Estrela Gliese 710 vai passar “tangente” ao sistema solar

ESO

Conceito artístico da estrela Gliese 710

Conceito artístico da estrela Gliese 710

O nosso Universo é um espaço astronomicamente vasto, mas de vez em quando temos alguns encontros imediatos que podem ser problemáticos para as pequenas criaturas que habitam a superfície dos seus planetas.

Segundo um novo estudo, publicado no jornal Astronomy and Physics, isso é o que poderá acontecer quando a estrela Gliese 710 passar extremamente perto do nosso sistema solar… daqui por um milhão de anos.

A Gliese 710 está neste momento a cerca de 64 anos luz de distância, mas a sua trajectória faz com que esteja a viajar em nossa direcção a alta velocidade.

Segundo novos cálculos dos astrónomos, utilizando dados mais precisos do observatório espacial Gaia da ESA, a estrela poderá passar a apenas 77 dias luz do nosso sistema solar.

Esta é uma distância bastante mais pequena do que se estimava antes – e ainda assim, com uma margem de erro bastante significativa, que admite que a estrela possa mesmo passar a apenas 40 dias luz de distância.

Tanto num caso como no outro, é uma trajectória que faz com que a Gliese 710 atravesse a nuvem de Oort, que rodeia o nosso sistema solar, e onde existem milhares de milhões de detritos cósmicos, com efeitos que não serão pacíficos.

JPL-Caltech / NASA

A nuvem de Oort, o Sistema Solar, e distâncias relativas de corpos e formações celestes

A nuvem de Oort, o Sistema Solar, e distâncias relativas de corpos e formações celestes

A estrela poderá atrair cerca de 100 milhões destes objectos, e fazer com que a órbita de muitos mais seja perturbada e os mesmos sejam enviados para o interior do sistema solar.

Tal poderá aumentar significativamente o número de cometas, meteoros e outros corpos celestes, e a probabilidade de que ocorram colisões com a Terra.

Aliás, alguns cientistas acreditam que terá sido um evento idêntico há 65 milhões de anos que terá estado na origem da colisão com o meteoro que levou à extinção dos dinossauros.

Felizmente, há quem diga que daqui por um milhão de anos o Homem nem sequer por cá estará… mas o tempo voa, e um milhão de anos não é assim tanto tempo – astronomicamente falando, claro.

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. “Felizmente” porquê?

    Pois eu diria que os descendentes dos actuais humanos que ainda andarem por cá neste cantinho da Via Láctea quando virem a Gliese 710 a meia dúzia de anos luz de distância e sendo esta estrela uma anã vermelha simplesmente pensarão algo como:

    “Vem mesmo a jeito para criarmos mais um mini-sistema solar. Desta vez colocamos a estrela numa órbita estacionária a 100 dias luz do Sol, deslocamos a Lua Europa da órbita de Júpiter para a órbita da estrela e quando o gelo de Europa derreter poderemos criar fantásticas cidades flutuantes que estarão eternamente sob um brilho idêntico ao do pôr-do-Sol na Terra.
    Será o planeta ideal não apenas para passar umas belas férias aquáticas mas também para os casais em lua de mel fazerem promessas de fidelidade sob a sua luz reconfortante”

RESPONDER

Norte-americanos acordaram com mensagens de texto estranhas nos seus telemóveis

Na passada quinta-feira, uma grande parte da população norte-americana recebeu mensagens estranhas e inexplicáveis, muitas das quais desconfortáveis e até preocupantes. Stephanie Bovee, uma norte-americana de 28 anos de Portland, no oeste dos Estados Unidos, acordou …

Pai que fugiu por 15 países com os dois filhos no ano passado encontrado pela PSP

O pai mudou 15 vezes de país com as crianças desde o verão passado sempre sem o consentimento da mãe e sem que a mãe tivesse qualquer notícia do paradeiro dos filhos, revela a PSP. A …

Daesh está a tentar criar um novo Estado islâmico nas Filipinas

Há dois anos que a bandeira negra do Daesh deixou de esvoaçar no topo de um edifício da cidade de Marawi, em Mindanau, no sul das Filipinas, e o Presidente, Rodrigo Duterte, declarou tê-lo derrotado. …

Operação Marquês. Ex-secretário de Estado de Passos Coelho chamado como testemunha

O juiz de instrução da Operação Marquês, Ivo Rosa, decidiu chamar o ex-secretário de Estado das Infraestruturas, Transportes e Comunicações Silva Monteiro como testemunha, avança a SIC Notícias. Segundo apurou a estação televisiva, o ex-governante …

Apple e Goldman Sachs acusados de terem criado cartão de crédito sexista

A Apple e o Goldman Sachs estão a ser acusados de terem lançado um cartão de crédito que discrimina os utilizadores em função do género. Um dos últimos a juntar ao rol de críticas ao Apple …

Grimaldo joga consecutivamente há 68 jornadas (só é ultrapassado por um guarda-redes)

Alejandro Grimaldo está há 68 jornadas a jogar consecutivamente a titular na lateral esquerda do Benfica - são dois anos sem descanso. Os números são avançados pelo desportivo A Bola, que dá conta que o lateral-esquerdo …

"Prática comercial enganosa". NOS obrigada a retirar campanha publicitária sobre 5G

A Associação da Auto Regulação Publicitária (ARP) deu razão a uma queixa da Meo e mandou a NOS retirar uma campanha de publicidade sobre um tarifário móvel 5G por considerar que constitui "uma prática comercial …

Eleição autárquica dos EUA pode ser desempatada com moeda ao ar

Um eleição autárquica numa pequena vila no Ohio, nos Estados Unidos, pode vir a ser decidida com o lançamento de uma moeda ao ar, o famoso jogo do "cara ou coroa". De acordo com o The …

Primeiro aniversário dos Coletes Amarelos. França receia novos tumultos

O clima de tensão regressa a França, com os coletes amarelos a anunciarem a preparação de novas ações para assinalar o primeiro aniversário do início do movimento. A 17 de novembro, o movimento Coletes Amarelos assinala …

Violência leva a mais violência, alerta chefe do Governo de Hong Kong

A chefe do Governo de Hong Kong condenou a “extensa violência” que marcou o dia de greve na cidade, realçando que esta “não resolverá nada” nem fará o Governo ceder aos “apelos políticos” dos manifestantes. Carrie …