Fazer tatuagens pode melhorar o nosso sistema imunitário

Um novo estudo descobriu que ter várias tatuagens pode aumentar a resposta do nosso sistema imunitário, fazendo com que sejamos mais capazes de combater infeções.

De acordo com os investigadores da Universidade do Alabama, nos Estados Unidos, fazer várias tatuagens pode ter um efeito muito semelhante com o exercício físico.

Quando alguém começa a treinar, quer seja num ginásio, em casa ou ao ar livre, é certo e sabido que o corpo vai ressentir-se e o resultado mais imediato são as dores musculares insuportáveis.

Porém, depois de vários dias de treino, o corpo começa a habituar-se, os músculos vão fortalecendo e já não nos sentimos como se estivéssemos à beira da morte.

Tendo em conta que esse percurso acontece com o exercício físico, a equipa de investigadores começou a questionar-se se o mesmo poderia acontecer com o processo de fazer tatuagens.

Os cientistas foram então até a um estúdio de tatuagens para recrutar voluntários, com o objetivo de analisar quantas tatuagens tinham e quanto tempo durava cada sessão no estúdio.

Com esses dados, de seguida, analisaram amostras de sangue para medir os níveis de imunoglobulina A (um anticorpo) e de cortisol (uma das hormonas associadas ao stress).

Sistema imunitário fortalecido

A equipa descobriu que as pessoas que estavam a fazer a sua primeira tatuagem tiveram uma queda significativa da imunoglobulina A, devido ao aumento dos níveis de cortisol.

Por outro lado, para aqueles que já tinham sido tatuados várias vezes, os níveis de imunoglobulina A diminuíram ligeiramente, algo que para os investigadores sugere que o corpo acaba por dar uma resposta imunológica com o tempo.

“Depois da resposta ao stress, o corpo volta a ganhar um equilíbrio”, explica Christopher Lynn, um dos autores do estudo.

“No entanto, se uma pessoa continuar a desenhar no seu corpo uma e outra vez, em vez de voltar para o mesmo ponto de ajuste, deixa os níveis ainda mais elevados”.

Embora estes resultados sejam lógicos, é importante salientar que o estudo só foi realizado entre 24 mulheres e cinco homens, ou seja, uma amostra grande o suficiente para sugerir que realmente algo se passa, mas pequena o suficiente para justificar um estudo mais aprofundado.

Conclusão: se a ideia é querer aumentar a resposta do nosso sistema imunitário, talvez fazer várias tatuagens não seja a melhor opção. Porém, se só precisa de uma desculpa para fazer mais uma, então pode adicionar este estudo à lista.

ZAP / HypeScience

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Raio de estudos…Isto serve para quê? Para incutir as pessoas a fazerem tatuagens?! O vosso último parágrafo diz tudo…
    Que péssima ideia…

RESPONDER

Turista danifica escultura do século XIX enquanto posa para fotografia (e é apanhado pelas câmaras de vigilância)

A polícia italiana identificou um austríaco de 50 anos que danificou uma estátua do século XIX num museu em Itália, enquanto posava para uma fotografia. O incidente ocorreu no passado dia 31 de junho, segundo …

Covid-19: Brasil supera as 100.000 mortes

O Brasil ultrapassou hoje a barreira das 100.000 mortes associadas à covid-19, quase cinco meses depois da confirmação do primeiro óbito no país, indicam dados oficiais divulgados pelas secretarias regionais de Saúde. Segundo os mais recentes …

As vacas leiteiras têm relações complexas (que se alteram quando mudam de grupo)

Uma nova investigação levada a cabo por cientistas do Chile e dos Estados Unidos concluiu que as vacas leiteiras vivem em redes sociais complexas que se alteram quando estes animais são movidos para outros grupos.  Para …

Virgin Galactic quer desenvolver avião comercial supersónico (que promete superar a velocidade do som)

A Virgin Galactic vai aliar-se à Rolls-Royce para criar um avião comercial supersónico, ainda mais rápido do que o mítico Concorde. A empresa de turismo espacial Virgin Galactic anunciou uma parceria com a Rolls-Royce para desenvolver …

PayPal resiste à pandemia. Volume de pagamentos cresce 30% no segundo trimestre

O volume de pagamentos através do PayPal cresceu 30% no segundo trimestre. A empresa parece resistir à pandemia de covid-19, que abalou o setor das viagens, cujos pagamentos estão muitas vezes associados a meios eletrónicos. …

Quatro pessoas morreram nos Estados Unidos depois de beberem desinfetante para as mãos

Quatro pessoas morreram nos Estados Unidos depois de ingerirem desinfetante para as mãos à base de álcool, revelou um relatório do Centros de Controlo e Prevenção de Doenças (CDC) do país esta quarta-feira publicado. De …

Jim Hackett deixa a Ford após três anos de liderança

Ao fim de três anos como CEO da Ford, Jim Hackett será substituído por Jim Farley. Um mandato que fica marcado por problemas financeiros, de produção e pela morte dos três volumes e utilitários. O mandato …

Covid-19: Portugal tem mais 186 casos e quatro pessoas morreram desde sexta-feira

Portugal regista hoje mais quatro mortos e 186 novos casos de infeção por covid-19 em relação a sexta-feira, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde. De acordo com o relatório da DGS sobre a situação …

Versão americana da Eurovisão chega em 2021

O Festival Eurovisão da Canção — o maior espetáculo de entretenimento televisivo do mundo — vai chegar aos Estados Unidos no final do próximo ano. A novidade foi divulgada, esta sexta-feira (7), em comunicado oficial. A …

Contratações na TVI após apoios financeiros "suscitam preocupação"

O professor universitário e ex-ministro Miguel Poiares Maduro manifestou "preocupação" relativamente às contratações na TVI, da Media Capital, grupo que beneficia do apoio do Estado, através da compra antecipada de publicidade institucional. Em entrevista à Lusa, …