do Nobel marcada por relato comovente de sobrevivente de Hiroshima

A cerimónia de entrega do Nobel da Paz, em Oslo, teve este ano o relato de Setsuko Thurlow, que sobreviveu à bomba nuclear lançada contra Hiroshima, e que define armas nucleares como "mal extremo". A ICAN, …

Setúbal vs FC Porto | Vendaval azul à beira Sado

FC Porto regressou aos triunfos na Liga NOS e logo em grande estilo. Na visita ao Vitória de Setúbal, os “dragões” golearam por 5-0, num jogo sem história e de sentido único, e no qual Vincent …

Marcelo espera apuramento dos factos no caso da gestão da “Raríssimas”

O Presidente da República congratulou-se hoje com o facto de o Ministério do Trabalho, Segurança Social e Solidariedade anunciar que vai avaliar a situação da associação Raríssimas e eventual gestão danosa ou outras irregularidades. "O Estado …

Presidentes do PSD duram 2,5 anos e têm 40% de hipóteses de ser primeiro-ministro

O PSD escolhe a 13 de janeiro o seu 18.º presidente, num partido que, em média, muda de líder a cada dois anos e meio e que já produziu sete primeiros-ministros e dois Presidentes da …

Portugal é pela primeira vez Melhor Destino Turístico do Mundo

Portugal foi este domingo pela primeira vez considerado Melhor Destino Turístico do Mundo. Tornou-se também o primeiro país europeu a conquistar a distinção, derrotando concorrentes como o Brasil, Grécia, Maldivas, EUA, Marrocos, Vietname ou Espanha. A …

Rebentamento de conduta de água abre "cratera" de 20 metros em São Pedro de Moel

O rebentamento de uma conduta de água da rede pública de São Pedro de Moel provocou esta manhã "uma cratera de vinte metros de extensão" numa zona residencial, obrigando ao corte da circulação, informou a …

Empresas alemãs sob suspeita de corrupção no caso do submarino argentino

As duas empresas alemãs que forneceram as baterias do submarino desaparecido ARA San Juan estão sob suspeita terem pagado subornos para conseguir o contrato e de ter oferecido peças de qualidade inferior, segundo informações da …

Tempestade obriga a cancelar voos Lisboa-Londres e fechar estradas no Reino Unido

O aeroporto de Birmingham, no centro da Inglaterra, cancelou os seus voos deste domingo devido à forte nevasca que cai em grande parte do Reino Unido, que fechou estradas e provocou uma grande alteração nos …