Encontro de galáxias deixa buraco negro supermassivo “quase nu”

Uma equipa de astrónomos usou a visão rádio super nítida do VLBA (Very Long Baseline Array) do NSF (National Science Foundation) e descobriu os restos de uma galáxia que passou por uma outra galáxia maior, emergindo dessa fusão um buraco negro com uma velocidade de mais de 2000 km/s.

As galáxias estão a mais de 2 mil milhões de anos-luz da Terra e o seu encontro, que ocorreu há milhões de anos atrás, retirou quase todas as estrelas e gás da galáxia mais pequena.

O que restou do “choque” entre as galáxias foi um buraco negro com apenas 3.000 anos-luz – em comparação, a nossa Via Láctea mede aproximadamente 100 mil anos-luz de diâmetro.

A descoberta foi feita como parte de um programa para detetar buracos negros supermassivos, milhares de milhões de vezes mais massivos que o Sol, que não estão no centro de galáxias.

NRAO/AUI/NSF

O buraco negro supermassivo "quase nu", conceito artístico

O buraco negro supermassivo “quase nu”, conceito artístico

“Estávamos à procura de pares de buracos negros supermassivos, com um deslocamento do centro da galáxia e sinais indicadores de uma fusão galáctica anterior,” explica James Condon, do NRAO (Observatório Nacional de Rádio-Astronomia).

“Em vez disso, encontrámos este buraco negro que estava a escapar da galáxia maior e a deixar para trás um rastro de detritos. Nunca tínhamos visto nada assim,” destaca.

As observações dos investigadores revelaram que os buracos negros supermassivos de quase todas as galáxias analisadas se encontravam no centro das mesmas.

No entanto, um objeto, num aglomerado de galáxias não encaixava nesse padrão. Estudos posteriores mostraram que o objeto, chamado B3 1715+425, é um buraco negro supermassivo rodeado por uma galáxia muito pequena – e parece estar “a fugir” de uma galáxia muito maior.

Os cientistas concluíram que o objeto é o que resta da colisão da galáxia pequena com uma ainda maior que terá “roubado” a maioria das estrelas, deixando um buraco negro supermassivo “quase nu”.

O buraco negro, dizem os especialistas, provavelmente irá perder ainda mais massa e deixará de formar novas estrelas.

“Daqui a cerca de mil milhões de anos, será provavelmente invisível,” destaca James Condon.

Segundo o investigador, podem existir muitos mais destes objetos, que têm origem em encontros galácticos, que os astrónomos não conseguiram detetar.

No entanto, os cientistas vão continuar à procura e esperam que futuras observações lhes permitam descobrir objetos semelhantes e talvez alguns dos buracos negros supermassivos binários que originalmente procuravam.

ZAP / CCVAlg

PARTILHAR

RESPONDER

Afinal, o universo pode ser 2 mil milhões de anos mais novo do que pensávamos

Novos cálculos sugerem que o universo pode ser dois mil milhões de anos mais novo do que aquilo que se pensava. Contudo, é difícil saber com exatidão a sua verdadeira idade. Os cientistas calculam a idade …

O maior vulcão de uma lua de Júpiter pode estar prestes a entrar em erupção

O maior vulcão de Io, uma das quatro grandes luas de Júpiter, pode estar prestes a explodir. Décadas de observação mostram um ciclo periódico nas erupções deste vulcão. De acordo com o Science Alert, o vulcão …

Crianças e adolescentes são quem mais consome açúcar em Portugal

Um estudo do Instituto de Saúde Pública da Universidade do Porto (ISPUP), que teve por base o Inquérito Alimentar Nacional e de Atividade Física, concluiu que as crianças e os adolescentes são quem mais consome …

A Rússia já sabe como apareceu a fissura na nave Soyuz (mas não revela)

A Corporação Espacial Estatal da Rússia, Roscosmos, já sabe qual é a origem da fissura encontrada há um ano na nave Soyuz MS-09, acoplada à Estação Espacial internacional. Mas não revelará mais informações. "O buraco foi …

SIVRAC, a bicicleta elétrica que se dobra em apenas um segundo

Com um quadro em forma de "X" e dobrável num estalar de dedos, a nova SIVRAC promete ser uma solução prática para quem viaja, por exemplo, de bicicleta para o trabalho. A bicicleta é um …

Porto 2-1 Young Boys | Dragão de duas faces com estreia feliz

O FC Porto entrou na Liga Europa com o pé direito, ao vencer o Young Boys por 2-1, no Estádio do Dragão. Uma primeira parte de enorme qualidade, na qual os suíços só por uma …

Dois turistas foram apanhados a nadar nus em Veneza. Vão pagar 3 mil euros cada um

Os homens checos estavam em Itália para apoiar a sua equipa de futebol - o Slavia de Praga que jogou contra o Inter em Milão -. Os dois visitantes, em Veneza, decidiram dar um mergulho. Um …

Voar sobre as águas do Sena. Paris testa "bolha do mar", um barco-táxi amigo do ambiente

Paris está a testar um novo meio de transporte mais amigo do ambiente: um barco-táxi ecológico que desliza nas águas do rio Sena. Esta semana, o sea bubble (bolha do mar) está em testes no rio …

Há uma "Matilde" na Bélgica que também precisa do medicamento mais caro do mundo

Mais de 950 mil belgas responderam ao apelo de um casal, que precisava de reunir 1,9 milhões de euros para comprar o medicamento mais caro do mundo para a filha. Pia, de nove meses, sofre de …

System of a Down confirmados no festival VOA, no Estádio Nacional

Os System of a Down são a primeira grande confirmação do VOA - Heavy Rock Festival, que em 2020 se realiza a 2 e 3 de julho no Estádio Nacional. De acordo com a Blitz, este …