Entrar em contacto com alienígenas pode ser perigoso, diz Stephen Hawking

codyerekson / Flickr

O físico britânico Stephen Hawking

O físico britânico Stephen Hawking

Quando falamos sobre a existência de civilizações alienígenas inteligentes, geralmente discutimos sobre a sua procura. Como vamos encontrá-las? Onde estão? Elas estão lá? Que ações devemos tomar se – ou quando – as encontramos ou elas nos encontrarem?

Bem, de acordo com o físico Stephen Hawking, provavelmente devemos parar de tentar entrar em contacto com civilizações extraterrestres, porque descobrir civilizações avançadas poderia colocar a Humanidade e a Terra numa situação bastante arriscada. E a má notícia é que já estamos a transmitir a nossa localização para o Universo há anos.

O aviso aparece no novo filme “Lugares Favoritos de Stephen Hawking”, que mostra o famoso cientista numa nave espacial fictícia, chamada SS Hawking, a explorar os seus lugares favoritos no Universo.

“À medida que envelheço, estou mais convencido do que nunca de que não estamos sozinhos. Depois de uma vida inteira a questionar-me, estou a ajudar a liderar um novo esforço global para descobrir isso”, diz Hawking no filme, enquanto explora Gliese 832c, um planeta que está a 16 anos-luz de distância e pode ter vida alienígena.

“O projeto Breakthrough Listen irá explorar o milhão de estrelas mais próximo à procura de sinais de vida, mas eu sei exatamente o lugar onde começar a procurar. Um dia poderemos receber um sinal de um planeta como Gliese 832c, mas devemos ter cuidado ao responder de volta”, aponta Hawking.

O projeto Breakthrough Listen é uma tentativa ambiciosa de encontrar vida inteligente no Universo, digitalizando as estrelas mais próximas à procura de sinais de rádio. O projeto foi financiado pelo bilionário russo Yuri Milner, que injetou cem milhões de dólares para mantê-lo.

Além de oferecer um aviso sinistro, o novo filme de 25 minutos mostra Hawking a explorar outros pontos incríveis no Universo, como Sagitário A * – um buraco negro supermassivo – e Saturno, um planeta com o qual Hawking está fascinado.

Conquista e destruição

Recentemente, o projeto anunciou que estaria a voltar a sua atenção para a hipotética “megaestrutura alienígena” que alguns pensam que pode existir na estrela conhecida como KIC 8462852, que parece “ligar e desligar” de maneira estranha.

Uma hipótese mais razoável é que o escurecimento errático é causado por “lixo interestelar” ou por um enxame de cometas, mas ainda ninguém sabe o que está acontecer realmente por lá.

Apesar do esforço extraordinário de Hawking para encontrar a vida inteligente no Universo, o cientista é um dos críticos mais abertos de tentar realmente comunicar com extraterrestres, uma ação que ele próprio defende que poderia potencialmente ameaçar a Humanidade, porque uma civilização alienígena distante pode ver-nos como inferiores, fracos e perfeitos para conquistar.

“Se assim for, eles serão muito mais poderosos e podem não nos ver como algo mais valioso do que nós vemos as bactérias”, diz no filme.

Hawking usa frequentemente o exemplo da expedição de Cristóvão Colombo à América para descrever o que poderia acontecer se uma civilização avançada receber a notícia da nossa existência, dizendo que aquela reunião inicial “não resultou assim tão bem”.

O aviso de Hawking está enraizado na ideia de que uma civilização alienígena, especialmente aquela que pode captar os nossos sinais e entender de onde eles vêm, tem o potencial de ser biliões de anos mais avançada do que nós, tornando-nos um alvo fácil para derrubar ou invadir.

Perigo interno

Mas procurar vida inteligente no Universo não é a única área científica que Hawking diz ser arriscada.

Há algumas semanas, numa conferência na Universidade de Cambridge, Hawking disse que a inteligência artificial pode ser “a melhor ou a pior coisa a acontecer à Humanidade”, uma posição que outros peritos e líderes – tais como Elon Musk – também partilham.

Esse medo provém do facto de que a IA tem o poder de aprender por si mesma, tornando possível superar as nossas habilidades humanas, porque dependemos da evolução biológica – um processo lento, para dizer o mínimo – para nos tornarmos melhores.

“A Inteligência Artificial descolaria por conta própria, e redesenharia-se a um ritmo cada vez maior”, disse Hawking a Rory Cellan-Jones, da BBC.

“Os seres humanos, que são limitados pela lenta evolução biológica, não poderiam competir e seriam substituídos“, explica.

Embora todos esses avisos possam parecer um pouco exagerados, é importante pensarmos neles antes que sejamos obrigados a fazê-lo. Como diz o ditado, “é melhor prevenir do que remediar”, especialmente quando a ameaça seriam alienígenas ou robôs inteligentes prontos a dominar o mundo.

