EDP: lucros de 657 milhões de euros (mas vai distribuir 750 milhões pelos accionistas)

1

Empresa viu os seus lucros descerem 18% ao longo do ano passado. Mas manterá o dividendo de 0,19 euros por acção.

Os lucros da Energias de Portugal (EDP) caíram 18% ao longo do ano passado. Do resultado líquido de 801 milhões de euros, em 2020, os lucros caíram para 657 milhões de euros, em 2021.

Esta quebra deve-se, segundo o comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários, a uma penalização “por efeitos não recorrentes de €169M em 2021, incluindo imparidades associadas ao portfolio de centrais térmicas no mercado Ibérico”.

No entanto, essa descida não vai impedir a empresa de manter o dividendo de 0,19 euros por acção.

De acordo com o portal Eco, a EDP vai distribuir mais de 750 milhões de euros pelos accionistas – mais 93 milhões do que os lucros conseguidos no ano passado.

O resultado líquido recorrente, que exclui efeitos extraordinários, aumentou 6%, fixando-se em 826 milhões de euros.

O investimento bruto foi de 3,9 mil milhões de euros; 95% desse valor foi investido em energias renováveis e em redes de electricidade.

O montante de lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização (EBIDTA) recorrente cresceu 7%, até aos 3.735 milhões de euros. O EBITDA consolidado desceu 6%, para 3.723 milhões de euros.

A dívida líquida baixou 6% para 11.6 mil milhões de euros, o valor mais baixo desde 2008.

  Nuno Teixeira da Silva, ZAP //

1 Comment

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.