EUA querem mais segurança nos voos com receio de novos explosivos

Pai Shih / Flickr

A segurança está a ser reforçada em aeroportos com voos diretos para os Estados Unidos após alertas de que o governo americano teria informações confiáveis sobre possíveis ataques da Al-Qaeda.

O governo americano teme que membros de grupos afiliados à Al-Qaeda na Síria e no Iémen estejam a trabalhar juntos para tentar desenvolver explosivos que poderiam passar despercebidos pelos sistemas de segurança nos aeroportos.

Por receio de “novas ameaças terroristas”, o Governo norte-americano apelou na quarta-feira à vigilância nos aeroportos europeus e do Médio Oriente com ligações aos EUA.

Washington não especificou a natureza exata, localização ou iminência do perigo no referido alerta, que ocorreu num contexto de crescente tensão no Médio Oriente, sobretudo na Síria e no Iraque.

A Grã-Bretanha foi a primeira a anunciar, na quinta-feira, o reforço do seu dispositivo de segurança aeroportuária, seguida da Bélgica e da França.

Uma autoridade do Departamento de Segurança Nacional dos Estados Unidos disse que a aviação ainda é um “alvo atrativo” para grupos internacionais e que as medidas seriam uma resposta a uma “ameaça digna de crédito”, mas não avançou mais pormenores.

O secretário de Segurança Nacional americano, Jeh Johnson, disse em comunicado que os Estados Unidos estão “a dividir informação relevante com aliados estrangeiros e a consultar a indústria da aviação”.

Eles trabalharão para que as “medidas necessárias causem o menor transtorno possível a viajantes”. As mudanças devem ser aplicadas nos próximos dias.

Qual é o risco?

O correspondente de segurança da BBCFrank Gardner, explica que esse reforço de segurança surge após preocupações dos analistas de inteligência de que o alto conhecimento no desenvolvimento de bombas proliferou-se entre os integrantes da Al-Qaeda do Iémen à Síria.

“Por cinco anos, jihadistas no Iémen têm trabalhado em explosivos de difícil deteção por equipamentos de segurança”, disse Gardner.

“O que preocupa o governo americano agora é a possibilidade de que jihadistas com passaportes europeus estejam na Síria a aprender a armar bombas antes de retornar para os seus países”, disse.

Segundo Gardner, em pelo menos três ocasiões, terroristas conseguiram embarcar com explosivos em voos internacionais. Apenas um explodiu, matando o homem que o carregava, já depois do avião ter aterrado.

Especialistas em segurança disseram à BBC que a melhor defesa contra o tipo de bombas que a Al-Qaeda pode estar a desenvolver é a combinação de dois tipos de scanners corporais.

Um que revela dispositivos ocultos – mesmo aqueles escondidos dentro do corpo de um homem-bomba – e outro que deteta as mais pequenas partículas de resíduo explosivo.

Aeroportos em todo o mundo reforçaram as medidas de segurança após os ataques de 11 de setembro nos Estados Unidos. A segurança na cabina das aeronaves também foi reforçada.

Restrições a líquidos nas bagagens de mão foram introduzidas em 2006, depois de um plano para explodir sete voos dirigidos aos Estados Unidos e Canadá com bombas líquidas ter sido frustrado pelos serviços de segurança. Três homens por trás do plano foram condenados a prisão perpétua.

ZAP / Lusa / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Descoberto o ingrediente secreto para desenvolver um escudo contra radiação espacial mortal

Investigadores da Universidade Estadual da Carolina do Norte desenvolveram uma nova técnica para proteger eletrónicos da tecnologia de exploração militar e espacial da radiação ionizante. A nova abordagem é mais económica do que as técnicas …

Guardas e familiares das vítimas pediram clemência. Mas Nicholas Sutton foi executado

O norte-americano foi executado, esta quinta-feira, no Tennessee, devido ao assassinato de quatro pessoas, apesar de alguns pedidos de clemência por parte de guardas prisionais e familiares das vítimas. De acordo com a CNN, Nicholas Sutton, …

O primeiro drone acrobático tripulado de sempre é testado a fazer piruetas

Um novo vídeo mostra que o "Big Drone", da Drone Champions AG, é capaz de fazer acrobacias alucinantes com um passageiro dentro. A tecnologia dos drones melhora de vento em popa com o passar dos anos …

Fenómeno extremo ameaça corais na Grande Barreira na Austrália. E já matou quase metade

A Grande Barreira de Coral da Austrália pode estar a enfrentar a terceira "descoloração" no espaço de cinco anos, fenómeno provocado por um aumento da temperatura das águas do mar. Como avançou o Expresso, este fenómeno …

Trump critica cerimónia dos Óscares, "Parasitas" e Brad Pitt

O Presidente norte-americano criticou a cerimónia dos Óscares, esta quinta-feira, nomeadamente a atribuição do prémio de Melhor Filme para o sul-coreano "Parasitas" e ainda o ator Brad Pitt. Na noite desta quinta-feira, num comício em Colorado …

Paris lança número de emergência para fazer frente à crise de percevejos

O Governo francês lançou uma campanha, esta quinta-feira, para fazer frente à crise de percevejos que se instalou em Paris. Segundo a agência France-Press, citada pelo The Guardian, casas e hotéis da capital francesa estão a …

"Radical chique" e "ressentido". Filho de Paulo Branco pode ter sido o pivot do escândalo sexual em França

Juan Branco, o filho do produtor de cinema Paulo Branco, é o homem do momento em França. O advogado de 30 anos saltou para as luzes dos média no âmbito da divulgação do vídeo sexual …

Alcochete. "Se Mustafá estivesse lá aquilo não tinha acontecido"

O arguido Emanuel Calças disse, esta sexta-feira, em tribunal que, se Mustafá estivesse com o grupo que invadiu a academia do Sporting, "aquilo não tinha acontecido". "Tenho a certeza de que se o Mustafá estivesse presente …

Coronavírus ameaça o têxtil português (mas também é uma "oportunidade")

O sector têxtil nacional está ameaçado e pode parar a produção já em Março. Tudo devido à falta de matéria-prima que vem da China e que se deve à epidemia do novo coronavírus. A "situação …

Governo diz que prejuízo da TAP "não foi um desvio qualquer" e que já devia ter tido lucro em 2018 e 2019

O ministro das Infraestruturas disse, esta sexta-feira, que o orçamento que a comissão executiva da TAP apresentou ao Conselho de Administração para 2018 e 2019 previa lucro e que o prejuízo de 105,6 milhões "não …