ZAP / HypeScience

PARTILHAR

12 COMENTÁRIOS

  1. Tenho certezas quanto a existência de vda fora da Terra, já fui contatado diversas vezes, e como retificação, respondo a mais de doze anos, perguntas q nunca foram respondidas. Perguntas essas respondidas sob viés científicos.

  2. Esse cidadão logicamente tem o pensamento de humanos que só pensam em dominação a qualquer preço. Não só por este pensamento mas também pelos inúmeros atos passados e atuais. Como são seres avançados escolhem os contatados. Não basta querer muito como este “cientista”.

  3. Peço desculpa a Stephen Hawking mas acho MUITO mais perigoso contactar certos humanos e humanóides que por aí andam à solta. Certamente os alienígenas são mais inteligentes, sérios, trabalhadores, honestos, etc, algo que vai faltanmdo cada vez mais no planeta Terra!
    Eu voto pelos alienígenas!

  4. O Stephen Hawking parte de um pressuposto que ocorre em todas as formas de vida que conhecemos: a sobrevivência e a necessária competição intra e interespécies. Se isto ocorre no mundo animal no planeta Terra porque razão não acontecerá a uma escala planetária?

  5. Se acontecer antes de nos aniquilarmos ou apanharmos com um rochedo espacial em cima.. na melhor das hipóteses.. vemos um flash no céu.. e game over! Não vai haver tempo para avisos.. dogmas.. ou preocupações!

    É inevitável.. e uma impossibilidade estatística! Trata-se apenas de uma questão de tempo. E já que falamos nisso… será que isto já não aconteceu antes? Sim.. aqui no sítio que chamamos “casa”? (Alguns vão perceber.. e outros criticar.. mas.. isto também não é para todos chegarem lá..)

  6. Deveriam se preocupar é com o planeta terra, matar a fome erradicar doenças. Em vez de ficar investindo no desconhecido. Deixa eles lá e se preocupem com nós humanos aqui…

RESPONDER

Garcia de Orta. Governo admite recorrer a pediatras do privado para assegurar urgência

O secretário de Estado Adjunto e da Saúde, Francisco Ramos, disse que a falta de médicos pediatras nas urgências do hospital Garcia de Orta “é uma situação que não é possível resolver de um …

Cientistas descobrem um novo benefício de tomar chá

https://vimeo.com/366605754 Se já se sabia que beber chá era bom para a nossa saúde, uma nova investigação vem confirmar ainda mais essa ideia. Cientistas encontraram no chá um novo benefício para o nosso cérebro. Várias investigações apontam …

Governo da Escócia quer novo referendo sobre independência em 2020

A ministra principal da Escócia e líder do Partido Nacionalista Escocês (SNP), Nicola Sturgeon, afirmou esta terça-feira que quer um novo referendo sobre a independência em 2020 e abrir negociações com Londres até ao fim …

As bactérias contradizem Darwin: a mais apta não sobrevive

Uma recente investigação levada a cabo pela Universidade de Copenhaga, na Dinamarca, revela que, no que diz respeito às bactérias, a "sobrevivência das mais cooperativas" excede a "sobrevivência das mais fortes". As bactérias são capazes de …

A Via Láctea roubou minúsculas galáxias à sua vizinha

Utilizando dados obtidos pelo Telescópio Gaia, os cientistas chegaram à conclusão que a Via Láctea "sequestrou" galáxias da Grande Nuvem de Magalhães, uma outra galáxia que a orbita. No nosso Universo, a regra é orbitar: a …

Pode ter sido encontrada (e ignorada) vida em Marte em 1976, defende antigo cientista da NASA

O antigo cientista da agência espacial norte-americana Gilbert V. Levin afirma que foram encontradas evidências de vida em Marte na década de 70. No entender do especialista, deviam ter sido levado a cabo mais investigações …

Era marketing. Fortnite voltou (e está diferente)

Depois de 10 temporadas, um buraco negro engoliu a ilha na qual diariamente milhões de jogadores tentavam sobreviver, matando-se uns aos outros. Durante um dia e meio, ninguém podia jogar. O susto acabou esta terça-feira, …

Cientistas determinam o que diminui a fertilidade das mulheres com o avanço da idade

Investigadores da Universidade de Copenhaga mapearam alguns dos mecanismos que podem afetar a fertilidade das mulheres desde a adolescência até a menopausa. A fertilidade natural das mulheres flutua entre altos e baixos na forma de uma …

Dono do Paris Saint-Germain quer comprar o Leeds (e torná-lo no novo Manchester City)

A Qatar Sports Investments (QSI), empresa que é detida por Nasser Al Khelaifi, quer dar o salto para o mercado inglês e adquirir o Leeds United, emblema que milita atualmente no segundo escalão. Na semana em …

Município italiano proíbe Google Maps. App faz com que muitas pessoas se "percam"

O autarca do município italiano de Baunei, na Sardenha, proibiu o uso do Google Maps na região, argumentando que "muitas" pessoas se perderam por causa de "sugestões enganosas" do serviço de localização. A informação é …