Empresários espanhóis querem que Pedro Sánchez governe sozinho

socialistasvascos / Flickr

Pedro Sánchez, líder do PSOE e primeiro-ministro de Espanha

A Confederação de Organizações Empresariais apelou ao sentido de Estado e pediu que o Partido Popular (PP) e o Ciudadanos se abstenham para que Pedro Sánchez, do PSOE, governe sozinho.

“O jogo da vida política espanhola será nos próximos tempos uma incógnita e tempo de procurar acordos para formar governo”, depois de o PSOE ter vencido as eleições espanholas deste domingo sem maioria absoluta, avançou o Observador nesta terça-feira.

O futuro político em Espanha demorará, por isso, alguns meses até deixar de estar na indefinição, o que é motivo de preocupação por parte dos empresários, que temem um possível governo de esquerda.

Para a Confederação Espanhola de Organizações Empresariais (CEOE), citada pelo El Confidencial, o cenário ideal para os patrões seria uma coligação de governo entre o socialista Pedro Sánchez e o líder do Ciudadanos, Albert Rivera. Porém, um acordo entre os dois partidos não é suficiente para uma maioria de governo.

Por esse motivo, o presidente da CEOE, Antonio Garamendi, apelou a que o Ciudadanos e o PP se abstenham no Parlamento espanhol, para permitir um governo de uma única cor: a dos socialistas do PSOE. Em troca, o partido vencedor das últimas eleições em Espanha deve comprometer-se com uma legislatura moderada e responsável.

Ao El Confidencial, afirmou que “faz sentido” que o PP e o Ciudadanos permitam que o PSOE governe sozinho — seria, aliás, “o melhor para o país”.

“Exigir a [Albert] Rivera que, sozinho, permita a investidura de [Pedro] Sánchez é demais, seria pedir-lhe para se queimar, por isso faz sentido um ‘pacto à Alemanha’, em que PP e Ciudadanos permitam que o PSOE governe sozinho”, explicou. Esta seria a solução para que Pedro Sánchez governasse sem atender às “contínuas exigências” do Podemos, de Pablo Iglesias.

GUE-NGL / Flickr

Pablo Iglesias, líder do partido espanhol Podemos

O presidente da confederação dos empresários espanhóis apelou, assim, ao sentido de Estado e quer uma legislatura de moderação, idealmente um governo de centro-esquerda.

“Se o Podemos fizer parte do próximo governo, respeitaríamos” esse cenário, admitiu, pese embora tenha reconhecido que seria uma notícia “perigosa” para a “moderação” exigida pelos empresários.

“Moderação” mas também “diálogo social”, pediu Antonio Garamendi. “O diálogo social é importante, mas tem de ser com lealdade institucional e sentido de Estado”, sublinhou.

Depois das eleições espanholas deste domingo, que fizeram do PSOE vencedor, com quase 7,5 milhões de votos e 123 deputados eleitos, os empresários têm vindo a reiterar que é necessário, acima de tudo, um governo estável e com capacidade de realizar as reformas necessárias no país.

Ao El Confidencial, o presidente da Confederação Espanhola de Comércio (CEC), Manuel García-Izquierdo, frisou que “o fundamental é ter um governo estável o mais rápido possível para reativar todas as medidas em que estava a trabalhar”.

De acordo com o diário espanhol, quase todos os empresários consultados estão satisfeitos com o trabalho do PSOE em áreas como o comércio ou a agricultura. Também o setor financeiro apela a “estabilidade” no futuro da política espanhola.

TP, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

A Bugatti está a vender um carro elétrico "para crianças". Chama-se Baby II e custa 30 mil euros

A Bugatti e a Little Car Company, sediada em Londres, uniram-se para criar 500 Bugattis elétricos em miniatura para crianças. Agora, fruto dos desenvolvimentos mundiais, alguns veículos ficaram disponíveis para compra. O mais recente brinquedo da …

50 anos de monarquia e uma guerra de dias. A pandemia "matou" a micronação mais antiga da Austrália

O reinado de 50 anos de uma micronação na Austrália chegou ao fim devido ao impacto económico da pandemia de covid-19, que fez com que o autodeclarado principado se rendesse ao país. Hutt River, um principado …

NASA vai rebatizar planetas e outros corpos celestes com nomes ofensivos

A agência espacial norte-americana (NASA) anunciou que vai rebatizar alguns planetas, galáxias e outros corpos celestes que possuem nomes "ofensivos". Em comunicado publicado esta quinta-feira, a NASA explica que vai abandonar os nomes "não-oficiais" a …

O maior parque de crocodilos da Índia está à beira da falência. Abriga mais de 2.000 animais

O maior parque de crocodilos da Índia, localizado perto da cidade de Chennai, no sul do país asiático, encontra-se à beira da falência depois de a pandemia de covid-19 ter obrigado a fechar o espaço …

Campanha científica acrescenta mais de 37 mil quilómetros quadrados ao mapa do mar português

A campanha científica que o navio hidro-oceanográfico D. Carlos I da Marinha Portuguesa realizou durante nove semanas nos Açores, para levantamentos hidrográficos, permitiu “acrescentar cerca de 37.500 quilómetros quadrados sondados ao mapeamento do mar português”. Numa …

Apesar dos alertas, houve quem plantasse as sementes misteriosas da China (e já começaram a crescer)

Durante as últimas semanas, pessoas em todo o mundo têm recebido, sem ter encomendado, nas suas caixas de correio sementes com origem na China. Apesar dos avisos em contrário, houve quem plantasse os misteriosos presentes. As …

Marcelo veta redução de debates sobre a Europa. Não foi uma "solução feliz"

O Presidente da República vetou esta segunda-feira a redução do número de debates em plenário para o acompanhamento do processo de construção europeia de seis para dois por ano, defendendo que não foi uma “solução …

Boris Johnson admite alargar quarentena a mais países

O primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, admitiu esta segunda-feira alargar o sistema de quarentena a pessoas que cheguem de países atualmente isentos para reduzir o risco de infeção com a doença covid-19 no Reino Unido. "No contexto …

Novo lay-off. Ajuda da Segurança Social para pagar subsídios de Natal pode chegar só em 2021

O apoio ao pagamento do subsídio de Natal previsto pelo Governo para apoiar as empresas no âmbito do novo regime de lay-off, que entrou em vigor em agosto, poderá só ser pago pela Segurança Social …

Trump abandona conferência de imprensa após ser confrontado por jornalista com mentira que disse 150 vezes

O Presidente norte-americano abandonou uma conferência de imprensa, este sábado, depois de ter sido confrontado por uma jornalista com uma mentira que já terá dito mais de 150 vezes sobre cuidados de saúde para os …