Está explicado por que os mosquitos picam mais algumas pessoas do que outras

James Gathany / CDC

Um mosquito tigre (Aedes Albopictus) na pele humana

São pouco mais de 3000 as espécies de mosquitos que realmente são “especialistas” em picar seres humanos. Os restantes insetos são apenas parasitas oportunistas, que se alimentam quando conseguem alimento em diferentes fontes.

No entanto, a Aedes aegypti e o Anopheles gambiae são espécies bem conhecidas pelas suas preferências pelo sangue humano e pelo seu papel como vetores de transmissão  de doenças. A Aedes aegypti têm sido associada à doenças como o zika ou o dengue e a Anopheles gambiae carrega o parasita que causa a malária.

Não só algumas espécies de mosquitos mostram as suas fortes preferências em obter alimento a partir do sangue humano, como também parecem discriminar os seus alvos. A grande questão é perceber quais são os motivos que levam à seleção de determinados humanos em detrimento de outros.

Há várias teorias, algumas mais plausíveis que outras. Há quem acredite que o tipo sanguíneo, ter pele clara, estar transpirado ou até comer determinados alimentos com alho ou vinagre de maçã podem influenciar as taxas de picadas.

A maioria das pesquisas debruçam-se sobre as escolhas alimentares dos mosquitos, na esperança de conseguir manipular o seu comportamento alimentar de forma controlar as doenças transmitidas para os humanos.

Todas as espécies de mosquitos usam o dióxido de carbono como indicador de longo alcance de um hospedeiro que se encontra próximo. No entanto o COdá poucas informações para ajudar o inseto a escolher o seu alvo favorito.

A par do CO2, o ácido lácteo também funcionada com indicador para os insetos e está muito mais presente no odor humano comparativamente com o dióxido de carbono.

No entanto, estes compostos químicos não nos revelam por que motivos os insetos picam mais umas pessoas do que outros – apenas nos explicam por que são os humanos escolhidos como refeição e não outros animais, como pássaros, vacas ou lagartos.

A melhor evidência que explica o que motiva a escolha o mosquito é a variação da microbiota (conjunto de microrganismos) presentes da nossa pele, explica Richard Halfpenny, professor de Biologia na Universidade de Staffordshire, no Reino Unido, citado pelo The Conversation.

A microbiota da pele humana

A microbiota humana é principalmente composta por bactérias e fungos não patogénicos que vivem na nossa pele e nos nossos poros pilosos. A combinação de odores que emitem através de compostos orgânicos voláteis é o fator crítico que indica aos mosquitos o quão “saborosos” somos.

No entanto, a microbiota não é facilmente transmitida entre pessoas através do contacto humano. em média, temos um milhão de bactérias por centímetro quadrado de pele, que contém, muitas das vezes, centenas de espécies distintas.

Ou seja, a escolha do mosquito não recaí sobre nós em particular, mas sim sobre a composição de microrganismos que vivem na nossa pele. A composição da nossa microbiota depende, maioritariamente, do meio ambiente que nos envolve – daquilo que comemos e do local onde vivemos.

Tudo aquilo em que tocamos, comemos, bebemos tem o potencial de introduzir novos micróbios. No entanto, a genética também pode ser responsabilizada, com menor influência, pela microbiota.

Embora tenhamos a certeza de que os mosquitos escolhem os seus hospedeiros humanos de acordo com as bactérias que vivem na nossa pele, fica menos claro por que motivo preferem estes insetos a assinatura de odor de uma microbiota em detrimento de outra.

Se conseguíssemos desvendar esse “segredo”, talvez pudéssemos mudar a composição bacteriana da nossa pele de forma a ficarmos menos “apetitosos”.

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

RESPONDER

Barry Jenkins vai realizar sequela de "O Rei Leão"

O realizador e argumentista de Moonlight foi escolhido pela Walt Disney Studios para realizar a sequência do blockbuster de 2019, O Rei Leão. Ainda não há uma data de lançamento prevista para o segundo filme, mas …

"Não me sinto seguro sem uma". Venda de armas aumentou drasticamente nos EUA

Os EUA continuam a ser um dos países onde os cidadãos comuns têm mais facilidade em comprar armas de fogo. Esta é uma prática recorrente, e mais de um terço das famílias norte-americanas têm uma …

Pássaros de São Francisco aprenderam uma nova (e mais complexa) melodia durante a pandemia

Uma nova investigação científica relata que os pardais-de-coroa-branca de São Francisco, ave que vive nas zonas urbanas e rurais da cidade norte-americana, aprenderam uma nova e mais complexa melodia durante a pandemia. De acordo com …

Enorme espinha dorsal de tubarão-branco dá à costa em Massachusetts depois de uma tempestade

A espinha dorsal que se acredita pertencer a um espécime de tubarão-branco (Carcharodon carcharias) deu à costa numa praia em Massachusetts, nos Estados Unidos, depois de uma tempestade ter atingido a região. A espinha foi encontrada …

A China está a tornar-se o país com maior influência na ONU

Há dez anos, a China começou uma operação que lhe tem vindo a garantir mais influência nas Nações Unidas. Agora, o poder que possui na organização mundial protege o país asiático do escrutínio internacional. De acordo …

Uma droga pode tratar o nanismo (mas há quem defenda o "orgulho anão")

Um estudo vem agora revelar que uma droga pode tratar o nanismo. Porém, a possibilidade de haver um tratamento para esta condição clínica não é consensual. Um novo estudo, financiado pela BioMarin Pharmaceutical e publicado no …

Meghan Markle perde batalha judicial. Em causa está carta que enviou ao pai (divulgada por jornal britânico)

Depois de no passado mês de agosto, Meghan Marke vencer uma batalha judicial contra o Mail on Sunday, desta vez a Duquesa de Sussex não pode festejar mais uma vitória. A norte-americana perdeu a última …

Após acidente, robô-piloto voltou a levantar voo (e pilotou avião durante 2 horas)

O ROBOpilot, um piloto robótico não tripulado, levantou voo pela primeira vez no ano passado, mas sofreu danos durante um dos seus voos. Agora, está apto para voar novamente. No ano passado, um acidente forçou o Laboratório …

David Attenborough bateu um recorde mundial no Instagram (e destronou Jennifer Aniston)

O naturalista britânico David Attenborough destronou a atriz norte-americana Jennifer Aniston e tornou-se a pessoa a alcançar mais rapidamente um milhão de seguidores no Instagram, segundo os números do Guinness. David Attenborough, de 94 anos, …

Indonésia planeia atração turística com dragões de Komodo ao estilo de Jurassic Park

A Indonésia planeia construir uma atração ao estilo da saga Jurassic Park para que os turistas possam ver os famosos dragões de Komodo. De acordo com a revista Vice, em causa está uma proposta de …