Estudo revela origens dos gregos modernos a partir de análise de ADN

Domínio Público dos EUA / Wikimedia

Frota da civilização minoica no fragmento de Akrotiri, exposto no Museu Arqueológico Nacional de Atenas, na Grécia

Um estudo internacional, publicado esta quarta-feia na Nature, revela as origens dos gregos modernos a partir da análise de ADN antigo, concluindo que uma das civilizações que os precedeu, a minoica, tinha raízes no mar Egeu.

A civilização minoica e a que sucedeu, a micénica, foram as primeiras sociedades alfabetizadas da Europa e os antepassados culturais da Grécia Clássica.

Contudo, as origens dos minoicos e a sua relação com os micénicos sempre intrigaram os cientistas. O estudo publicado na Nature sugere que os minoicos tinham raízes profundas no Egeu, contrariando a tese de que terão migrado para a região.

“Queríamos determinar se as pessoas que constituíam as populações minoicas e micénicas eram, na verdade, geneticamente diferentes ou não, como se relacionavam, quem eram os seus antepassados, como os gregos se relacionam com elas”, justificou o diretor do Instituto Max Planck para a Ciência da História Humana, Johannes Krause, citado num comunicado da instituição.

Os investigadores analisaram dados do genoma (informação genética) de 19 esqueletos, incluindo de minoicos, micénicos e de habitantes do Neolítico da Grécia continental e da Idade do Bronze do sudoeste da Anatólia. Ao compararem o ADN dessas pessoas com o publicado anteriormente de outras três mil, antigas e modernas, os cientistas conseguiram clarificar as relações entre as diferentes civilizações.

Os peritos descobriram que os minoicos, em vez de serem provenientes de uma civilização distante, eram descendentes dos primeiros agricultores neolíticos da Anatólia ocidental e do mar Egeu e muito próximos dos micénicos, embora existissem diferenças genéticas entre ambos.

Apesar de não serem parecidos com as populações da Idade do Bronze, os gregos modernos estão geneticamente relacionados com os micénicos.

“É notável quão persistente é a ascendência dos primeiros agricultores europeus na Grécia e noutras zonas do sul da Europa, mas tal não significa que as populações estavam completamente isoladas. Havia, pelo menos, dois fluxos migratórios no Egeu antes da época dos minoicos e dos micénicos e uma miscigenação posterior”, ressalvou o autor principal do estudo, Iosif Lazaridis, da Harvard Medical School, nos Estados Unidos.

Segundo o investigador, os gregos modernos têm património genético das populações da Idade do Bronze, apesar de resultarem de vários povos migrantes, nomeadamente da estepe siberiana. A migração dos pastores do norte terá chegado à Grécia continental, mas não aos minoicos da ilha de Creta.

Os antepassados dos minoicos e dos micénicos eram populações da Anatólia ocidental neolítica e da Grécia. Os micénicos, com as suas raízes na Grécia continental, terão adotado grande parte da tecnologia e da cultura minoicas.

A civilização minoica (2600-1100 a.C) surgiu em Creta, a maior ilha grega, e tem sido descrita como a primeira sociedade alfabetizada da Europa. A ela se devem inovações culturais como o primeiro sistema de escrita europeu.

A civilização micénica (1700-1050 a.C) teve origem na Grécia continental e terá controlado ilhas próximas, incluindo Creta.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Tondela vs Porto | Dragões garantem vantagem para o Clássico

O FC Porto fez o que lhe competia para garantir que chegava ao “clássico” do próximo sábado, com o Benfica, no primeiro lugar do campeonato. Na visita ao Tondela, os “dragões” não deram grandes veleidades …

Enfermeiras suspeitas de sabotar hospital com baratas. Queriam emprego melhor

Enfermeiras das emergências de um hospital italiano terão, alegadamente, libertado baratas no seu departamento. O objetivo era conseguirem uma transferência para outro hospital. As autoridades sanitárias da região de Nápoles abriram uma investigação a um caso …

Cancro do colo do útero pode ser extinto até 2100

Todos os anos, o cancro do colo do útero é a causa de morte de mais de 300 mil mulheres em todo o mundo - mas pode ser extinto até 2100. No ano passado, o diretor-geral …

Fortnite retira anúncios do YouTube para fugir aos predadores sexuais

A produtora de videojogos que criou o Fortnite, muito popular entre jovens e crianças, decidiu retirar os anúncios publicitários do YouTube por temer que estes apareçam ao lado de comentários publicados por pedófilos. A empresa norte-americana …

O alpinista sem pernas que chegou ao cume do Everest foi premiado com o "Momento do Ano"

Um alpinista chinês de 69 anos, que tem ambas as pernas amputadas, conseguiu chegar ao topo do Evereste em maio de 2018. A perseverança de Xia Boyu valeu-lhe nesta semana um prémio.  Em 1975, Xia Boyu …

Numa empresa neozelandesa só se trabalham quatro dias por semana (mas a produtividade aumentou)

Em março e abril do ano passado, uma empresa neozelandesa implementou um novo modelo laboral: trabalhar apenas quatro dias por semana. O estudo final foi publicado esta terça-feira e as conclusões mostram resultados animadores. Quase um …

Portugueses não sabem fazer queixa contra discriminação (e acham que não vale a pena)

Quase toda a gente já ouviu falar de discriminação ou crimes de ódio, mas a maioria tem dificuldade em distinguir os conceitos, desconhece o que fazer perante um caso ou a quem recorrer para fazer …

Imigrantes que entraram ilegais em Portugal terão visto desde que tenham um ano de descontos

Os imigrantes que se encontram em Portugal a trabalhar e a descontar para a Segurança Social há pelo menos 12 meses vão poder ter a autorização de residência mesmo que não tenham entrado no país …

Estudantes no Porto até aos 15 anos vão andar gratuitamente de metro e autocarro

A Câmara do Porto vai garantir passes gratuitos para residentes estudantes na cidade até aos 15 anos, complementando a medida do Governo que prevê a gratuitidade do título de transporte até aos 12 anos. O anúncio …

Ryanair e Wizz Air multadas por restrições na bagagem de mão

A autoridade da concorrência italiana aplicou nesta quinta-feira uma multa de três milhões de euros à companhia aérea Ryanair e de um milhão de euros à Wizz Air, outra low cost, pelo suplemento aplicado à …