Estudo revela origens dos gregos modernos a partir de análise de ADN

Domínio Público dos EUA / Wikimedia

Frota da civilização minoica no fragmento de Akrotiri, exposto no Museu Arqueológico Nacional de Atenas, na Grécia

Um estudo internacional, publicado esta quarta-feia na Nature, revela as origens dos gregos modernos a partir da análise de ADN antigo, concluindo que uma das civilizações que os precedeu, a minoica, tinha raízes no mar Egeu.

A civilização minoica e a que sucedeu, a micénica, foram as primeiras sociedades alfabetizadas da Europa e os antepassados culturais da Grécia Clássica.

Contudo, as origens dos minoicos e a sua relação com os micénicos sempre intrigaram os cientistas. O estudo publicado na Nature sugere que os minoicos tinham raízes profundas no Egeu, contrariando a tese de que terão migrado para a região.

“Queríamos determinar se as pessoas que constituíam as populações minoicas e micénicas eram, na verdade, geneticamente diferentes ou não, como se relacionavam, quem eram os seus antepassados, como os gregos se relacionam com elas”, justificou o diretor do Instituto Max Planck para a Ciência da História Humana, Johannes Krause, citado num comunicado da instituição.

Os investigadores analisaram dados do genoma (informação genética) de 19 esqueletos, incluindo de minoicos, micénicos e de habitantes do Neolítico da Grécia continental e da Idade do Bronze do sudoeste da Anatólia. Ao compararem o ADN dessas pessoas com o publicado anteriormente de outras três mil, antigas e modernas, os cientistas conseguiram clarificar as relações entre as diferentes civilizações.

Os peritos descobriram que os minoicos, em vez de serem provenientes de uma civilização distante, eram descendentes dos primeiros agricultores neolíticos da Anatólia ocidental e do mar Egeu e muito próximos dos micénicos, embora existissem diferenças genéticas entre ambos.

Apesar de não serem parecidos com as populações da Idade do Bronze, os gregos modernos estão geneticamente relacionados com os micénicos.

“É notável quão persistente é a ascendência dos primeiros agricultores europeus na Grécia e noutras zonas do sul da Europa, mas tal não significa que as populações estavam completamente isoladas. Havia, pelo menos, dois fluxos migratórios no Egeu antes da época dos minoicos e dos micénicos e uma miscigenação posterior”, ressalvou o autor principal do estudo, Iosif Lazaridis, da Harvard Medical School, nos Estados Unidos.

Segundo o investigador, os gregos modernos têm património genético das populações da Idade do Bronze, apesar de resultarem de vários povos migrantes, nomeadamente da estepe siberiana. A migração dos pastores do norte terá chegado à Grécia continental, mas não aos minoicos da ilha de Creta.

Os antepassados dos minoicos e dos micénicos eram populações da Anatólia ocidental neolítica e da Grécia. Os micénicos, com as suas raízes na Grécia continental, terão adotado grande parte da tecnologia e da cultura minoicas.

A civilização minoica (2600-1100 a.C) surgiu em Creta, a maior ilha grega, e tem sido descrita como a primeira sociedade alfabetizada da Europa. A ela se devem inovações culturais como o primeiro sistema de escrita europeu.

A civilização micénica (1700-1050 a.C) teve origem na Grécia continental e terá controlado ilhas próximas, incluindo Creta.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Disney+ alerta para estereótipos racistas. Filmes clássicos com avisos sobre "maus tratos"

Embora já exibisse mensagens padrão desde o ano passado, a nova plataforma de vídeo Disney+ mostra agora um aviso, que não pode ser passado à frente, no início de vários filmes clássicos - como Dumbo …

Curados da covid-19 continuam com sintomas meses depois de terem contraído o vírus

Um estudo da Universidade de Oxford indica que 64% dos pacientes hospitalizados com o novo coronavírus apresenta falta de ar 2 a 3 meses depois de serem infetados. E quase 40% tem sintomas de depressão. Já …

Portugal vai estar no Mundial sub-20 (sem jogar o apuramento)

Todas as fases do Europeu sub-19 foram canceladas e a seleção portuguesa foi uma das eleitas para participar no Mundial do próximo ano. Portugal já sabe que vai estar na fase final do Mundial sub-20 (se …

Novos implantes cardíacos podem salvar 10 mil vidas por ano

O chamado envelope antibiótico envolve o implante cardíaco e previne infeções no paciente. Por ano, morrem cerca de 10 mil pessoas devido a infeções geradas pelo implante. O pacemaker é um pequeno aparelho que é colocado …

Banda dá concerto com músicos e público envoltos em bolhas de plástico para evitar contágio

A banda norte-americana Flaming Lips utilizou bolhas insufláveis ​​de tamanho humano num concerto em Oklahoma, uma solução para proteger os músicos e o público do novo coronavírus, enquanto tenta encontrar uma forma segura para atuar …

EUA. Especialista diz que as próximas semanas "vão ser as mais negras de toda a pandemia"

Um especialista em doenças infecciosas disse que no caso dos Estados Unidos, as próximas seis a 12 semanas vão ser as mais negras de toda a pandemia de covid-19. Michael Osterholm, diretor do Centro de Investigação …

Chelsea inscreve... Petr Cech

Antigo guarda-redes poderá voltar aos relvados nesta época, embora seja pouco provável, para já. Petr Čech entrou em campo pela última vez em maio de 2019, há quase um ano e meio. Já tinha anunciado a …

Disparos de satélites e naves do Star Trek? Relatório revela como seria uma guerra no Espaço

A criação da Força Espacial dos Estados Unidos evocou todos os tipos de noções fantasiosas sobre o combate no Espaço. Assim, um novo relatório explica o que é física e praticamente possível quando se trata …

Japão prepara-se para lançar água tratada de Fukushima no mar

O Japão vai libertar mais de um milhão de toneladas de água tratada da usina nuclear de Fukushima no mar, numa operação que levará cerca de 30 anos para ficar concluída. Ambientalistas e pescadores locais …

Turismo de mergulho? Submarino da "frota perdida" de Hitler aguarda o seu destino no fundo do Mar Negro

Coberto por “redes fantasmas” deixadas por pescadores, os destroços de um submarino U-20 enviado para o Mar Negro pela Alemanha nazi tornou-se recentemente tema de um documentário produzido na Turquia. Localizado a uma profundidade de 20 …