Excesso de higiene está a tornar a nossa saúde mais frágil, aponta estudo

herraez / Canva

Um grupo de investigação do Instituto Gulbenkian de Ciência (IGC) divulgou recentemente um estudo sobre a perda de diversidade da flora intestinal – também denominada como microbiota – e as consequências desta diminuição na nossa saúde, no qual alertam para os riscos de uma “higiene excessiva”.

“Neste momento, nós quase que usamos uma higiene excessiva, com muitos produtos para combater os micróbios e isso também está a influenciar a perda de diversidade da microbiota”, o que fragiliza a saúde, explicou à Renascença a investigadora Karina Xavier, líder da equipa responsável pelo estudo, publicado na Nature Microbiology.

No início, o foco da pesquisa – realizada em colaboração com a Universidade de Stanford, nos Estados Unidos – era perceber o “impacto dos antibióticos na microbiota”, tendo concluído que, após o consumo de tipo de medicamento, “verifica-se uma grande redução, em termos de número e diversidade, destes organismos que vivem nos nossos intestinos”.

A investigadora esclareceu que, apesar da quantidade desses organismos recuperar rapidamente, a diversidade permanece bastante alterada, deixando o organismo mais suscetível a infeções até haver uma recuperação.

Durante a investigação, a equipa descobriu a bactéria “Klebsiella michiganensis”, um probiótico presente no intestino humano em baixas concentrações, que pode contrariar esses efeitos de destruição e de ausência de bactérias protetoras.

O objetivo da equipa é agora “identificar outros mecanismos que ajudem à recuperação da microbiota” e conseguir um “cocktail mais completo, que consiga conferir todas as propriedades benéficas da microbiota”.

“Se um médico nos diz para tomar um antibiótico, devemos tomar”, porque “os antibióticos ainda são a melhor maneira de combater agentes infeciosos”, indicou Karina Xavier, sublinhando, contudo, que estes afetam as bactérias naturais do organismo, que devem ser preservadas.

Para Rita Oliveira, outra das investigadoras, ainda não existe “uma forma fácil de detetar qual o agente infecioso que temos e, portanto, é mais fácil e rápido usar os antibióticos de espectro mais largo, o que afeta bastante a microbiota intestinal”.

No entanto, “estas perdas da diversidade na microbiota, na nossa sociedade, não estão a ser só por causa dos antibióticos”, mas muito pela higiene em excesso, nomeadamente, através de produtos cosméticos e de limpeza muito agressivos, destacou Karina Xavier.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Guitarrista dos Queen teve um ataque cardíaco que o deixou às portas da morte

Brian May, guitarrista dos Queen, sofreu um ataque cardíaco que o deixou às portas da morte, anunciou o próprio músico, de 72 anos. May partilhou um vídeo no Instagram no qual conta todo o episódio. Tudo …

"Missão Tianwen". China planeia lançar sonda para Marte em julho

A China planeia lançar uma sonda e um pequeno robô de controlo remoto para Marte, em julho, na sua primeira missão ao Planeta Vermelho, anunciou esta segunda-feira a agência responsável pelo projeto. "O nosso objetivo era …

Bairros de lata são incubadoras de covid-19, mas ninguém ajuda os milhões que lá vivem

Bairros de lata, como as favelas, são consideradas incubadores de covid-19. No entanto, pouca atenção lhes tem sido dada na resposta à pandemia. Tendo devastado algumas das cidades mais ricas do mundo, a pandemia do novo …

Morreu Saturn, o jacaré que sobreviveu a um bombardeamento da II Guerra (e que se diz que pertenceu a Hitler)

Saturn, um jacaré norte-americano de 84 anos, morreu esta sexta-feira no jardim zoológico de Moscovo, na Rússia, anunciou a instituição na sua conta de Facebook, dando conta que o animal morreu de velhice. O réptil …

Antiviral Remdesivir pode ser eficaz no combate à covid-19

O antiviral Remdesivir é eficaz contra a covid-19 caso seja administrado antes dos pacientes necessitarem de ventilação mecânica, indica um ensaio internacional com este medicamento, coordenado pelo Hospital Can Ruti, em Badalona, Barcelona, Espanha. Segundo um …

Há uma misteriosa ilha em Nova Iorque que quase ninguém pode visitar (e está abandonada)

A menos de 1,6 quilómetros de Manhattan, em Nova Iorque, localiza-se uma misteriosa ilha abandonada há mais de meio século. É preciso ter autorização do New York City Department of Parks and Recreation para visitar …

Israel não vai desperdiçar "oportunidade histórica" para anexar a Cisjordânia

O primeiro-ministro israelita Benjamin Netanyahu voltou a defender hoje a anexação de partes da Cisjordânia nos próximos meses e em prosseguir este polémico plano, apesar do crescente coro de condenações de diversos aliados. Os palestinianos, e …

Zlatan Ibrahimovic lesiona-se e deixa carreira em risco

No treino com vista ao regresso da Liga italiana, Zlatan saiu a coxear do centro de treinos, com os milaneses a explicarem que exames vão determinar se se trata de lesão no gémeo ou tendão …

Há uma orquestra presa num palácio da Alemanha há 75 dias

Um grupo de músicos bolivianos, que pertencem à Orquestra Experimental de Instrumentos Nativos, está confinado no Palácio Rheinsberg, na Alemanha, há cerca de 75 dias devido à pandemia de covid-19. No início de março, os membros da …

Bolsonaro diz ter imagem negativa no exterior porque a imprensa "é de esquerda"

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, disse hoje que a sua imagem no exterior é negativa porque a imprensa mundial é de esquerda, enquanto falava com apoiantes junto ao Palácio da Alvorada, em Brasília. "A imprensa …