A falta de sono faz-nos ver ameaças em todo o lado

Se não conseguir distinguir um sorriso de uma careta, é provável que não ande a dormir o suficiente.

Um novo estudo mostra que a privação do sono limita a nossa capacidade de ler expressões faciais. Este défice de sono pode ter consequências graves, desde não perceber se uma criança está doente ou com dores a confundir uma pessoa na rua com um potencial ladrão.

“Reconhecer as expressões emocionais das outras pessoas muda tudo na forma como interagimos ou não com elas, e por isso na forma como interagem connosco”, afirma Matthew Walker, investigador na área de psicologia e neurociência da Universidade de Berkeley, nos EUA.

“O que descobrimos é particularmente preocupante se pensarmos que dois terços das pessoas em países desenvolvidos não dormem o suficiente”, alertou o investigador. “Basta pensar nas implicações para estudantes que fazem diretas a estudar, pessoal de emergência médica que faz longos turnos, militares em zonas de guerra e polícias no turno da noite”, salienta a autora principal do estudo, Andrea Goldstein-Piekarski, da Universidade de Stanford.

O estudo, publicado em julho no Journal of Neuroscience, partiu de uma experiência em que 18 pessoas analisaram duas vezes uma sequência de 70 expressões faciais, desde amigáveis a ameaçadoras, depois de uma noite de sono completa e depois de estarem 24 horas acordadas. Os investigadores analisaram a atividade cerebral dos participantes, assim como o seu ritmo cardíaco, enquanto estes olhavam para a sequência de caras.

Os cientistas observaram que os cérebros com sono não conseguiam distinguir as caras ameaçadoras das amigáveis, em especial nas regiões de deteção de emoções da ínsula anterior do cérebro e do córtex cingulado anterior. Além disso, os níveis cardíacos dos participantes quando não tinham dormido respondiam de forma anormal às diferentes expressões faciais.

Por fim, os investigadores descobriram uma desconexão na relação neural entre o cérebro e o coração, que normalmente permite que o corpo detecte sinais de socorro. “A falta de sono parece afastar o corpo do cérebro”, descreve Matthew Walker. “Não consegues seguir o teu coração“.

Mais ameaçadores do que amigáveis

Os participantes no estudo interpretaram mais expressões como ameaçadoras quando estavam sem dormir, mesmo algumas caras amigáveis ou neutras.

“Dormir pouco causa um exagero na perceção de ameaças. Isto pode explicar porque é que as pessoas com falta de sono são menos sociáveis e mais solitárias”, afirma o psicólogo.

Por outro lado, os investigadores descobriram que, quando os participantes dormiam uma boa noite de sono, a qualidade do período de Rapid Eye Movement (REM) ligava-se à capacidade de ler as expressões faciais de forma mais precisa. Estudos anteriores da equipa de Matthew Walker já tinham revelado que o sono REM ajuda a reduzir o stress e suavizar memórias dolorosas.

“Quanto melhor a qualidade do sono, maior a capacidade do cérebro e o corpo distinguirem com precisão as expressões faciais”, afirma o investigador. “O sono REM aparentemente redefine o norte magnético da nossa bússola emocional. Este estudo dá-nos mais provas da nossa necessidade essencial de dormir“.

ZAP

PARTILHAR

RESPONDER

A supergigante Betelgeuse é mais pequena e está mais perto da Terra do que se pensava

De acordo com um novo estudo feito por uma equipa internacional de investigadores, podem ser necessários mais 100.000 anos até que a estrela gigante vermelha Betelgeuse morra numa explosão de fogo. O estudo, liderado pela Dra. …

Mulheres menos propensas à covid-19 por respeitarem mais o distanciamento social

Uma das razões pelas quais as mulheres podem ser menos vulneráveis ​​a infeção pelo novo coronavírus deve-se ao facto de serem mais propensas a aderir às políticas de distanciamento social, sugeriu uma nova pesquisa. Uma pesquisa …

Braga 3 - 0 AEK | Minhotos de gala conquistam atenienses

O Sporting de Braga iniciou a sua participação no Grupo G da Liga Europa com uma vitória. Na recepção aos gregos do AEK de Atenas, os minhotos mostraram ser muito mais equipa e ganharam por …

Capitalismo vai arruinar o planeta até 2050, alertam cientistas

Um grupo de cientistas alerta que se continuarmos com este capitalismo desenfreado, o nosso planeta vai sofrer consequências a nível climático e ambiental. Até 2050, o planeta Terra pode sofrer seriamente às mãos do capitalismo desenfreado. …

Os novos faróis inteligentes da Audi levam-no ao cinema sem sair do carro

Os novos faróis LED da Audi levam-no ao cinema sem sair do carro, já que são capazes de projetar imagens na estrada ou em paredes. A novidade é lançada na nova linha de SUVs elétricos da …

FC Porto foi "histriónico" e não se portou bem, escreve-se em Manchester

Jornal inglês alega que os elementos do FC Porto foram exagerados, turbulentos e não tiveram um comportamento adequado. Não há uma única palavra sobre o árbitro. Na manhã seguinte à derrota (3-1) do FC Porto em …

De passagem secreta a cemitério de carros. Túnel sob Nápoles "esconde" veículos enferrujados da II Guerra

No centro de Nápoles, em Itália, há veículos e motocicletas abandonados e enferrujados dos anos 1940 alinhados num túnel a mais de 30 metros abaixo dos seus pés. A Piazza del Plebiscito foi nomeada após uma …

Primeira ministra islandesa interrompida por um terramoto quando dava uma entrevista em direto

Um terramoto de magnitude 5.6 interrompeu uma entrevista em direto da primeira ministra islandesa ao The Washington Post. Mas Katrin Jakobsdottir reagiu à situação de forma tranquila: "Isto é a Islândia". Katrin Jakobsdottir estava a dar …

O voo mais longo do mundo está de volta (e agora é ainda mais longo)

O voo da Singapore Airlines que partia de Singapura com destino até Nova Iorque, foi uma das vítimas do covid-19 e ficou suspendo a 23 de março. Agora, é possível viajar nesta rota novamente, e …

Obras de cinco museus de Berlim vandalizadas no início do mês

Sarcófagos egípcios, pinturas do século XIX e esculturas em pedra de três dos principais museus de Berlim foram atacados com uma substância líquida oleosa a 3 de outubro, dia em que se festejaram os 30 …