Encontrada caverna gigante e inexplorada no Canadá

Uma caverna enorme foi descoberta e, apesar da enorme escala da gruta, os investigadores sugerem que foi vista por humanos antes.

Apelidado de “Sarlacc Pit”, a caverna gigante – escondida no terreno acidentado do Wells Gray Provincial Park, na Colúmbia Britânica – é inacreditável, segundo os exploradores.

“A minha reação imediata foi de que era impossível haver uma caverna ali”, disse a geocientista Catherine Hickson, que realizou uma expedição ao local em setembro. “É enorme. Quando a vimos pela primeira vez, engasgámo-nos porque é um enorme buraco no chão”.

A caverna gigante foi vista pela primeira vez de helicóptero em abril, durante um voo de contagem de renas – uma descoberta que os investigadores agora descrevem como “uma caverna com significado nacional. Uma grande descoberta no oeste do Canadá”.

O que é mais notável é que este vazio gigante conseguiu escapar da deteção – um resultado aparentemente improvável para uma boca cavernosa que mede cerca de 100 metros de comprimento por 60 metros de largura.

Quem for suficientemente ousado para se aproximar do perímetro da caverna e olhar para o abismo – como o topógrafo e espeleólogo John Pollack fez durante a expedição de setembro – o verdadeiro tamanho da caverna torna-se aparente. “Estive em algumas das maiores cavernas do mundo, e esta coisa tem uma entrada que é realmente imensa, e não apenas pelos padrões canadenses”, disse Pollack.

“Quando se está parado na entrada, a olhar para baixo, a linha de visão é de quase 183 metros. Não se tem linhas de visão de 183 metros em cavernas canadenses. A escala desta caverna é enorme e a maior no Canadá“.

Catherine Hickson

De acordo com Hickson – cuja empresa financiou a expedição inicial – o local no Parque Provincial Wells Gray onde a caverna está localizada teria estado enterrada na neve durante todo o ano, talvez entre 20 e 50 anos atrás.

Por causa disso, e da sua posição extremamente remota e de difícil acesso – a investigadora supõe que, provavelmente, encontrar no início deste ano terá sido a primeira vez que os humanos puseram os olhos na caverna gigante.

Para descobrir mais sobre a caverna e a sua história, a equipa está a consultar as comunidades locais para ver se a caverna existe dentro dos registos indígenas. Parece não haver nenhuma menção em nenhum lugar que os cientistas tenham verificado – algo que faz a hipótese da cobertura de neve parecer mais uma aposta certa.

“A entrada é suficientemente notável para que a tentativa de descida tenha sido descrita por montanhistas, espeleólogos ou funcionários do parque se tivesse sido encontrada nos últimos 40 ou 50 anos”, disse Pollack. “Não existe tal relato em literatura sobre cavernas ou montanhismo”.

Os investigadores estimam que o aumento constante do derretimento de gelo – até 15 metros cúbicos de água por segundo, que percorre um dos lados da abertura da caverna – ajudou a formar a estrutura natural. Esta cascata tornou-se um rio subterrâneo que emerge a cerca de dois quilómetros de distância.

Catherine Hickson

“Mesmo hoje em dia, quando pensamos que sabemos tudo e explorámos todos os lugares, podemos-nos surpreender“, disse Hickson.

A localização exata da caverna não foi revelada, numa tentativa de ajudar a proteger o seu ambiente natural. Investigações futuras – planeadas para uma expedição maior prevista para 2020 – poderão confirmar mais detalhes sobre a caverna.

PARTILHAR

RESPONDER

Voar nunca foi tão seguro, garante a Estatística

Voar em companhias áreas comerciais nunca foi tão seguro, garante um estudo levado a cabo por um professor do Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT) que monitoriza o número de mortes de passageiros de todo o …

Coronavírus já provocou 56 mortes. China começa a desenvolver vacina

China começou a desenvolver uma vacina contra o novo coronavírus, que já provocou a morte a 56 pessoas e infetou 1.975 pessoas no país, informa este domingo o jornal oficial do Partido Comunista Chinês (PCC). De …

Portugueses vencem "Óscares" de animação em Los Angeles

O filme “Tio Tomás, A Contabilidade dos Dias” da realizadora portuguesa Regina Pessoa, venceu este domingo o prémio de Melhor Curta Metragem e Sérgio Martins venceu a Melhor Direção de Animação em Longa Metragem, pelo …

Juiz Neto de Moura muda nome com que assina acórdãos

O juiz Neto de Moura, envolvido em algumas decisões polémicas sobre violência doméstica, alterou o nome com que assina os acórdãos, avança o Jornal de Notícias na sua edição impressa deste domingo. De acordo com …

Violenta tempestade faz pelo menos 30 mortos em Minas Gerais

A violenta tempestade que desde quinta-feira assola o estado de Minas Gerais, sudeste do Brasil, já provocou pelo menos 30 mortos e 17 desaparecidos, anunciou este domingo a Proteção Civil. De acordo com o novo balanço, …

Descobertas quatro novas espécies de tubarões que caminham

Foram descobertas quatro novas espécies de tubarões que caminham usando as suas barbatanas. Ao todo são já conhecidas nove espécies deste tipo de tubarões. Investigadores encontraram tubarões que caminham nas águas do norte da Austrália e …

Caso suspeito de infeção por coronavírus em Portugal deu negativo

A Direção-Geral da Saúde (DGS) informou este domingo que o primeiro caso suspeita de coronavírus em Portugal, com um paciente sob observação no Hospital de Curry Cabral, em Lisboa, deu negativo após  análises. "A Direção-Geral da …

Francisco Rodrigues dos Santos é o novo líder do CDS

A moção de estratégia de Francisco Rodrigues dos Santos, sob o título "Voltar a Acreditar", foi a mais votada na madrugada domingo no 28.º congresso do CDS, em Aveiro, avançaram à agência Lusa fontes partidárias. A …

Cientistas descobrem proteína capaz de imitar os efeitos do exercício físico

A proteína, chamada de Sestrin, é capaz de proporcionar benefícios musculares muito semelhantes aos da prática de exercício físico. Um grupo de cientistas da Universidade de Medicina do Michigan, nos Estados Unidos, descobriu uma proteína …

Inscrição hebraica com 2.800 anos revela antigo nome bíblico

Uma equipa de arqueólogos encontrou um jarro com 2.8000 anos com a inscrição em hebraico "Benayo" no sítio arqueológico de Abel Beth Maacah, no norte de Israel, local várias vezes mencionado na Bíblia Hebraica.  De …