Vem aí uma “erupção polar” no Brasil

3

A mais de um mês do início do Inverno, várias regiões do Brasil vão sentir temperaturas mais baixas do que é habitual.

“Maio é um mês de Outono, ou seja, de transição climática. É normal que a partir da segunda semana do mês as temperaturas comecem a adquirir características de inverno”.

“No entanto, neste momento realmente teremos um declínio de temperatura mais acentuado, uma temperatura abaixo da média que se espera para o período”.

As análises e as explicações são de Humberto Barbosa, meteorologista que falou à BBC News Brasil sobre as temperaturas invulgarmente baixas que se aproximam, no Brasil.

A mais de um mês do início do Inverno, que chega no dia 21 de Junho (no dia em que começa o Verão no hemisfério norte), as temperaturas vão cair já a partir deste domingo, 15 de Maio.

O Instituto Nacional de Meteorologia prevê que cidades como Brasília, Belo Horizonte, Cuiabá, Campo Grande, São Paulo e Florianópolis apresentem temperaturas abaixo dos 10 graus.

A região Sul será a primeira a sentir essa alteração (com risco de geada), no dia seguinte chega às regiões Sudeste e Centro-Oeste. O Norte deverá registar temperaturas mais “normais”.

Pelo Twitter os brasileiros já comentam entre si que vem aí uma “erupção polar”, uma expressão que não existe, em termos técnicos oficiais.

Um frio atípico que vai dominar ao longo da próxima semana e que terá origem no “La Niña”: arrefecimento das águas da região central do Oceano Pacífico durante, pelo menos, três meses consecutivos.

Além disso, vai verificar-se o deslocamento de uma massa de ar polar vinda da Antártida e a passagem de um ciclone extratropical pelo sul da América do Sul.

Estas temperaturas invulgares não estão relacionadas directamente com as alterações climáticas – embora estas, como se sabe, facilitem o aparecimento de fenómenos meteorológicos extremos.

“Não posso dizer que essa onda de frio é inédita ou atribuí-la diretamente às mudanças climáticas, mas ela representa o tipo de anomalia que encontramos em uma cenário em que o planeta está mais quente”, comentou o climatologista Francisco Eliseu Aquino.

  Nuno Teixeira da Silva, ZAP //

3 Comments

    • Lulas, Bolsonaros, todos contribuem para a poluição. Ninguém foge a poluir um pouco o planeta e a provocar alterações climaticas.

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE