Estudantes da U.Porto contestam aumento de propinas que chega a 87%

Várias dezenas de estudantes de mestrado da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto (U.Porto) protestaram hoje junto à Reitoria contra o aumento de propinas que, pelo menos no caso de uma aluna, foi de 87%.

Em declarações à Lusa, Gabrielle Lacerda, de 24 anos, contou que estuda na Universidade do Porto desde 2019 e vai ter de regressar ao Brasil sem concluir o mestrado, caso não consiga reunir o valor da propina para o presente ano letivo, que teve um aumento de 1.312 euros (+87%).

“Até ao ano passado, pagava 1.500 euros de propinas anuais. A partir desse ano teve uma alteração e foi para 2.812 euros. São 87% [de aumento]. Praticamente dobrou o valor do ano. Ou seja, o que ia pagar pelo curso inteiro estou a pagar praticamente num ano”, descreveu Gabrielle Lacerda.

A aluna considera que se trata de um “aumento brutal” e “muito difícil de suportar”, principalmente por chegar num período de pandemia, o que “dificulta ainda mais a situação porque todas as pessoas tiveram os rendimentos abalados”.

“Não houve qualquer tipo de aviso, não foi enviado um e-mail, não foi criado um despacho, nada. A descoberta aconteceu na renovação da matrícula”, revela a estudante brasileira, que viu os colegas organizarem uma angariação de fundos para ajudar a suportar o aumento.

Joana Castro, 22 anos, trabalhadora e estudante no Mestrado de Biologia Celular e Molecular da Faculdade de Ciências da Universidade do Porto, conta à Lusa que também ficou a saber que vai ter um aumento de propinas de “mais de 375 euros” e, por causa disso, marcou presença no protesto de hoje.

“Pretendemos manifestar o nosso descontentamento perante estes aumentos que nos afetaram, sem qualquer aviso e que são aumentos de grande calibre para muitas famílias. Pretendemos ser ouvidos e que percebam que estes aumentos não só afetam números de estudantes, mas famílias reais e estudantes reais que têm de lidar com isto no seu dia a dia”, disse.

A aluna ainda têm esperança que o Conselho Geral da Universidade do Porto possa “reverter esta situação”, pois já lhe foi remetido um ‘e-mail com a “assinatura de vários Mestrados e a petição pública que tem cerca de 1.200 assinaturas”.

Segundo a U.Porto, o pedido de alteração do valor das propinas de mestrado da FCUP “teve por fundamento a necessidade de acompanhar os crescentes custos de realização destes cursos, de forma a reunir condições para manter e melhorar as condições materiais e, consequentemente, a qualidade de ensino oferecido pela FCUP nestes ciclos de estudos”, lê-se numa resposta enviada à Lusa sobre o aumento das propinas em 29 cursos da FCUP.

As várias dezenas de alunos que participaram no protesto hoje à tarde, debaixo de chuva, em frente ao edifício da Reitoria da Universidade do Porto, mostravam cartazes onde se podia ler frases como “Dificuldade não é prestígio”, “Aumentos a meio do ciclo”, “#FCUP Não” ou “Os aumentos não ficam por aqui”.

Segundo aquele grupo de estudantes, os alunos nacionais que passaram para o segundo ano viram as propinas aumentar entre 50 euros e 375 euros, com os mestrados de Biologia Celular e Molecular, Bioinformática, Biologia Computacional, Ciência de Dados (Data Science) e de Segurança Informática a ser os mais afetados.

“Esta decisão irá pôr em risco a educação e frequência universitária de muitos estudantes e limitar o seu acesso a vários ciclos de estudo, por falta de capacidade para suportar estes aumentos”, lamentam.

Fonte da U.Porto adiantou à Lusa que houve 23 mestrados que tiveram um aumento de 50 euros anuais, ficando nos 1.300 euros de propina, e outros seis mestrados que registam um aumento superior, de 180 euros ou 375 euros, fixando a propina nos 1.430 euros e 1.625 euros anuais.

A U.Porto acrescenta estar “legalmente impedida de aplicar valores de propina diferenciados entre estudantes do mesmo curso, tal como as restantes instituições de ensino superior.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Um ano após o confinamento de Wuhan o mundo continua em crise devido à covid-19

Quase um ano depois da imposição do confinamento na cidade de Wuhan para travar o vírus SARS-CoV-2, que se assinala este sábado, o mundo continua em luta contra a pandemia, apesar do aparecimento de vacinas. A …

Pessoas com certas características podem ser mais suscetíveis a "ouvir" os mortos

Uma equipa de cientistas identificou certas características que podem tornar as pessoas mais suscetíveis a alegar que “ouvem” os mortos. Um novo estudo sugere que as pessoas que se descrevem como "clariaudientes" - em oposição a …

Sporting 1 - 0 SC Braga | Leões conquistam Taça da Liga com golo de Porro (e algum sofrimento)

O Sporting reconquistou hoje a Taça da Liga de futebol, ao vencer na final o Sporting de Braga, por 1-0, em Leiria, com um golo de Pedro Porro e enorme resistência durante a segunda parte. O …

Estados Unidos querem rever o acordo com rebeldes talibãs no Afeganistão

Os Estados Unidos indicaram hoje às autoridades afegãs o seu desejo de rever o acordo entre o Governo norte-americano e os talibãs, assinado em fevereiro de 2020, particularmente para "avaliar" o respeito dos rebeldes pelos …

"Excedeu todas as expetativas". Implante de córnea artificial devolve visão a homem cego

Um homem de 78 anos que estava cego dos dois olhos há 10 anos recuperou a visão após receber o primeiro implante de uma córnea artificial desenvolvida pela startup israelita CorNeat Vision. O implante CorNeat KPro …

Tenista João Sousa falha Open da Austrália após ter estado infetado

João Sousa vai falhar o Open da Austrália depois de ter estado infetado com o novo coronavírus, por determinação das autoridades australianas, anunciou hoje o tenista português. "É com muita tristeza que vos dou a conhecer …

Cientistas criam nova forma de produzir carne em laboratório (e prometem manter o sabor e a textura)

Uma equipa da McMaster desenvolveu uma nova forma de carne cultivada, através do uso de um método que promete manter o sabor e a textura mais naturais do que as outras alternativas à carne tradicional. Os …

Papa pede "jornalismo corajoso" e controlo de notícias falsas na Internet

O papa Francisco pediu hoje um "jornalismo corajoso" que venha ao encontro das pessoas e histórias, propondo ainda o controlo das notícias falsas na Internet, especialmente neste período de pandemia da covid-19. “Opiniões atentas lamentam, há …

A cidade mais antiga das Américas está sob ameaça de invasão (e a culpa é da pandemia)

Tendo sobrevivido durante cinco mil anos, o sítio arqueológico mais antigo das Américas está sob a ameaça de invasores que afirmam que a pandemia de covid-19 os deixou sem outra opção a não ser ocupar …

Suspeito do homicídio de Bruno Candé nega ter agido impulsionado por racismo

Evaristo Marinho disparou vários insultos racistas contra Bruno Candé: “Vai para a tua terra, preto, tens a família toda na sanzala e também devias lá estar”, foi um deles. Três dias depois acabou por matá-lo, …