Estar sempre a testar-se é a melhor estratégia para aprender rapidamente

Um crescente corpo de pesquisa tem explorado uma estratégia de aprendizagem que parece ser bastante eficaz. Conhecido como “efeito do teste”, o fenómeno pode ajudar as pessoas a memorizar informações novas a longo prazo com maior precisão do que outros métodos como a revisão.

Por exemplo, ao aprender uma nova língua, em vez de ler e reler uma lista de palavras para melhorar seu vocabulário, é melhor lê-la apenas uma vez e, em seguida, testar a si mesmo repetidamente.

Um estudo de 2003 citado numa meta-análise feita por Henry L. Roediger III e Jeffrey D. Karpicke destaca o poder do teste para fazer uma informação perdurar na memória.

O estudo foi conduzido por Mark Wheeler, que pediu aos participantes para analisarem uma lista de 40 palavras cinco vezes, ou revê-la apenas uma vez e fazer quatro testes para memorizá-la. Depois, todos os voluntários fizeram um teste final 5 minutos ou uma semana depois da memorização.

Os resultados mostraram que os participantes que tinham lido a lista de palavras cinco vezes desempenharam muito melhor no teste final cinco minutos depois. Mas os participantes que tinham lido a lista apenas uma vez tiveram melhor desempenho no teste final uma semana depois.

Ou seja, os testes constantes pareceram ajudar a impulsionar a memória de longo prazo dos participantes.

Certo ou errado?

Estudos mais recentes sugerem que a combinação de testes com feedback imediato (descobrir se você respondeu certo ou errado) é ainda mais eficaz, podendo até melhorar a memória logo após a informação ser aprendida.

Um estudo de 2014 conduzido por Carola Wiklund-Hörnqvist pediu a 83 alunos de psicologia para estudar uma série de conceitos psicológicos durante quatro minutos.

Em seguida, metade dos participantes continuou a estudar esses conceitos, com cada um apresentado num ecrã durante 15 segundos de cada vez.

Enquanto isso, a outra metade fez seis testes nos quais tinham que dizer qual era o conceito descrito no ecrã. Por exemplo, se aparecia no ecrã “a melhoria na retenção da informação apresentada no início de uma lista”, os participantes tinham que responder “efeito de primazia” – e em seguida viam a resposta correta.

No fim do período de aprendizagem, todos os participantes fizeram um mesmo teste 18 dias e cinco semanas depois. Os que tinham sido testados anteriormente – ou seja, durante a aprendizagem – apresentaram melhor desempenho em todos os testes.

Vistos em conjunto, estes estudos e outras provas sugerem que a estratégia mais eficiente para se lembrar de alguma coisa – seja aprender um novo idioma ou estudar para uma teste – é simplesmente praticar recordá-lo. E a maneira fácil de fazer isso é testar-se repetidamente.

HypeScience

PARTILHAR

RESPONDER

Fortuna de Jeff Bezos não pára de engordar. Acabou de atingir um novo recorde

A fortuna do fundador e CEO da Amazon, Jeff Bezzos, acaba de quebrar um novo recorde ao atingir os 182,6 mi milhões de dólares. Os números foram avançados esta semana pela revista Forbes, que detalha que …

Portugal não pode chegar ao inverno com a situação atual, alerta epidemiologista

Portugal corre o risco de não conseguir responder a um ressurgimento de casos de covid-19 no inverno, afirmou este sábado o médico de Saúde Pública Ricardo Mexia, considerando que o país não pode chegar a …

Pela primeira vez, nasceu um raro par de elefantes gémeos no Sri Lanka

Um raro par de elefantes gémeos foi encontrado num parque nacional no Sri Lanka. É a primeira vez que o país regista crias gémeas, que são extremamente raros em elefantes. Os dois animais, que terão entre …

Teste aos forcados e lotação reduzida. Publicadas as novas regras para as touradas

A temporada taurina retoma com praças com lotação de 50%, uma reivindicação do sector que viu este sábado ser publicada pela Inspeção-Geral das Atividades Culturais (IGAC) uma acualização às normas discutidas com a DGS. “O que …

Trump propôs "vender" Porto Rico após a passagem do furacão Maria, revela ex-funcionária

Elaine Duke, ex-secretária adjunta de Segurança Interna do presidente dos EUA disse que Donald Trump propôs "alienar" ou "vender" a Comunidade de Porto Rico depois de a ilha ser atingida pelo furação Maria, em 2017. "As …

Catarina Martins atira-se a Rio. Líder do PSD está a fazer "um favor" a Costa no fim dos debates

A coordenadora do Bloco de Esquerda fez este sábado um duro ataque ao líder do PSD, que acusou de fazer um favor ao primeiro-ministro. Catarina Martins considerou “extraordinário” que o líder do maior partido da oposição …

Fraudes em subsídios europeus atingem 2,3 mil milhões. Dava para salvar a TAP (duas vezes)

Uma investigação levada a cabo pela Polícia Judiciária (PJ) concluiu que os casos de fraude na obtenção e desvio de fundos públicos, nos últimos dez anos, ascendem a cerca de 2,3 mil milhões de euros. Os …

Sem ganho económico e muitas mortes. O que dizem os dados da controversa estratégia sueca

A estratégia relaxada da Suécia contra a covid-19 gerou várias críticas. Os números mostram que tanto a nível sanitário como económico, o país saiu a perder. O Governo sueco não impôs um confinamento à população e, …

Irão diz que avião ucraniano foi abatido devido a erro humano

Um erro humano relacionado com um mau ajuste do radar militar foi a causa do acidente com o boeing ucraniano abatido em 8 de janeiro perto de Teerão, Irão, provocando 176 mortos, concluiu o relatório …

Mais seis mortes, 291 novos casos e 252 recuperados

Portugal regista este domingo mais seis mortes e 291 novos casos de infeção confirmados de covid-19 por comparação a sábado, segundo o boletim diário da Direção-Geral de Saúde (DGS). De acordo com o boletim diário da …