Dora pintou de branco vários pontos do país. Houve escolas fechadas e estradas encerradas

Pedro Sarmento Costa / Lusa

A depressão Dora, que esta sexta-feira começou a assolar Portugal, pintou vários pontos do país de branco, obrigando ao encerramento de escolas e estradas.

A Proteção Civil registou, entre as 00:00 e as 12:00 desta sexta-feira, 144 ocorrências, a maioria relacionadas com a queda de árvores e neve, na sequência da passagem da depressão Dora, que está a afetar Portugal continental.

Em declarações à agência Lusa, o comandante da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC) Carlos Pereira avançou que, das 144 ocorrências, 68 foram relacionadas com queda de árvores e 48 de desobstrução de vias devido à neve.

Os distritos mais afetados foram Vila Real, Viseu, Coimbra e Leiria.

A maior parte das ocorrências registaram-se entre as 09:00 e as 12:00, hora em que “as pessoas começaram a sair de casa” e a ir para o trabalho.

Até às 09:00, a Proteção Civil tinha registo de 44 ocorrências, a maioria também relacionadas com a queda de árvores e de neve.

Segundo Carlos Pereira, nas últimas horas a situação tem estabilizado e “pouco mais tem havido”. O comandante notou também que as estradas de acesso ao maciço central da Serra da Estrela continuam encerradas devido à queda de neve.

Por precaução e devido à neve, as escolas ficaram fechadas em Montalegre e Vila Pouca de Aguiar e, em concelhos como Boticas e Valpaços, alguns transportes escolares provenientes das zonas mais altas não se realizaram.

A região Norte foi a mais afetada pela passagem da depressão Dora, segundo o Público.

O mau tempo que se vai fazer sentir no continente pelo menos até sábado surge na sequência da passagem em Portugal continental da depressão Dora, que trouxe vento forte, precipitação, neve e descida da temperatura.

Desagravamento de condições no final de sábado

A s condições meteorológicas adversas devido à passagem da depressão Dora devem manter-se por mais 24 horas, confirmou o novo comandante da Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil (ANEPC), André Fernandes, que tomou esta sexta-feira posse.

“Mantemo-nos em estreita articulação com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), mas prevê-se que esta situação demorará mais 24 horas, com desagravamento no final do dia de amanhã [sábado]”, afirmou André Fernandes, assinalando a “relativa calma” do ponto de situação sobre os efeitos da depressão Dora em Portugal continental.

Em declarações aos jornalistas após a cerimónia, na qual esteve presente a secretária de Estado da Administração Interna, Patrícia Gaspar, o dirigente recém-empossado circunscreveu um impacto significativo do mau tempo a algumas regiões, com especial enfoque no Norte e nas terras altas.

“Apenas algumas regiões do Norte, nomeadamente as regiões de Peneda-Perês, Estrela e o distrito de Viseu, têm alguma neve e a afetação normal neste tipo de situações. Há alguma queda de árvores, mas, do ponto de vista geral, estamos a acompanhar a situação e não há nada digno de registo”, sintetizou.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Cientistas encontram galáxias massivas primitivas "sem combustível"

As primeiras galáxias massivas - aquelas que se formaram nos três mil milhões de anos após o Big Bang - deveriam conter grandes quantidades de gás hidrogénio frio, o combustível necessário para fabricar estrelas. Contudo, os …

Cientistas criam frango impresso em 3D (e que é cozinhado através de lasers)

Uma equipa de engenheiros da Universidade de Columbia mostrou que diferentes tipos de lasers podem ser usados ​​para cozinhar frango impresso em 3D. De acordo com um comunicado de imprensa, o frango impresso a 3D passou …

"Contra tudo e contra todos". Moedas fez história em Lisboa

O cabeça de lista da coligação PSD/CDS-PP/MPT/PPM/Aliança à Câmara de Lisboa, Carlos Moedas, afirmou hoje ter vencido “contra tudo e contra todos”, porque “a democracia não tem dono”, agradeceu o “voto de confiança” e comprometeu-se …

Ventura admite que “vitória não foi total” ao falhar objetivo de ficar em terceiro

O líder do Chega admitiu hoje que a “vitória não foi total” nas autárquicas de domingo, ao falhar o objetivo de ser a terceira força política, mas defendeu que se “fez história” em Portugal, recusando …

Liveblog Autárquicas. Carlos Moedas ganha Lisboa

Realizam-se este domingo Eleições Autárquicas em Portugal, nas quais está em jogo a eleição de 308 presidentes de câmaras municipais, os seus vereadores e assembleias municipais, bem como 3091 assembleias de freguesia. Acompanhe tudo no …

Contra a "vigarice" das sondagens, "o PSD teve um excelente resultado"

O PSD conseguiu todos os objectivos a que se propôs nestas eleições autárquicas, segundo Rui Rio. O presidente do PSD considera que o partido teve "um excelente resultado" contra a "vigarice" das sondagens e "contra …

Medina assume derrota em Lisboa. "É uma indiscutível vitória de Carlos Moedas"

Fernando Medina acaba de assumir a derrota nas eleições autárquicas, felicitando Carlos Moedas pela vitória na Câmara de Lisboa. "É uma indiscutível vitória pessoal e política de Carlos Moedas", sublinha Medina. "Foi um privilégio servir esta …

Costa: "PS continua a ser o maior partido autárquico nacional"

António Costa canta vitória nas eleições autárquicas, apesar de ainda não se conhecerem os resultados finais de Lisboa, Sintra e Loures. Para o secretário-geral socialista, não há dúvida de que o "PS continua a ser …

O "primeiro amarelo" para Costa e o "CDS superou todos os objectivos"

"O CDS superou todos os objectivos a que se propôs nestas autárquicas". É assim que Francisco Rodrigues dos Santos, líder do CDS-PP, canta vitória, considerando que António Costa "viu o seu primeiro cartão amarelo". Na reacção …

Pegadas provam que as Américas foram povoadas milhares de anos antes do que pensávamos

Investigadores descobriram evidências da presença de humanos nas Américas: pegadas com, pelo menos, cerca de 23.000 anos. A nossa espécie começou a migrar para fora de África há cerca de 100.000 anos. Além da Antártida, as …