Estudo revela origens dos gregos modernos a partir de análise de ADN

Domínio Público dos EUA / Wikimedia

Frota da civilização minoica no fragmento de Akrotiri, exposto no Museu Arqueológico Nacional de Atenas, na Grécia

Um estudo internacional, publicado esta quarta-feia na Nature, revela as origens dos gregos modernos a partir da análise de ADN antigo, concluindo que uma das civilizações que os precedeu, a minoica, tinha raízes no mar Egeu.

A civilização minoica e a que sucedeu, a micénica, foram as primeiras sociedades alfabetizadas da Europa e os antepassados culturais da Grécia Clássica.

Contudo, as origens dos minoicos e a sua relação com os micénicos sempre intrigaram os cientistas. O estudo publicado na Nature sugere que os minoicos tinham raízes profundas no Egeu, contrariando a tese de que terão migrado para a região.

“Queríamos determinar se as pessoas que constituíam as populações minoicas e micénicas eram, na verdade, geneticamente diferentes ou não, como se relacionavam, quem eram os seus antepassados, como os gregos se relacionam com elas”, justificou o diretor do Instituto Max Planck para a Ciência da História Humana, Johannes Krause, citado num comunicado da instituição.

Os investigadores analisaram dados do genoma (informação genética) de 19 esqueletos, incluindo de minoicos, micénicos e de habitantes do Neolítico da Grécia continental e da Idade do Bronze do sudoeste da Anatólia. Ao compararem o ADN dessas pessoas com o publicado anteriormente de outras três mil, antigas e modernas, os cientistas conseguiram clarificar as relações entre as diferentes civilizações.

Os peritos descobriram que os minoicos, em vez de serem provenientes de uma civilização distante, eram descendentes dos primeiros agricultores neolíticos da Anatólia ocidental e do mar Egeu e muito próximos dos micénicos, embora existissem diferenças genéticas entre ambos.

Apesar de não serem parecidos com as populações da Idade do Bronze, os gregos modernos estão geneticamente relacionados com os micénicos.

“É notável quão persistente é a ascendência dos primeiros agricultores europeus na Grécia e noutras zonas do sul da Europa, mas tal não significa que as populações estavam completamente isoladas. Havia, pelo menos, dois fluxos migratórios no Egeu antes da época dos minoicos e dos micénicos e uma miscigenação posterior”, ressalvou o autor principal do estudo, Iosif Lazaridis, da Harvard Medical School, nos Estados Unidos.

Segundo o investigador, os gregos modernos têm património genético das populações da Idade do Bronze, apesar de resultarem de vários povos migrantes, nomeadamente da estepe siberiana. A migração dos pastores do norte terá chegado à Grécia continental, mas não aos minoicos da ilha de Creta.

Os antepassados dos minoicos e dos micénicos eram populações da Anatólia ocidental neolítica e da Grécia. Os micénicos, com as suas raízes na Grécia continental, terão adotado grande parte da tecnologia e da cultura minoicas.

A civilização minoica (2600-1100 a.C) surgiu em Creta, a maior ilha grega, e tem sido descrita como a primeira sociedade alfabetizada da Europa. A ela se devem inovações culturais como o primeiro sistema de escrita europeu.

A civilização micénica (1700-1050 a.C) teve origem na Grécia continental e terá controlado ilhas próximas, incluindo Creta.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Conselho da Europa teme que polícia de Malta tenha “recusado provas” no caso da jornalista assassinada

Daphne Galizia era jornalista, acompanhava casos de corrupção no país e foi assassinada há dois anos. Pieter Omtzigt, relator do Conselho da Europa responsável pelo caso, diz que a abordagem da polícia e dos …

Itália quer mudar sede da final da Liga dos Campeões

A Itália quer que a final da Liga dos Campeões deste ano, marcada para o Estádio Olímpico Atatürk Olympic, mude de sede. Os últimos dias não têm sido fáceis para a UEFA. Depois dos incidentes racistas …

CNN coloca broa portuguesa entre os 50 melhores pães do mundo

A propósito das celebrações do Dia Mundial do Pão, que se celebra esta quarta-feira, a CNN fez uma lista com os 50 melhores pães do mundo e um deles é a broa portuguesa. A broa conhecida …

CP lança nova campanha: Lisboa-Porto por cinco euros e mais descontos até 80%

Há 10.300 bilhetes a custos muito reduzidos, anunciou a CP – Comboios de Portugal esta terça-feira. A nova campanha garante viagens nos comboios de longo curso Alfa Pendular e Intercidades “com 80% de desconto”, abrangendo …

"Níveis recorde". Glaciares suíços perderam 10% do seu volume nos últimos cinco anos

Os glaciares suíços perderam 10% do volume nos últimos cinco anos, a maior redução em cem anos, alertou esta terça-feira a Academia Suíça das Ciências. A Academia baseia-se nas medições feitas pelos peritos do painel intergovernamental …

Caso BPN. Relação condena dois dos absolvidos e agrava penas a outros dois

O Tribunal da Relação de Lisboa condenou esta quarta-feira dois dos três arguidos absolvidos no processo principal da falência do BPN, Ricardo Oliveira e Filipe Nascimento, e agravou as penas a dois dos 12 arguidos …

Operação Éter. Hermínio Loureiro entre as dezenas de autarcas arguidos

Hermínio Loureiro, ex-presidente da Câmara de Oliveira de Azeméis, está entre as dezenas de atuais e antigos autarcas que foram constituídos arguidos no âmbito da Operação Éter. Este processo levou à prisão preventiva do antigo presidente …

Proteção Civil quer que bombeiros voltem a ser obrigados a usar cinto de segurança

A estrada mata mais bombeiros do que os incêndios. Por isso, a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil criou um grupo específico para analisar o problema. Rui Ângelo, chefe da Divisão de Segurança, Saúde e …

Estratégia prevê rede de bancos de leite materno e revisão das licenças para amamentar

A ENALCP apresentada esta quarta-feira prevê a criação de uma rede nacional de bancos de leite materno e a revisão dos diretos de parentalidade. Ambientes favoráveis deverão ser também revistos. A Estratégia Nacional para a Alimentação …

DGS aconselha grávidas e bebés vegetarianos a tomarem suplementos

A Direção-geral da Saúde recomenda suplementos de vitaminas e minerais para bebés e grávidas com alimentação vegetariana e lembra que a dieta não omnívora no primeiro ano de vida deve estar sempre sob supervisão médica. "A …