Diamantes podem ser a chave para explicar os choques entre placas tectónicas

Depois de terem descoberto defeitos e inserções dentro de diamantes extraídos das zonas mais profundas da Terra, uma equipa de cientistas acredita que o líquido presente no manto terrestre pode explicar os terramotos profundos.

Além dos sismos sentidos na superfície da Terra, o nosso planeta é palco de terramotos profundos, na zona de transição entre as camadas inferior e superior do manto terrestre.

Os cientistas pensam que o líquido no manto desempenha um papel importante neste fenómeno, ainda que não tenham encontrado qualquer prova inequívoca da existência desse líquido nas profundezas do manto.

No entanto, esta teoria ganhou força depois de uma equipa de cientistas ter encontrado indícios da presença do tal líquido num local improvável: dentro de diamantes retirados de camadas entre 600 e 800 quilómetros de profundidade.

A maioria dos diamantes cristaliza a profundidades entre os 140 e os 200 quilómetros de profundidade, mas os diamantes super-profundos podem ser encontrados até 800 quilómetros abaixo da superfície. Dentro destes diamantes existem pequenas falhas, ou inclusões, feitas por fluídos – e são essas falhas que, segundo os cientistas, revelam que é provável que o líquido flua nas camadas do manto onde se formaram os diamantes.

Steven Shirey, geoquímico da Carnegie Institution for Science em Stanford, no estado norte-americano da California, explicou ao Live Science que a localização e o movimento dos fluídos podem ser a chave para entender um dos mistérios do nosso planeta – o fenómeno dos terramotos profundos.

A equipa de cientistas apresentou uma nova pesquisa, no dia 10 de dezembro num encontro promovido pela União Geofísica Americana (AGU), que revela um modelo do movimento líquido nas profundezas da Terra, onde se formam este tipo de diamantes.

Ao criar estes modelos, os cientistas esperam ligar os pontos entre o movimento do fluido no manto profundo, a formação de diamantes “e as propriedades de rutura física das rochas naquela região” da zona de transição do manto.

“[Terremotos profundos são] uma manifestação muito interessante das placas tectónicas”, disse o investigador. Além disso, o movimento do líquido poderia estar correlacionado com o comportamento das placas tectónicas.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

O futebol português está de volta. Uma corrida de dois cavalos e a montra para Amorim

A bola volta hoje a rolar em Portugal após a interrupção devido à pandemia de covid-19. Regresso o futebol que tão bem conhecemos, mas de uma forma como nunca vimos antes. Estádios desertos e jogos quase …

Cientistas identificam fóssil do inseto mais antigo do mundo

Um fóssil de um milípede descoberto em 1899 é o inseto mais antigo do mundo, concluiu um novo estudo. O espécime em causa tem 425 milhões de anos. Uma equipa de investigadores da Universidade do Texas …

Jorge Jesus renova com o Flamengo por mais uma época

O treinador português anunciou, esta quarta-feira, que vai ficar mais uma época nos brasileiros do Flamengo, até junho de 2021. "Digam à nação que fico!". É esta a frase que acompanha a fotografia publicada, esta quarta-feira, …

Governo deixa cair lay-off simplificado. Novo apoio vai variar em função da quebra de faturação

O apoio às empresas em lay-off que retomarem a atividade será diferenciado em função da quebra de faturação, com vista a direcionar as ajudas públicas “a quem mais precisa”, afirmou esta terça-feira a ministra do …

Grupo de precários da Casa da Música dispensado de serviço via e-mail "meia hora depois" de uma vigília de protesto

Cerca de 13 trabalhadores "precários" da Casa da Música, no Porto, foram dispensados dos concertos que tinham alocados para o mês de junho. Em declarações à Lusa, Hugo Veludo, um dos 13 assistentes de sala …

Sete detidos em operação na Quinta da Fonte ficam em prisão preventiva

Os sete homens que foram detidos numa operação policial no bairro da Quinta da Fonte, em Loures, na segunda-feira, ficaram em prisão preventiva, a medida de coação mais gravosa, revelou à agência Lusa a Polícia …

O parasita da malária tem o seu próprio relógio interno

Um novo estudo acaba de revelar que, mesmo quando cultivados fora do corpo, os parasitas da malária conseguem manter o seu ritmo. Quando uma pessoa contrai malária, acontece uma dança rítmica dentro do corpo. Os sinais …

Maduro e Guaidó juntam-se na luta contra a pandemia. EUA acusam país de impedir voos humanitários

O governo do Presidente venezuelano e o líder da oposição Juan Guaidó acordaram procurar conjuntamente fundos para combater a pandemia da covid-19 na Venezuela, de acordo com um documento divulgado esta terça-feira na televisão oficial. No …

Marítimo "aplaude" Costa no espectáculo de Bruno Nogueira e pede adeptos nos Estádios

Com recurso a fotografias de António Costa no Campo Pequeno, a assistir ao espectáculo "Deixem o pimba em paz" de Bruno Nogueira, o Marítimo "aplaude" o gesto do primeiro-ministro e apela a que o futebol …

Sexta extinção em massa cada vez mais próxima. Mais de 500 vertebrados estão em risco

Uma sexta extinção em massa está cada vez mais perto, alertam os cientistas. Mais de 500 espécies de vertebrados estão sob ameaça de extinção devido aos seres humanos. Em 2015, o biólogo da Universidade de Stanford …