Encontro de galáxias deixa buraco negro supermassivo “quase nu”

Uma equipa de astrónomos usou a visão rádio super nítida do VLBA (Very Long Baseline Array) do NSF (National Science Foundation) e descobriu os restos de uma galáxia que passou por uma outra galáxia maior, emergindo dessa fusão um buraco negro com uma velocidade de mais de 2000 km/s.

As galáxias estão a mais de 2 mil milhões de anos-luz da Terra e o seu encontro, que ocorreu há milhões de anos atrás, retirou quase todas as estrelas e gás da galáxia mais pequena.

O que restou do “choque” entre as galáxias foi um buraco negro com apenas 3.000 anos-luz – em comparação, a nossa Via Láctea mede aproximadamente 100 mil anos-luz de diâmetro.

A descoberta foi feita como parte de um programa para detetar buracos negros supermassivos, milhares de milhões de vezes mais massivos que o Sol, que não estão no centro de galáxias.

NRAO/AUI/NSF

O buraco negro supermassivo "quase nu", conceito artístico

O buraco negro supermassivo “quase nu”, conceito artístico

“Estávamos à procura de pares de buracos negros supermassivos, com um deslocamento do centro da galáxia e sinais indicadores de uma fusão galáctica anterior,” explica James Condon, do NRAO (Observatório Nacional de Rádio-Astronomia).

“Em vez disso, encontrámos este buraco negro que estava a escapar da galáxia maior e a deixar para trás um rastro de detritos. Nunca tínhamos visto nada assim,” destaca.

As observações dos investigadores revelaram que os buracos negros supermassivos de quase todas as galáxias analisadas se encontravam no centro das mesmas.

No entanto, um objeto, num aglomerado de galáxias não encaixava nesse padrão. Estudos posteriores mostraram que o objeto, chamado B3 1715+425, é um buraco negro supermassivo rodeado por uma galáxia muito pequena – e parece estar “a fugir” de uma galáxia muito maior.

Os cientistas concluíram que o objeto é o que resta da colisão da galáxia pequena com uma ainda maior que terá “roubado” a maioria das estrelas, deixando um buraco negro supermassivo “quase nu”.

O buraco negro, dizem os especialistas, provavelmente irá perder ainda mais massa e deixará de formar novas estrelas.

“Daqui a cerca de mil milhões de anos, será provavelmente invisível,” destaca James Condon.

Segundo o investigador, podem existir muitos mais destes objetos, que têm origem em encontros galácticos, que os astrónomos não conseguiram detetar.

No entanto, os cientistas vão continuar à procura e esperam que futuras observações lhes permitam descobrir objetos semelhantes e talvez alguns dos buracos negros supermassivos binários que originalmente procuravam.

ZAP / CCVAlg

PARTILHAR

RESPONDER

Os Simpsons podem ter previsto o surto do novo coronavírus da China

A série de televisão animada "Os Simpsons" é conhecida por ter feito profecias que, com o passar do tempo, se tornaram mesmo realidade. Agora, os fãs do programa parecem ter encontrado um episódio que prediz …

Identificada nova espécie de dinossauro que viveu há mais de 150 milhões de anos

Paleontólogos identificaram, nos Estados Unidos, uma nova espécie de dinossauro do género dos alossauros, que viveu há mais de 150 milhões de anos. A espécie, que tem o nome de Allosaurus jimmadseni, foi identificada a partir …

Escorpião com 436 milhões de anos foi dos primeiros animais a pisar a Terra

Cientistas descobriram um escorpião com 436 milhões de anos que terá sido um dos primeiros animais da Terra a migrar dos habitats aquáticos para os terrestres. Foram encontrados dois fósseis da espécie num antigo mar tropical …

Bruno de Carvalho disposto a liderar SAD do Sporting com Varandas

O ex-presidente do Sporting admitiu, esta sexta-feira, estar disposto a liderar a SAD do clube, mesmo com Frederico Varandas como presidente. No seu comentário semanal na Rádio Estádio, Bruno de Carvalho disse estar disposto a regressar …

A Inteligência Artificial teria resolvido o mistério da fuga de Alcatraz

Um programa de Inteligência Artificial (IA) poderia ter resolvido o mistério da fuga dos irmãos irmãos John e Clarence Anglin e Frank Morris da prisão de Alcatraz, que foi considerada uma das mais seguras dos …

Mais de 30 militares dos EUA ficaram com lesões cerebrais após ataque iraniano

Mais de 30 militares norte-americanos ficaram com lesões cerebrais traumáticas na sequência do ataque iraniano na base militar de Ain al-Assad, no Iraque. 34 militares norte-americanos ficaram com lesões cerebrais traumáticas na sequência do ataque levado …

Homem que torturou suspeitos de planear o 11 de setembro diz que o voltaria a fazer

James Mitchell torturou os cinco suspeitos de terem planeado o ataque de 11 de setembro de 2001. Em tribunal, disse que não tem remorsos e que o voltaria a fazer. James Mitchell foi o psicólogo responsável …

Belenenses e Belenenses SAD chegam a acordo para suspender ações judiciais

A Federação Portuguesa de Futebol (FPF) anunciou, esta sexta-feira, que foi alcançada uma suspensão das ações judiciais entre o Belenenses e a Belenenses SAD. Em comunicado publicado na sua página oficial, a FPF informou que o …

Amazon quer que os clientes paguem com as mãos

A gigante tecnológica Amazon quer que os  clientes comprem e efetuem o pagamento com um aceno da mão em vez de passar um cartão numa máquina. De acordo com o Wall Street Journal, que cita fontes …

59 autarcas constituídos arguidos na Operação Éter

O Ministério Público constituiu 74 arguidos, 59 dos quais autarcas e ex-autarcas de 47 câmaras do Norte e Centro, no processo da investigação às Lojas Interativas da Turismo do Porto e Norte, realizada no âmbito …