Estudantes da U.Porto contestam aumento de propinas que chega a 87%

Várias dezenas de estudantes de mestrado da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto (U.Porto) protestaram hoje junto à Reitoria contra o aumento de propinas que, pelo menos no caso de uma aluna, foi de 87%.

Em declarações à Lusa, Gabrielle Lacerda, de 24 anos, contou que estuda na Universidade do Porto desde 2019 e vai ter de regressar ao Brasil sem concluir o mestrado, caso não consiga reunir o valor da propina para o presente ano letivo, que teve um aumento de 1.312 euros (+87%).

“Até ao ano passado, pagava 1.500 euros de propinas anuais. A partir desse ano teve uma alteração e foi para 2.812 euros. São 87% [de aumento]. Praticamente dobrou o valor do ano. Ou seja, o que ia pagar pelo curso inteiro estou a pagar praticamente num ano”, descreveu Gabrielle Lacerda.



A aluna considera que se trata de um “aumento brutal” e “muito difícil de suportar”, principalmente por chegar num período de pandemia, o que “dificulta ainda mais a situação porque todas as pessoas tiveram os rendimentos abalados”.

“Não houve qualquer tipo de aviso, não foi enviado um e-mail, não foi criado um despacho, nada. A descoberta aconteceu na renovação da matrícula”, revela a estudante brasileira, que viu os colegas organizarem uma angariação de fundos para ajudar a suportar o aumento.

Joana Castro, 22 anos, trabalhadora e estudante no Mestrado de Biologia Celular e Molecular da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto, conta à Lusa que também ficou a saber que vai ter um aumento de propinas de “mais de 375 euros” e, por causa disso, marcou presença no protesto de hoje.

“Pretendemos manifestar o nosso descontentamento perante estes aumentos que nos afetaram, sem qualquer aviso e que são aumentos de grande calibre para muitas famílias. Pretendemos ser ouvidos e que percebam que estes aumentos não só afetam números de estudantes, mas famílias reais e estudantes reais que têm de lidar com isto no seu dia a dia”, disse.

A aluna ainda têm esperança que o Conselho Geral da Universidade do Porto possa “reverter esta situação”, pois já lhe foi remetido um ‘e-mail com a “assinatura de vários Mestrados e a petição pública que tem cerca de 1.200 assinaturas”.

Segundo a U.Porto, o pedido de alteração do valor das propinas de mestrado da FCUP “teve por fundamento a necessidade de acompanhar os crescentes custos de realização destes cursos, de forma a reunir condições para manter e melhorar as condições materiais e, consequentemente, a qualidade de ensino oferecido pela FCUP nestes ciclos de estudos”, lê-se numa resposta enviada à Lusa sobre o aumento das propinas em 29 cursos da FCUP.

As várias dezenas de alunos que participaram no protesto hoje à tarde, debaixo de chuva, em frente ao edifício da Reitoria da Universidade do Porto, mostravam cartazes onde se podia ler frases como “Dificuldade não é prestígio”, “Aumentos a meio do ciclo”, “#FCUP Não” ou “Os aumentos não ficam por aqui”.

Segundo aquele grupo de estudantes, os alunos nacionais que passaram para o segundo ano viram as propinas aumentar entre 50 euros e 375 euros, com os mestrados de Biologia Celular e Molecular, Bioinformática, Biologia Computacional, Ciência de Dados (Data Science) e de Segurança Informática a ser os mais afetados.

“Esta decisão irá pôr em risco a educação e frequência universitária de muitos estudantes e limitar o seu acesso a vários ciclos de estudo, por falta de capacidade para suportar estes aumentos”, lamentam.

Fonte da U.Porto adiantou à Lusa que houve 23 mestrados que tiveram um aumento de 50 euros anuais, ficando nos 1.300 euros de propina, e outros seis mestrados que registam um aumento superior, de 180 euros ou 375 euros, fixando a propina nos 1.430 euros e 1.625 euros anuais.

A U.Porto acrescenta estar “legalmente impedida de aplicar valores de propina diferenciados entre estudantes do mesmo curso, tal como as restantes instituições de ensino superior.

Lusa // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Robôs "burros" trabalham em conjunto para realizar tarefas complexas

Uma nova pesquisa mostra que, ao mesmo tempo que aumentam as interações magnéticas, um enxame de robôs dispersos, chamados BOBbots, pode reunir-se em aglomerados compactos para realizar tarefas complexas. Fazer com que um enxame de robôs …

O uso doméstico de carvão na China resulta em mortes prematuras

Um novo estudo indica que, na China, a poluição da queima de carvão residencial causa um número desproporcional de mortes prematuras por exposição a poluentes minúsculos inaláveis, conhecidos como PM2.5. A combustão do carvão por centrais …

Estudo alerta para níveis preocupantes de produtos químicos tóxicos no leite materno

Um novo estudo, que analisou o leite materno de mulheres americanas quanto à contaminação por PFAS, detetou o produto químico tóxico em todas as 50 amostras testadas, e em níveis quase 2.000 vezes mais altos …

Dinheiro, imóveis e arte. João Rendeiro perde fortuna para o Estado

Um milhão e meio de euros em numerário, contas e ativos bancários, obras de arte e quatro imóveis em Lisboa, Cascais e Oeiras vão ser arrestados a João Rendeiro, ex-presidente do Banco Privado Português (BPP). Segundo …

A primeira eco-casa impressa em 3D "nasceu" em Itália

A empresa de impressão 3D WASP e o Mario Cucinella Architects concluíram a casa TECLA. É o primeiro modelo de habitação eco-sustentável a ser construído a partir de matérias-primas locais usando tecnologia de impressão 3D.  O …

Partido de Le Pen desviou 6,8 milhões de fundos europeus, segundo jornal francês

O partido francês de extrema-direita União Nacional (RN, sigla original), liderado por Marine Le Pen, terá desviado 6,8 milhões de euros de fundos do Parlamento Europeu, revela este domingo um inquérito policial noticiado pelo Le …

Proporção divina. Antiga fórmula grega pode ser responsável pelo sucesso dos musicais

Desde 1972, quando "Jesus Christ Superstar" estreou na Broadway, os mais populares musicais quase unanimemente empregaram uma fórmula centenária conhecida como “a proporção divina” - e, surpreendentemente, parecem tê-lo feito acidentalmente. A proporção divina é um …

Egito já iniciou obras de alargamento do Canal do Suez

A Autoridade do Canal do Suez iniciou este sábado obras para ampliar dez quilómetros do troço sul, onde o navio Ever Given encalhou em março passado, causando o bloqueio de uma das vias de navegação …

Museu do Prado descobre erro de 500 anos numa das suas esculturas

O Museu do Prado, em Madrid, descobriu que uma das suas esculturas, que se pensava ser do século XV, é afinal uma obra do século XX. Em comunicado, o museu espanhol explicou que a escultura – …

Costa entrou em “modo avestruz” e Cabrita é uma “mancha”. Líder do CSD não poupa nas críticas

Francisco Rodrigues dos Santos fez duras críticas ao primeiro-ministro, António Costa, e ao ministro da Administração Interna, Eduarda Cabrita. O presidente do CDS-PP disse que o primeiro-ministro entrou "em modo avestruz no caso João Galamba" referindo-se …