Mais plástico e menos peixe. Explorador britânico teme pelo mar português

-JM- / Flickr

Fajã da Caldeira de Santo Cristo, Açores

Farto de ver cada vez mais plástico e menos peixe no oceano, o veterano explorador e documentarista britânico Paul Rose defende que Portugal deve criar mais áreas marinhas protegidas.

Paul Rose, que mergulha desde os anos 1960, afirmou em entrevista à Lusa que no espaço de décadas se vê “menos peixe e mais poluição”, considerando “assustador” que não haja mais zonas protegidas no espaço marítimo português, sobretudo nos Açores, “o lugar mais bonito do mundo”.

“Partir-me-ia o coração se Portugal e os Açores só decidissem protegê-las daqui a uns anos, indo atrás de toda a gente”, saudando a decisão, anunciada em fevereiro deste ano, de aumentar as zonas protegidas nos Açores em 150 mil quilómetros quadrados.

A decisão, afirma, é sinal de “liderança global” e um exemplo para o mundo inteiro, o mesmo que a sua geração e dos políticos no poder, devia dar perante os jovens, defende. “Os líderes que temos são, muitas vezes, apenas influenciadas pelo dinheiro, e precisamos de ter respostas sobre isso”, afirma, indicando que “a ação climática inteligente tem um potencial de negócio incrível” e é esse o argumento que tem que se usar para quem diz que “os ambientalistas estão a fechar fábricas, a impedir a pesca e a prejudicar o negócio da madeira”.

Paul Rose considera que é preciso “acabar com os subsídios lesivos para a pesca intensiva e para a extração de petróleo e gás”, optando pelas fontes de energia solar, eólica e das marés. “Este políticos não têm todos os mesmos valores que nós. Os seus valores são manter-se no poder, manter os seus colegas e partidos nos lugares certos para conseguirem dinheiro e influência e a natureza só vem no fundo da lista” das prioridades.

No entanto, acredita que virá uma “mudança de valores” com as novas gerações que “olham para os políticos e estão fartos, porque não veem nada a mudar”. “Nós não mudamos se não tivermos que mudar. Somos preguiçosos, os humanos”, disse, considerando que a geração que está no poder tem “a responsabilidade de estabelecer um alto padrão” para as seguintes, para que vão na direção certa na proteção do planeta.

É a mesma proteção que gostaria de ver alargada ao território marinho português, que representa “97% do território total” e que tem “áreas incrivelmente belas”.

Paul Rose recordou que um dos membros de uma expedição aos Açores detetou ao largo da ilha das Flores um cardume gigante de peixe-porco. Foi chamar os restantes investigadores e quando voltaram ao mesmo local, algumas horas depois, viram que só restavam entranhas no fundo do mar. “Todos mortos. Alguém apanhou o cardume com uma grande rede e em cerca de três horas, só restavam tripas e barbatanas”. Não proteger estes recursos “é uma loucura” e é assustador, afirma.

A última fronteira do oceano é, para Paul Rose, as grandes profundezas da Fossa das Marianas, onde “daria tudo” para ir e levar o Presidente Donald Trump. “Acho que é o homem com o maior défice de natureza que existe. Ele não entende. A maior parte das pessoas explorou matas, parques naturais, acampou, pescou, entende a Natureza, mesmo sem ser mergulhador profissional ou conservacionista”, disse.

Pessoas como Donald Trump e Jair Bolsonaro não entendem “e isso parte-me o coração. A minha viagem de sonho seria ir aos lugares mais belos do mundo para eles os poderem experimentar. Infelizmente, acho que teria que os trazer de volta”, afirma, entre risos.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Donald Trump desiste de realizar o G7 no seu clube de golfe em Miami

A decisão de Donald Trump, a braços com um processo de impeachment, de usar um dos seus resorts levantou dúvidas sobre conflito de interesses. O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, abandonou a ideia de realizar …

Costa vai a Belém apresentar secretários de Estado. Patrícia Gaspar e Antero Luís na lista

O primeiro-ministro indigitado, António Costa, vai esta segunda-feira a Belém apresentar ao Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, os nomes dos secretários de Estado que vão integrar o próximo Governo. O encontro, marcado para as 11 …

Chernobyl transforma-se num santuário para uma rara espécie de cavalos

Chernobyl tem sido o inesperado lar de uma espécie de cavalos em vias de extinção. Dezenas de cavalos de Przewalski foram observados em edifícios abandonados na zona radioativa da cidade ucraniana. Surpreendentemente, uma espécie de cavalos …

Sánchez desloca-se a Barcelona para “visitar agentes feridos” e lembra obrigações de Torra

O presidente do governo espanhol, em funções, Pedro Sánchez, desloca-se esta segunda-feira a Barcelona, após ter criticado o presidente do governo regional da Catalunha por não ter condenado com firmeza os atos de violência dos …

Governo de Hong Kong pede desculpas após polícia pulverizar mesquita

O Governo de Hong Kong pediu esta segunda-feira desculpas a líderes muçulmanos, depois da polícia antimotim ter pulverizado um portão da mesquita e algumas pessoas com um canhão de água, quando as autoridades tentavam dispersar …

Bolívia. Resultados preliminares dão vitória a Morales, mas com segunda volta

O chefe de Estado boliviano lidera os resultados preliminares da primeira volta das eleições Presidenciais, mas parece ser obrigado a disputar uma segunda ronda contra o ex-Presidente Carlos Mesa. A autoridade eleitoral da Bolívia indicou que, …

Telemóveis e computadores podem acelerar o envelhecimento

Uma nova investigação, levada a cabo por cientistas da Oregon State University, nos Estados Unidos, concluiu que a exposição diária à luz azul, como aquela que é emitida por telemóveis e computadores, pode afetar a …

Quatro espeleólogos portugueses desaparecem em gruta espanhola

Uma equipa de resgate foi acionada para localizar quatro espeleólogos portugueses que estão desde sábado na gruta de Cueto-Coventosa, em Espanha, com os trabalhos de socorro a serem dificultados pelo aumento do nível da água Quatro …

Afinal, Vénus pode não ser tão semelhante à Terra como pensávamos

Uma nova investigação questiona a habitabilidade de Vénus, planeta que os cientistas consideram há pouco tempo numa outra investigação poder ter um clima habitável semelhante ao da Terra. De acordo com a nova investigação, cujos …

Há gelo no polo sul da Lua e pode ter muitas fontes

Um novo estudo sugere que o gelo encontrado na superfície lunar pode ter milhares de milhões de anos, além de ter surgido de diferentes fontes. O estudo, publicado recentemente na Icarus, sugere que a maioria do …