Há mais de 750 mil partículas de lixo no espaço (e são muito perigosas)

O diretor-geral da Agência Espacial Europeia (ESA), Jan Woerner, disse esta quarta-feira que existem no espaço, na órbita da Terra, mais de 750.000 partículas de lixo de um centímetro e alertou para os perigos que representam.

Falando no início da sétima conferência sobre lixo espacial, no centro de controlo de operações da ESA em Darmstadt, Alemanha, o responsável alertou para o perigo das pequenas partículas e de outras maiores.

Jan Woerner lembrou que o satélite de observação da Terra Sentinel 1A foi lançado em 2014 e que dois anos depois se notou que a produção de eletricidade tinha baixado, verificando-se que um dos painéis solares estava danificado pelo impacto de uma pequena partícula.

A ESA organiza a conferência entre esta quarta-feira e dia 21 e vai abordar o tema dos danos provocados pelo lixo espacial e as formas de o evitar e retirar.

A colisão em fevereiro de 2009 do satélite de comunicações norte-americano Iridium 33, lançado em setembro de 1997, com o satélite Kosmos2251 produziu uma grande quantidade de lixo espacial, recordou o responsável, afirmando que para combater o lixo é preciso evitar as colisões e recolher as partículas.

A questão é global e deve ser combatida a nível global, “com iniciativas comuns em todo o mundo para lutar contra os perigos que temos no espaço”, disse.

O responsável pela área do lixo espacial na ESA, Holger Krag, explicou, em relação ao Sentinel 1A, que em agosto de 2016 descobriram uma mudança de órbita e de altitude e uma perda de eletricidade, pelo que a ESA reativou uma câmara de bordo e viu que havia uma zona danificada de 40 centímetros de diâmetro provocada pelo impacto de uma partícula de um centímetro com dois gramas de peso.

Krag disse que atualmente estão no espaço cerca de 20.000 partículas que se podem observar (as mais pequenas não são visíveis).

A equipa de lixo espacial da ESA tem semanalmente um alerta de alto risco, o que faz com que sejam necessárias uma ou duas manobras por ano em cada satélite, para evitar colisões.

A ESA observa atualmente cerca de 18.000 objetos mas só 7% deles são satélites operacionais, sendo a maioria fragmentos resultado de colisões.

Existem no espaço 5.000 objetos com mais de um metro, 25.000 de 10 centímetros e 750.000 de um centímetro, segundo a ESA.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Há seis queixas de violência policial por semana

Em Portugal, são apresentadas em média seis queixas semanais por violência policial, escreve o semanário Expresso na sua edição deste fim-de-semana, citando os dados mais recentes da Procuradoria-Geral da República. De acordo com os números, relativos …

CRISPR tornou galinhas resistentes a um vírus comum

A técnica de edição genética CRISPR tem sido usada para tornar as galinhas resistentes a um vírus comum, uma abordagem que poderia aumentar a produção de ovos e de carne em todo o mundo. Mesmo quando …

A Cybertruck de Musk poderá ser "incrivelmente barata" de produzir

A Cybertruck de Elon Musk, CEO da Tesla e da Space X, pode ser "incrivelmente barata" de produzir graças à sua inovadora tecnologia de carroçaria, afirmou um especialista em entrevista à Autoline Network. O engenheiro Sandy …

Novo estudo associa o burnout a uma consequência fatal

Uma nova investigação associa o burnout a um aumento de até 20% no risco de desenvolver fibrilhação auricular, a arritmia crónica mais frequente. O burnout é uma perturbação psicológica causada pelo stress excessivo devido a uma …

Pinto da Costa diz ter total confiança em Sérgio Conceição

O presidente do FC Porto, Pinto da Costa, garantiu que tem "total confiança nos jogadores e no treinador", Sérgio Conceição, que no sábado colocou o lugar à disposição, de acordo com a newsletter oficial dos …

Isabel dos Santos utilizou três identidades para entrar e sair de Portugal

A empresária angola Isabel dos Santos utilizou três documentos de identificação distintos durante as últimas viagens que fez entre Portugal e o Reino Unido. "Izabel Dosovna Kukanova", "Isabel José dos Santos" e "Santos Isabel" foram as …

Voar nunca foi tão seguro, garante a Estatística

Voar em companhias áreas comerciais nunca foi tão seguro, garante um estudo levado a cabo por um professor do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) que monitoriza o número de mortes de passageiros de todo o …

Coronavírus já provocou 56 mortes. China começa a desenvolver vacina

China começou a desenvolver uma vacina contra o novo coronavírus, que já provocou a morte a 56 pessoas e infetou 1.975 pessoas no país, informa este domingo o jornal oficial do Partido Comunista Chinês (PCC). De …

Portugueses vencem "Óscares" de animação em Los Angeles

O filme “Tio Tomás, A Contabilidade dos Dias” da realizadora portuguesa Regina Pessoa, venceu este domingo o prémio de Melhor Curta Metragem e Sérgio Martins venceu a Melhor Direção de Animação em Longa Metragem, pelo …

Juiz Neto de Moura muda nome com que assina acórdãos

O juiz Neto de Moura, envolvido em algumas decisões polémicas sobre violência doméstica, alterou o nome com que assina os acórdãos, avança o Jornal de Notícias na sua edição impressa deste domingo. De acordo com …