Está explicado porque conseguimos ouvir este GIF sem som

(dr) @IamHappyToast

Lisa DeBruine partilhou a imagem e a maioria das pessoas respondeu: conseguem ouvir um barulho mesmo sabendo que o GIF não tem som. Qual é o seu caso?

Recorda-se do vestido preto e azul que algumas pessoas garantiam ser branco e dourado? Pois bem, o mais recente dilema virtual trata-se agora deste GIF sem som e o porquê de algumas pessoas conseguirem ouvir um barulho quando a estrutura toca no chão e a imagem vibra. Experimente e tire as suas conclusões:

A imagem animada foi criada em 2008 pela @IamHappyToast para um desafio de Photoshop e circula online desde então, criando debate sobre o porquê de alguns terem a sensação de ser “uma ilusão de ótica para os ouvidos”.

As dúvidas surgiram novamente, no fim-de-semana passado, quando Lisa DeBruine, do Instituto de Neurociência e Psicologia da Universidade de Glasgow, na Escócia, publicou o GIF no Twitter, pedindo aos seus seguidores para descrever o que sentiam quando o viam.

DeBruine recebeu mais de 245 mil respostas, com 70% das pessoas a dizer que ouviam uma espécie de “batida” a acompanhar a animação.

Em declarações à BBC, a especialista conta não saber o porquê de “algumas pessoas ouvirem claramente o barulho, outras apenas o sentirem e outras não sentirem nada. Algumas pessoas surdas e com dificuldades de audição relataram as três perceções, assim como as pessoas com afantasia”, a incapacidade de visualizar imagens na mente.

“Pensei que alguns dos cientistas que sigo me pudessem ajudar a encontrar a resposta mas parece que há várias explicações plausíveis e não há um consenso”, acrescenta.

Uma dessas explicações pertence a Chris Fassnidge, candidato ao doutoramento em Psicologia da City University, em Londres, que sugere aquilo a que chama “ouvido visual”.

“Suspeito que este fenómeno esteja relacionado com aquilo a que chamamos de Visually-Evoked Auditory Response [algo como “Resposta auditiva evocada visualmente” em tradução para português] ou simplesmente vEAR”, explica.

“Esta é capacidade de algumas pessoas para ouvir objetos em movimento, mesmo que estes não façam um som, o que pode ser uma forma subtil de sinestesia – o desencadeamento de um sentido por outro”.

Ao site alphr, Trevor Cox, professor de Engenharia Acústica, também afirma que não se admira nada que este suposto barulho esteja relacionado com a sinestesia.

“Temos tendência para pensar que os nossos sentidos estão separados mas o nosso cérebro recolhe respostas de todos para identificar o que se está a passar. Por isso, acredito que se trate disso mesmo em vez de um efeito físico como o reflexo acústico”.

Para perceber melhor o que é isto da sinestesia, o mesmo site contactou também a professora Julia Simner, investigadora na Universidade de Sussex. “É uma característica que afeta uma pequena percentagem da população e que origina experiências percetivas incomuns”.

“Eu não tenho sinestesia, por isso não ouço nada, mas este parece ser um gatilho particularmente interessante porque tem todos os elementos necessários: algo a repetir-se e que, de facto, criaria um barulho na vida real”.

E agora, qual será o próximo dilema da Internet?

ZAP //

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Embora não “ouça” realmente, tenho a vaga sensação de ouvir uma batida de frequência grave (coerente com a vibração de objectos de grandes dimensões). Se tivesse que avançar uma explicação, talvez fosse que como o ouvido humano é pouco sensível nessa gama de frequências, o cérebro usa pistas adicionais para as ouvir.
    Na verdade, tudo o que vemos, ouvimos e sentimos corresponde a modelos mentais que o cérebro constrói usando as entradas (sensores) de que dispõe, modelos esses que são aprendidos pelo treino. Isto já foi utilizado, entre outras coisas, para permitir a pessoas cegas “ver” através de sons. Por exemplo (existem outros), http://www.sciencemag.org/news/2014/03/computer-program-allows-blind-see-sound
    Vagamente relacionado mas extraordinariamente interessante: https://www.ted.com/talks/david_eagleman_can_we_create_new_senses_for_humans

  2. Se nao olhar para o gif nao consigo ouvir nada mas se olhar tenho a vaga sensação que consigo ouvir o chão a estremecer.
    A meu ver , acho que é porque o nosso cérebro por logica sabe que devia fazer barulho quando algo cai no chão e este gif a imagem estremece.
    Concluindo isso é so o nosso cérebro a ser ele mesmo

RESPONDER

Desmantelamento de base nuclear na Coreia do Norte vai começar

A Coreia do Norte deve iniciar esta quarta-feira o desmantelamento de uma base nuclear em Punggye-ri. Depois de terem negado o acesso aos jornalistas, o Governo volta atrás e permite a cobertura jornalística Vai começar o desmantelamento …

Zuckerberg foi ao Parlamento Europeu pedir desculpa

Mark Zuckerberg desculpou-se no Parlamento Europeu pela incapacidade demonstrada pela sua empresa para evitar que os dados pessoais dos cidadãos europeus fossem erradamente usados A dois dias da entrada em vigor da legislação europeia para a …

Lasers podem deixar computadores um milhão de vezes mais rápidos

Uma nova técnica promete fazer com que a computação seja até um milhão de vezes mais rápida do que é atualmente, através do uso do laser na propagação de informações. Mil milhões de operações por segundo …

Morreu o escritor norte-americano Philip Roth

O escritor norte-americano morreu de insuficiência cardíaca, aos 85 anos, disse o agente literário à agência noticiosa Associated Press. Natural de Newark, Nova Jérsia, Philip Roth, habitualmente mencionado como candidato ao Nobel da Literatura, era considerado …

Contacto com germes pode prevenir leucemia em crianças

Análise baseada em 30 anos de estudos aponta que a leucemia linfoblástica aguda tem a sua origem em infâncias sem exposição de germes ao sistema imunitário. Uma das causas mais comuns de cancro nas crianças, a …

250 siberianos tornaram-se nos primeiros nativos americanos

Uma recente análise genética sugere que a população fundadora dos nativos americanos que migrou da Sibéria era composta por aproximadamente 250 indivíduos. Apesar dos inúmeros estudos genéticos, os cientistas ainda não tinham chegado a um consenso …

Afinal, o maior anfíbio do mundo são cinco

A salamandra-gigante-da-china não é uma espécie, mas cinco. Estas espécies estão em risco de extinção devido à má gestão da conservação. O maior anfíbio do mundo, a salamandra-gigante da-China (Andrias davidianus) são cinco espécies diferentes. A …

Cientistas chineses descobrem possível origem dos misteriosos sinais extraterrestres

Cientistas chineses encontraram uma nova explicação para as misteriosas e rápidas rajadas de rádio. Os especialistas acreditam que os "sinais extraterrestres" são originados por um tipo específico de estrela de neutrões: as "estrelas estranhas". Em 2001, …

Augusto Inácio (de) novo diretor-geral do Sporting

O Sporting anunciou hoje, através de um comunicado, que o novo diretor-geral de futebol é Augusto Inácio, que regressa assim aos «leões» para substituir André Geraldes. No mesmo comunicado, pode ler-se que o presidente do Sporting, …

Morreu Júlio Pomar

O pintor e artista plástico português Júlio Pomar faleceu esta terça-feira, no Hospital da Luz, em Lisboa. Tinha 92 anos. O artista plástico português faleceu esta terça-feira, aos 92 anos, em Lisboa. O pintor modernista é …