Examinador de condução pedia 5 mil euros para passar alunos

TheRealMichaelMoore / Flickr

O empresário que denunciou a alegada corrupção nos exames de condução, em Vila Verde, afirmou, em tribunal, que um examinador lhe chegou a falar em cinco mil euros para facilitar a vida aos alunos.

Segundo António Fontes, dono de uma escola de condução em Cabeceiras de Basto e de outra em Vila Nova de Famalicão, os examinadores, além de dinheiro, acenavam com outros pedidos mais estranhos, como umas “botas de marca” ou uma “coelha prenha“.

O empresário adiantou que aqueles pedidos não seriam feitos de uma forma declarada, mas sim em jeito de “assédio”.

As declarações foram feitas no Tribunal de Braga, durante o julgamento de um mega-processo de corrupção com cartas de condução, referente a exames feitos no Centro de Exames de Vila Verde da Associação Nacional dos Industriais de Ensino de Condução Automóvel (ANIECA).

O processo conta com 47 arguidos, entre os quais examinadores, industriais de condução, instrutores e um agente da GNR.

Na sessão de segunda-feira do julgamento, António Fontes acrescentou que, depois da denúncia, a taxa de reprovações dos alunos que as suas escolas propõem a exame na ANIECA “subiu muito” e referiu-se à entidade como a “associação nacional dos interesses dos examinadores de condução“.

O principal arguido no processo é um examinador do Centro de Exames de Vila Verde, classificado pelo Ministério Público (MP) como o “interlocutor privilegiado” nos episódios de corrupção, “por ser o mais velho” e o que ali exercia funções há mais tempo.

Este arguido é acusado de 35 crimes de corrupção passiva para acto ilícito.

O objectivo era que os alunos fossem auxiliados pelos examinadores, a troco de quantias monetárias que, em média, variavam de mil a 1.500 euros, no caso dos exames teóricos, e de 100 a 150 euros nos práticos.

Mas havia quem pagasse mais, como, ainda de acordo com a acusação, foi o caso do futebolista Fábio Coentrão, do Real Madrid, que terá desembolsado quatro mil euros.

O jogador foi um dos alunos que beneficiou da suspensão provisória do processo, tendo pago, como punição, três mil euros ao Banco Alimentar Contra a Fome de Braga.

A acusação diz que, com este esquema, cinco examinadores conseguiram arrecadar 1,1 milhão de euros, dinheiro que o MP quer que seja declarado perdido a favor do Estado.

O processo envolve escolas de Barcelos, Ponte de Lima, Vizela, Guimarães, sendo que os factos terão decorrido entre 2008 e 2013.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Liga belga propõe fim do campeonato e o Club Brugge campeão

A Liga de futebol da Bélgica recomendou esta quinta-feira que se dê por terminada a época 2019/20 do campeonato e a “aceitação da classificação atual” que faz do Clube Brugge campeão, devido ao novo coronavírus …

Pico da pandemia pode ser tardio. "Só saberemos quando começarmos a descer"

A diretora-geral da Saúde disse que ainda não é possível saber quando é que será o pico da covid-19 em Portugal, alertando que este pode ser tardio, uma vez que uma progressão mais lenta da …

"China esconde a severidade deste vírus há meses", acusam serviços secretos dos EUA

Os Estados Unidos concluíram que a China falseou os dados sobre a severidade do novo coronavírus, indica um relatório dos serviços de inteligência norte-americanos divulgado esta quarta-feira a vários senadores. A agência Bloomberg aludiu esta quinta-feira …

Forças Armadas aceitaram líder do CDS como voluntário

O Jornal de Notícias escreve esta quinta-feira que as Forças Armadas aceitaram o líder do CDS, Francisco Rodrigues dos Santos, como voluntário para ajudar nas ações desenvolvidas na luta contra a covid-19 durante o estado …

Portugal duplica capacidade de ventilação. Oito profissionais de saúde nos cuidados intensivos

O secretário de Estado da Saúde, António Lacerda Sales, anunciou esta quinta-feira a duplicação dos equipamentos de ventilação e garantiu uma distribuição equilibrada dos testes de despistagem. “Entre ofertas, compras e empréstimos, estaremos em condições de duplicar …

Coreia do Norte reitera que não tem infetados. Coreia do Sul desconfia

A Coreia do Norte reafirmou que não regista nenhum caso de coronavírus (covid-19), numa declaração feita por um alto responsável pelo setor da Saúde de Pyongyang citado esta quinta-feira pela Agência France Presse. A Coreia do …

Ovar já tem linha telefónica própria para retirar pressão à Saúde 24

A Linha de Apoio Covid Ovar vai garantir assistência atempada à comunidade de 55.400 habitantes do concelho e é exclusiva para utentes que suspeitem ter sintomas do novo coronavírus. O Município de Ovar ativa, esta quinta-feira, …

Durão Barroso defende coronabonds (mas a prioridade é outra)

Em entrevista à SIC Notícias, Durão Barroso concordou com a criação dos ​​​​​​​coronabonds, mas defendeu que a prioridade é resolver "a crise humanitária". Durão Barroso considerou, em entrevista à SIC Notícias, que as instituições europeias têm …

Do empréstimo milionário à nacionalização. As soluções da TAP para resistir à crise

A TAP está a enfrentar uma das suas piores crises, face à pandemia de covid-19, e há várias soluções em cima da mesa, desde um empréstimo com aval do Estado à nacionalização da empresa. Para fazer …

"Matem-nos". Presidente das Filipinas autoriza disparos contra quem violar quarentena

O Presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, ordenou aos agentes da polícia e aos militares que disparem sobre qualquer pessoa que esteja a causar "problemas" durante o isolamento obrigatório, decretado devido à da pandemia de Covid-19. De …