Esqueleto que caiu de um penhasco pode ter pertencido a uma princesa

Há mais de um século, um tronco esculpido que continha o antigo esqueleto de uma mulher caiu de um penhasco à beira-mar na pequena vila costeira polaca de Bagicz.

Agora, os investigadores determinaram que a mulher viveu tanto há dois mil anos – mais cem anos do que se acreditava – e poderia muito bem ter sido uma princesa na época.

Encontrada ao lado da mulher, havia vários ornamentos de bronze, incluindo um fecho, pulseiras, um colar de missangas, um alfinete feito de osso e um banquinho de madeira. Também foi encontrado um pedaço de couro de vaca e roupas feitas de lã – um achado arqueológico raro na Polónia, devido aos padrões locais de decomposição. Juntos, estes objetos indicam que a mulher, na época, tinha um status importante.

Investigadores da Universidade de Szczecin e Varsóvia colaboraram num esforço para datar os objetos e o esqueleto após a descoberta do século XIX. Por datação por radiocarbono dos ossos, a equipa determinou que a mulher morreu por volta dos 30 a.C ou antes. Técnicas de datação já tinham concluído que o enterro ocorreu no final do século II.

“Nós achámos que a discrepância na data pode ser um erro relacionado com a medição – os resultados podem ser diferentes quando a dieta do falecido é rica em peixe“, disse a arqueóloga Marta Chmiel-Chrzanowska, da Universidade de Szczecin à Science in Poland.

Apesar da herança costeira nas Ilhas Pomerânia ou Bálticas, uma análise de isótopos nos seus dentes indicou que a dieta não incluía peixes do oceano. “Não encontrámos nenhum vestígio de peixe do Báltico na sua dieta, mas consumiu muitos produtos de origem animal, como evidenciado pelo tipo de proteína preservada nos dentes. Também podia ter comido peixe de lagos e rios interiores“, disse Rafał Fetner, da Universidade de Varsóvia.

Embora a mulher tivesse entre 20 e 35 anos no momento da sua morte, os investigadores também descobriram que o esqueleto exibia mudanças patológicas significativas nas articulações associadas à artrose na parte inferior da coluna – uma doença que normalmente afeta os idosos ou aqueles que fazem muito esforço físico durante o trabalho.

Uma princesa trabalhadora que vive perto do oceano mas não come peixe? É um mistério que os investigadores querem resolver em futuras análises do esqueleto.

ZAP ZAP // ILF Science

PARTILHAR

RESPONDER

Sporting 2-1 Santa Clara | Super-Coates volta a ser herói

Arrancado a ferros… à campeão? O Sporting esteve a poucos segundos de registar o terceiro empate em casa, perante um Santa Clara que não foi em nada inferior aos “leões” e até conseguiu ser superior em …

Os gatos demonstram ser menos leais do que os cães (mas pode haver uma razão)

Ainda existe um estereótipo sobre a diferença entre cães e gatos. Normalmente as pessoas associam os cães a animais amorosos e leais, enquanto os gatos são tidos como distantes e indiferentes. Um novo estudo pode …

O mistério do "lago dos esqueletos" na Índia intriga cientistas há décadas

O Roopkund, localizado na parte indiana dos Himalaias, é um lago glacial com centenas de ossos humanos. E ninguém sabe como foram lá parar. Em 1942, um guarda florestal revelou ao mundo a existência deste lago …

A fronteira mais importante da China é imaginária: a Linha Hu

A Linha Hu, também conhecida como linha Heihe-Tengchong, é uma linha imaginária que divida a China em duas partes com áreas quase iguais. Estende-se da cidade de Heihe até Tengchong. Desenhada pela primeira vez em 1935, …

Algumas pessoas moram em aeroportos durante meses (ou até mesmo anos)

Aeroportos não servem de casa apenas para os sem-abrigo. Há pessoas que, involuntariamente ou não, ficam lá durante meses e, em alguns casos, até mesmo anos. Em janeiro, as autoridades de Chicago prenderam um homem de …

Senado da Carolina do Sul aprova fuzilamento como método de execução

Com esta decisão, a Carolina do Sul poderá converter-se no quarto estado do país a incorporar este método de execução de pena de morte, depois do Utah, Oklahoma e Mississípi. De acordo com a agência noticiosa …

"Oxigénio tornou-se ouro". Criminosos lucram com a sua escassez no México

A pandemia de covid-19 deixou a Cidade do México a atravessar uma grande escassez de oxigénio médico. Criminosos estão a aproveitar para lucrar com a situação. A capital mexicana registou um pico de infeções e hospitalizações …

Meteorito do tamanho de um damasco caiu em França (e os astrónomos precisam de ajuda para encontrá-lo)

Os entusiastas do Espaço estão a ser instados a procurar um meteorito do tamanho de um damasco que caiu no fim de semana passado no sudoeste de França.  O meteorito, com peso estimado em 150 gramas, …

Professora pediu a alunos para fingir que eram escravos e escreverem carta para África

Uma professora de uma escola secundária no Mississippi, nos Estados Unidos, está a ser alvo de críticas devido a uma fotografia de um trabalho de casa divulgada nas redes sociais. Foi pedido aos alunos do 8.º …

Obra de Churchill que pertencia a Angelina Jolie vendida por valor recorde

O quadro pintado pelo antigo primeiro-ministro britânico foi vendido por 8,3 milhões de libras. A pintura foi um presente de Winston Churchill para o presidente dos Estados Unidos, Franklin D. Roosevelt, e agora foi leiloada …