Do plano para matar à mão de Deus. Ex-PGR brasileiro revela que quis matar juiz do Supremo

Fellipe Sampaio / SCO / STF

O procurador-geral da República do Brasil, Rodrigo Janot

O ex-procurador-geral da República do Brasil, que vai lançar um livro na próxima semana, revelou que planeava matar o juiz do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes e suicidar-se a seguir.

O ex-procurador-geral da República do Brasil, Rodrigo Janot, revelou numa entrevista ao jornal O Estado de S.Paulo, a propósito do livro que vai lançar na próxima semana, que quase assassinou o juiz do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes.

No livro “Nada Menos que Tudo”, escrito pelos jornalistas Jailton de Carvalho e Guilherme Evelin, Janot narra episódios sobre os quatro anos em que esteve à frente da PGR e cita o episódio desse quase assassinato, embora não revele nele quem era o seu alvo.

O plano era simples: assassinar Gilmar Mendes e depois suicidar-se. “Não ia ser uma ameaça. Ia ser mesmo um assassinato. Ia matá-lo e depois ia suicidar-me”, revelou ao jornal brasileiro, acrescentando que tudo aconteceu em maio de 2017.

O ex-PGR contou que foi armado para uma sessão do STF com esse mesmo objetivo e que encontrou Mendes sozinho numa sala do STF, tendo sido nessa altura que pensou assassiná-lo. Mas, então, algo aconteceu: “Foi a mão de Deus”.

Numa entrevista publicada pela revista Veja, Janot disse que chegou a dois metros de distância de Mendes, na sala onde os ministros se reúnem antes dos julgamentos, e sacou da pistola para “atirar na cara dele”.

“Estava movido pela ira. Não tinha escrito uma carta de despedida, não conseguia pensar em mais nada. Também não disse a ninguém o que pretendia fazer. Este juiz costuma chegar atrasado às sessões. Quando cheguei à antessala do plenário, para minha surpresa, ele já estava lá. Não pensei duas vezes. Tirei a minha pistola da cintura, engatilhei, mantive-a encostada à perna e fui ter com ele”, contou na entrevista.

Senado Federal / Wikimedia

Gilmar Mendes, juiz do Supremo Tribunal Federal brasileiro

“Mas algo estranho aconteceu. Quando procurei o gatilho, o meu dedo indicador ficou paralisado. Eu sou destro, então mudei a arma de mão. Tentei posicionar a pistola na mão esquerda, mas o meu dedo paralisou outra vez. Nesse momento, eu estava a menos de dois metros dele. Não errava um tiro a essa distância. Então pensei: ‘Isto é um sinal’. Acho que nem se apercebeu que esteve perto da morte“.

Entretanto, o juiz do Supremo rompeu o silêncio sobre as declarações de Janot, tendo decidido responder com ironia às revelações do ex-procurador-geral da República.

“Confesso que estou algo surpreendido. Sempre acreditei que, na relação profissional com tão notória figura, estava exposto, no máximo, a petições mal redigidas, em que a pobreza da língua concorria com a indigência da fundamentação técnica. Agora revela que eu também corria o risco de morrer”, escreveu.

“Dadas as palavras de um ex-procurador-geral da República, nada mais me resta além de lamentar o facto de, durante um bom tempo, uma parte do devido processo legal no país ter ficado refém de quem confessa ter impulsos homicidas“, disse ainda.

“Se a divergência com um juiz do Supremo o expôs a tais tentações tresloucadas, imagino como conduziu ações penais de pessoas que não eram juízes do Supremo. Afinal, certamente não tem medo de assassinar reputações quem confessa a intenção de assassinar um membro da corte constitucional do país”.

No mesmo texto, Gilmar prossegue, afirmando que “o combate à corrupção no Brasil — justo, necessário e urgente — tornou-se refém de fanáticos que nunca esconderam que também tinham um projeto de poder”. “Recomendo que procure ajuda psiquiátrica. Continuaremos a defender a Constituição e o devido processo legal”, conclui o juiz do Supremo Tribunal Federal.

ZAP // Sputnik News / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

O Budismo é a religião da paz. E não foi por acaso que conseguiu esta reputação

No ocidente, muitas pessoas associam o budismo à paz. No entanto, os budistas têm vindo a envolver-se em conflitos violentos desde o surgimento da religião. Num artigo assinado no The Conversation, Nick Swann, professor de Estudos …

Nikolai Glushkov. Exilado crítico de Putin morto em 2018 em Londres foi estrangulado

O exilado russo e crítico de Putin, Nikolai Glushkov, que foi encontrado morto e, 2018 na sua própria casa em Londres, no Reino Unido, foi estrangulado. O empresário Nikolai Glushkov, que criticava o presidente russo Vladimir …

Ivo Rosa levanta arresto a casa da rua Braamcamp e apartamento de Paris (e já há uma petição para o afastar)

O apartamento da rua Braamcamp, em Lisboa, onde residia o ex-primeiro-ministro José Sócrates, o Monte das Margaridas e a casa em Paris de Carlos Santos Silva deixaram de estar arrestadas na Operação Marquês por decisão …

O novo castelo da Disney em Hong Kong é uma celebração da diversidade

O novo castelo da Disney, no parque temático de Hong Kong, quer celebrar a diversidade, homenageando não apenas uma das suas princesas, mas várias. Walt Disney morreu há 55 anos e, desde então, muita coisa mudou. …

Vacinas (ainda) não são o princípio do fim. Sociólogo prevê que demorará anos a limpar “destroços” da covid-19

O médico e sociólogo norte-americano Nicholas Christakis defende, em entrevista à agência Lusa, que as vacinas não são ainda o princípio do fim da pandemia, considerando que demorará anos a limpar “os destroços” da covid-19. “Somos …

Jornalista grego especializado em crime assassinado a tiro. Primeiro-ministro pede rapidez na investigação

Um jornalista grego especializado em assuntos criminais foi esta sexta-feira morto por desconhecidos em frente da sua casa em Alimos, nos subúrbios de Atenas, anunciou fonte policial. Giorgos Karaïvaz, jornalista da televisão privada grega Star, foi …

Após 5 meses, alguns Boeing 737 MAX terão de voltar a ficar em terra. Há um "possível problema elétrico"

Cinco meses após voltar a voar após dois acidentes fatais, a Boeing voltou a pedir aos seus clientes que imobilizassem algumas das suas aeronaves para corrigir um "possível problema elétrico". De acordo com a AFP, esta …

25 de Abril marca revolução na linha do Minho. CP vai pôr a circular comboios eléctricos

Os comboios eléctricos vão começar a circular na linha do Minho, nos serviços inter-regional e regional, no próximo dia 25 de Abril. Além disso, o comboio Intercidades também vai chegar a Valença. Estas novidades constituem uma …

Em homenagem ao príncipe Filipe, salvas de canhão ouviram-se em todo o Reino Unido (e Buckingham encheu-se de flores)

Salvas de tiros de canhão foram disparadas este sábado ao meio-dia em todo o Reino Unido em homenagem ao príncipe Filipe, marido da rainha Isabel II, que morreu na sexta-feira aos 99 anos. A partir da …

Fátima avança com 13 de Maio com peregrinos (se situação pandémica se mantiver estável)

Ao contrário do ano passado, as celebrações do 13 de Maio deste ano, em Fátima, deverão ocorrer com a presença de peregrinos caso a situação pandémica se mantenha estável.  O Santuário de Fátima prevê que as …