/

Os videntes da TV. Entre a viagem de Branson e o motim no Capitólio, eis os eventos de 2021 previstos pelos Simpsons

(dr) FOX

A série televisiva voltou a prever vários eventos que marcaram o ano, especialmente no plano político, alguns de forma mais precisa do que outros.

Quer saber o que vai acontecer em 2022? Mais vale rever os Simpsons. A icónica série de animação parece ter o dom da premonição, tendo já previsto a presidência de Donald Trump, o escândalo da venda de carne de cavalo como carne de vaca, as avarias nas máquinas de voto usadas nos EUA, a compra da Fox pela Disney ou até o videojogo Guitar Hero, entre outros acontecimentos.

Alguns dos eventos que marcaram 2021 também não ficaram isentos das previsões certeiras da série televisiva. Um dos mais inusitados foi a viagem do milionário Richard Branson ao espaço, que os Simpsons retrataram num episódio de 2014, com o dono do Virgin Group a aparecer a flutuar numa nave espacial enquanto aprecia uma obra de arte forjada.

Outra previsão correcta vem no seguimento do famoso episódio emitido em 2000 em que Donald Trump se torna Presidente dos Estados Unidos. Lisa Simpson assume a chefia de Estado após Trump e queixa-se de que o seu antecessor deixou o país endividado e em crise, o que espelha a realidade vivida por Joe Biden.

Nesse mesmo episódio, o fato roxo da Presidente Lisa é extremamente parecido com a roupa que a vice dos EUA, Kamala Harris, usou durante a inauguração. O colar e brincos de pérolas usados pelas duas é também semelhante.

The Simpsons / Fox

Também sobre a inauguração da nova administração, que foi feita numa escala menor devido à pandemia e à invasão dos apoiantes de Donald Trump ao Capitólio poucas semanas antes, os Simpsons anteciparam a intervenção do actor Tom Hanks, que apresentou a emissão televisiva da cerimónia.

Num episódio de 2007, Hanks fez um discurso inspirador perante os residentes de Springfield, que estavam a fazer uma quarentena com uma enorme redoma de vidro a isolar a cidade.

“O governo dos Estados Unidos perdeu toda a credibilidade, por isso pediu alguma da minha emprestada”, afirmou a versão amarela de Tom Hanks num anúncio publicitário para um novo Grand Canyon.

Ainda no plano político, um episódio mostra Homer Simpson a dormir durante o dia das eleições e a não votar por essa razão. Quando acorda, o patriarca da família depara-se com um caos autêntico nas ruas que parece familiar para quem vivenciou a insurreição de 6 de Janeiro.

Já no dia da inauguração, Homer aparece sentado no telhado da casa, com Springfield a arder à sua volta, vestido com uma armadura caseira e com uma espingarda.

O incidente com o Ted Cruz, Senador do Texas, que em Fevereiro foi de férias enquanto o seu estado enfrentava uma enorme tempestade de neve e falta de energia que vitimou mais de 200 pessoas, também foi semelhante ao que aconteceu a Joe Quimby, autarca de Springfield, num episódio de 1993.

Neste, o político faz uma conferência de imprensa para avisar os cidadãos de uma pandemia que está prestes a varrer a cidade. Depois, a câmara mostra que Quimby estava com uns calções de banho e a falar a partir de uma praia.

  Adriana Peixoto, ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.