Dois satélites “reformados” podem estar prestes a colidir na órbita da Terra

Dois satélites desativados passarão muito próximos um do outro em 29 de janeiro e, de acordo com a empresa de rastreamento de satélites LeoLabs Inc, há uma probabilidade de 1 em 100 de colidirem.

Embora a colisão não seja uma ameaça para os seres humanos na Terra, este tipo de eventos está a exacerbar o risco de detritos perigosos atingirem embarcações tripuladas e satélites importantes.

Um dos satélites em questão é o satélite astronómico infravermelho (IRAS) desativado, o primeiro telescópio infravermelho a realizar uma pesquisa em todo o céu, que operou durante 10 meses em 1983. É o mais pesado dos dois, com 3,6 metros de comprimento por 3,24 metros de largura por 2,05 metros de alturae pesando um pouco mais de uma tonelada. O outro objeto é o GGSE-4, um satélite científico desativado de 4,5 quilogramas que foi lançado em 1967.

De acordo com a LeoLabs, às 23h39 de Lisboa, os dois satélites chegarão a uma distância aproximada de 15 a 30 metros, aproximadamente 900 quilómetros sobre a cidade de Pittsburgh, Pensilvânia, nos Estados UNidos. Dado que os dois satélites já não estão em operação, não é possível corrigir a sua órbita e colocá-los num curso mais seguro.

“Estas colisões aconteceram no passado, com certeza. O mais interessante é que a passagem estimada entre 15 e 30 metros é incrivelmente próximo”, disse Alice Gorman, arqueóloga espacial da Universidade Flinders, em declarações ao ScienceAlert.

“As naves espaciais adotaram manobras evasivas para evitar coisas que estão apenas a 60 quilómetros. Portanto, este é um encontro muito, muito próximo. E se isso realmente acontecer, potencialmente uma grande quantidade de detritos será criados. Eu diria que esta é uma das colisões mais perigosas possíveis que já vimos há algum tempo”, continuou Gorman.

A principal preocupação quando ocorre uma colisão é estarmos próximos da formação da Síndrome de Kessler. Este é um cenário teórico que postula colisões entre detritos espaciais, que causam mais detritos espaciais. E, se a densidade dos objetos for suficientemente alta, poderão criar ainda mais colisões, eventualmente tornando as faixas orbitais difíceis de usar ou passar durante várias gerações.

Atualmente, existem mais de 100 milhões de detritos a orbitar o Espaço que são um risco para satélites e astronautas. Há restos de foguetes usados, fragmentos de satélite, uma câmara perdida e até uma espátula. A maioria dos detritos está a mover-se a, pelo menos, cerca de oito quilómetros por segundo.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Equipa de campanha de Trump processa The New York Times por difamação

A equipa de campanha de Donald Trump processou o The New York Times. Em causa está um artigo publicado em março do ano passado. A equipa de campanha de Donald Trump alega que o jornal publicou, …

Enfermeiros que deixem de ser chefes regressam ao início da carreira

Há enfermeiros que regressaram ao início de carreira depois de terem abandonado as suas funções de chefia, revela o jornal Público. Tal como escreve o matutino, que avança a notícia esta quinta-feira, para que estes …

"Ronaldo foi abandonado pela equipa". Imprensa italiana arrasa Juve e elogia CR7

O Lyon tirou partido do fator casa e surpreendeu a octocampeã italiana, Juventus, em França, e ganhou esta quarta-feira uma vantagem importante - embora ténue - na eliminatória com os bianconeri para a Liga dos …

Costa desaconselha viagens de finalistas. Associação de pais diz que "não vale o risco"

O primeiro-ministro, António Costa, admitiu esta quinta-feira que Portugal acabará por ter casos de coronavírus "mais cedo ou mais tarde". No entender líder do Executivo, que falava aos jornalistas em Bragança à margem da primeira …

Esquerda está contra, PSD não dá a mão. Montijo está em risco (mas "não há drama")

O ministro das Infraestruturas e Habitação, Pedro Nuno Santos, vai respeitar a decisão da maioria do Parlamento. "Acataremos, não há drama". Esta quarta-feira, Pedro Nuno Santos respondeu às críticas da esquerda acerca da vontade do Governo …

Reino Unido admite abandonar negociações com a União Europeia

O Governo britânico admite abandonar as negociações com a União Europeia (UE) para um acordo pós-Brexit se não houver progressos até junho, refere um documento publicado esta quinta-feira com a posição do Reino Unido. Num documento …

Bancos avisam: Proibir comissões vai levar a fecho de balcões e despedimentos

A Associação Portuguesa de Bancos (APB) é contra a proibição de comissões bancárias ou a sua limitação em valor e em número, no MB Way e nos contratos de crédito. As propostas vão ser discutidas …

Juiz Vaz das Neves usou Relação de Lisboa para ganhar 280 mil euros com julgamento privado

O juiz Luís Vaz das Neves, ex-presidente do Tribunal da Relação de Lisboa, usou o salão nobre do tribunal para um julgamento privado com o qual ganhou 280 mil euros. De acordo com o jornal Público, …

Sergio Ramos é rei e senhor dos cartões vermelhos. Domina em todas as provas

O central Sergio Ramos foi esta quarta-feira expulso pela 26.ª vez na derrota do Real Madrid no Bernabéu frente ao Manchester City (2-1), na primeira-mão dos oitavos de final da Liga dos Campeões. O futebolista espanhol …

Covid-19. Há oito novos casos suspeitos em Portugal (e vieram todos de Itália)

A Direção-Geral da Saúde confirmou 25 casos suspeitos, 18 dos quais tiveram resultados negativos depois de realizados testes laboratoriais. Nas últimas 24 horas, foram registados oito novos casos suspeitos. Dos novos casos suspeitos, cinco no Hospital …