Excesso de higiene está a tornar a nossa saúde mais frágil, aponta estudo

herraez / Canva

Um grupo de investigação do Instituto Gulbenkian de Ciência (IGC) divulgou recentemente um estudo sobre a perda de diversidade da flora intestinal – também denominada como microbiota – e as consequências desta diminuição na nossa saúde, no qual alertam para os riscos de uma “higiene excessiva”.

“Neste momento, nós quase que usamos uma higiene excessiva, com muitos produtos para combater os micróbios e isso também está a influenciar a perda de diversidade da microbiota”, o que fragiliza a saúde, explicou à Renascença a investigadora Karina Xavier, líder da equipa responsável pelo estudo, publicado na Nature Microbiology.

No início, o foco da pesquisa – realizada em colaboração com a Universidade de Stanford, nos Estados Unidos – era perceber o “impacto dos antibióticos na microbiota”, tendo concluído que, após o consumo de tipo de medicamento, “verifica-se uma grande redução, em termos de número e diversidade, destes organismos que vivem nos nossos intestinos”.

A investigadora esclareceu que, apesar da quantidade desses organismos recuperar rapidamente, a diversidade permanece bastante alterada, deixando o organismo mais suscetível a infeções até haver uma recuperação.

Durante a investigação, a equipa descobriu a bactéria “Klebsiella michiganensis”, um probiótico presente no intestino humano em baixas concentrações, que pode contrariar esses efeitos de destruição e de ausência de bactérias protetoras.

O objetivo da equipa é agora “identificar outros mecanismos que ajudem à recuperação da microbiota” e conseguir um “cocktail mais completo, que consiga conferir todas as propriedades benéficas da microbiota”.

“Se um médico nos diz para tomar um antibiótico, devemos tomar”, porque “os antibióticos ainda são a melhor maneira de combater agentes infeciosos”, indicou Karina Xavier, sublinhando, contudo, que estes afetam as bactérias naturais do organismo, que devem ser preservadas.

Para Rita Oliveira, outra das investigadoras, ainda não existe “uma forma fácil de detetar qual o agente infecioso que temos e, portanto, é mais fácil e rápido usar os antibióticos de espectro mais largo, o que afeta bastante a microbiota intestinal”.

No entanto, “estas perdas da diversidade na microbiota, na nossa sociedade, não estão a ser só por causa dos antibióticos”, mas muito pela higiene em excesso, nomeadamente, através de produtos cosméticos e de limpeza muito agressivos, destacou Karina Xavier.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Um planeta pode ter sido "roubado" do Sistema Solar

Uma nova análise de astrónomos da Universidade Stony Brook, em Nova Iorque, revelou que as estrelas "roubam" planetas umas às outras - e isso também poderá ter acontecido no nosso próprio Sistema Solar. Quase tudo o …

Netflix passa a mostrar "top 10" diário de séries e filmes

A Netflix disponibiliza, desde esta segunda-feira (24), uma nova feature para os utilizadores do serviço de streaming: uma lista com os 10 filmes e as 10 séries mais vistas no país em cada dia. Esta nova …

A Realidade Virtual pode ser a próxima terapia para tratar pânico, fobias e distúrbios

A Oxford VR, empresa britânica de realidade virtual, acaba de acumular mais de 13 milhões de euros para investir na terapia com a tecnologia do futuro. A companhia surgiu a partir do departamento de psiquiatria da …

Apple não deixa que vilões de filmes usem iPhones

A Apple não deixa que os vilões dos filmes de Hollywood usem os telemóveis iPhone no grande ecrã. Esta é apenas uma das empresas que não permite este tipo de coisa. Os filmes podem ter uma …

O coronavírus pode ser a "doença X" temida pelos especialistas

O coronavírus, que já matou 2.700 pessoas e infetou mais de 80 mil desde dezembro, está a tornar-se "rapidamente" no primeiro grande desafio pandémico do mundo, enquadrando-se nos moldes da "doença X" temida por especialistas. O …

Media Capital passou de lucros a prejuízos de 54,7 milhões

A Media Capital registou prejuízos de 54,7 milhões de euros no ano passado, contra lucros de 21,6 milhões de euros um ano antes, anunciou hoje a dona da TVI, que está em processo de compra …

Camas na classe económica dos aviões podem vir a tornar-se uma realidade

A companhia aérea neozelandesa Air New Zealand está a pensar incluir camas na classe económica de alguns dos seus voos mais longos. A ideia deverá avançar dentro de um ano. A companhia aérea neozelandesa Air New …

Temperatura do planeta pode estabilizar nos valores de há três milhões de anos

A temperatura no planeta pode estabilizar nos valores de há três milhões a cinco milhões de anos, caso a humanidade consiga estancar as emissões de gases com efeito de estufa até 2030, diz a especialista …

Operação Lex. Juiz Vaz das Neves arguido por corrupção e abuso de poder

O ex-presidente do Tribunal da Relação de Lisboa Vaz das Neves é arguido na Operação Lex por suspeitas de corrupção e abuso de poder relacionadas com a distribuição eletrónica de processos, disse à Lusa fonte …

Governo quer licenças de trabalho parcial pagas para pais no primeiro ano dos filhos

O Governo quer implementar licenças de trabalho parcial remuneradas para pais e mães de crianças no seu primeiro ano de vida, no âmbito do programa para a conciliação entre vida profissional e vida familiar e …