Eis o “Dragão Frio dos Ventos do Norte”, o maior pterossauro que voava pelos céus do Canadá

David Maas

Ilustração artística de um Cryodrakon boreas

Há milhões de anos, um réptil tão grande como um avião voava sobre o que é hoje o Canadá. Esta espécie gigante – parte do grupo dos azhdarchidae – tem, finalmente, um nome: Cryodrakon boreas, que significa “dragão frio dos ventos do norte”.

Acreditava-se que os fósseis do Cryodrakon boreas, encontrados há décadas, pertencessem a outro azhdarchidae da América do Norte: Quetzalcoatlus, um dos maiores animais voadores conhecidos.

Porém, a descoberta de mais fósseis nos últimos anos levou à descoberta de que representavam, na verdade, uma nova espécie – e a primeira nova espécie de pterossauro gigante encontrada no Canadá.

Com base no tamanho de um enorme osso do pescoço que se acredita pertencer a um animal adulto, o pterossauro rterá tido uma envergadura que se estende por cerca de dez metros de ponta a ponta, tornando-o comparável em tamanho ao seu monstruoso primo azhdarchid Quetzalcoatlus.

Todos os fósseis do Cryodrakon vieram do Parque Provincial de Dinosaur, em Alberta, e datam de há aproximadamente 77 a 74 milhões de anos, durante o período Cretáceo, segundo o estudo, que foi publicado este mês na revista especializada Journal of the Vertebrate Paleontology.

Os azhdarchids viviam em todos os continentes, exceto na Antártica e na Austrália, e são conhecidos por terem cabeças superdimensionadas, pescoços longos, pernas longas e pés grandes, segundo disse o principal autor do estudo, David Hone, diretor do programa de biologia da Universidade Queen Mary. Mas, apesar do tamanho maciço deste grupo, restam poucos fósseis dos gigantes voadores, disse Hone ao portal Live Science.

Os fósseis são tipicamente preservados quando restos de animais são enterrados em camadas de sedimentos e “trancados” longe de bactérias que decompõem a matéria orgânica. Muitos dos restos mais bem preservados de há milhões de anos pertenciam a animais que viviam perto de mares ou rios – e os pterossauros da época viviam principalmente no interior.

“Os seus ossos são incrivelmente finos, por isso são muito raros”, acrescentou. “Temos sorte de termos tanto material bom”.

O paleoartista David Maas ilustrou o pterossauro com um padrão distinto de vermelho e branco que provavelmente será imediatamente reconhecido por qualquer canadiano. Visto de cima com as asas abertas, as marcas nas costas e nas pontas das asas de Cryodrakon assemelham-se à bandeira do Canadá. “Foi uma escolha artística divertida, porque não há evidências fossilizadas sobre as cores e padrões do animal”, explicou Hone.

David Maas

Em termos de habitat e estilo de vida, o Cryodrakon terá vivido num ambiente tropical, deliciando-se com pequenos dinossauros, lagartos e mamíferos. Grandes tiranossauros e até crocodilos podem ter caçado Cryodrakon, mas não há evidências diretas disso, sublinha o Gizmodo.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Fernando Pimenta é campeão do mundo em K1 1.000 (e aponta a "mais medalhas" do que os golos de Ronaldo)

O canoísta Fernando Pimenta sagrou-se campeão mundial de K1 1.000 metros, ao bater o húngaro Balint Kopasz na final, nos Mundiais de Copenhaga, aumentando para dois os pódios de Portugal na Dinamarca. Na pista quatro, Pimenta …

MNE garante que todos os afegãos que trabalharam com o Exército português foram retirados do país

O ministro dos Negócios Estrangeiros garantiu esta sexta-feira que o Governo apoiou a retirada de todos os afegãos que trabalharam com as forças portuguesas no Afeganistão, reconhecendo ser "provável" alguns não terem respondido aos contactos. "Nós …

"Não quero ser arrogante: o melhor médio da Premier League sou eu"

Yves Bissouma joga no Brighton e tem despertado o interesse de clubes ingleses de outro nível. Cresceu no Mali ao serviço do Majestic SC, passou pelo AS Real Bamako antes de rumar à Europa. Começou por …

Tratamento inovador para cancro pesa nos orçamentos do IPO de Porto e Lisboa

Os custos associados ao tratamento de cancros do sangue com células CAR-T estão a ser suportados apenas pelos hospitais autorizados a aplicá-la, no caso, os IPO do Porto e de Lisboa. De acordo com o Jornal …

Gravuras descobertas no Tibete são as mais antigas da arte pré-histórica. Foram feitas por crianças

Uma equipa encontrou antigas pegadas e marcas de mãos feitas por crianças no planalto tibetano. Esta descoberta traz novos detalhes sobre a presença humana no local. O estudo, publicado na revista Science Direct, revela que estes …

Comissão nos EUA desaconselha terceira dose da Pfizer a maiores de 16 anos

Uma comissão consultiva da agência reguladora dos EUA para os medicamentos e a alimentação (FDA, na sigla em inglês) pronunciou-se esta sexta-feira contra a aplicação de uma terceira dose da vacina Pfizer contra a covid-19 …

Santos Silva quer preços da eletricidade na agenda da UE

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, defendeu esta sexta-feira que a União Europeia (UE) tem de colocar em agenda o problema do aumento dos preços da eletricidade no continente, alertando que a reação …

Já há uma calculadora que prevê o risco de se ser infetado com covid-19 (em diversos cenários)

Já existe uma ferramenta online que calcula o risco de se ser infetado com covid-19. Chama-se microCOVID, baseia-se em dados recentes, analisa diferentes cenários e foi desenvolvida por um grupo de amigos. Numa altura em que …

Alargamento de teletrabalho não deve abranger empresas de menor dimensão

O Governo defendeu esta sexta-feira, na Concertação Social, que "as empresas de menor dimensão" devem ficar excluídas da medida que prevê o alargamento do teletrabalho a pais com filhos menores de oito anos, sempre que …

Costa acusa oposição de “absoluta impreparação” por não saber o que é o PRR

O secretário-geral do PS, António Costa, acusou esta sexta-feira a oposição de “absoluta impreparação” por não saber o que é o PRR, nem a “missão patriótica” que consiste em pô-lo “em marcha para o bem …