Magistrados europeus denunciam destruição do Estado de Direito na Turquia

Tolga Bozoglu / EPA

O presidente da Turquia, Recep Erdogan

Os magistrados europeus afirmam que há “sinais muito sombrios na área da justiça”, dando o exemplo da Turquia onde há uma “campanha para destruir a independência do poder judicial e o Estado de Direito.”

A MEDEL – Magistrados Europeus pela Democracia e as Liberdades vai enviar esta quinta-feira às autoridades europeias e aos partidos políticos denúncias que receberam de juízes turcos sobre a “destruição da independência do poder judicial e do Estado de Direito”.

Hoje assinala-se o Dia de Alerta para a Independência da Justiça na Europa com a MEDEL a aproveitar para “refletir sobre a necessidade de uma justiça independente e eficaz em toda a Europa e sobre a sua importância para a salvaguarda dos direitos e liberdades fundamentais dos cidadãos europeus”.

Numa nota enviada à Lusa, a associação considera que, nos últimos anos, tem havido “sinais muito sombrios na Europa, dentro e fora da União Europeia na área da justiça”, dando como exemplo o caso da Turquia onde há uma “campanha tão orquestrada e premeditada para destruir completamente a independência do poder judicial e o Estado de Direito”.

“Desde a tentativa de golpe de Estado de 15 de julho de 2016, todos os juízes, procuradores e advogados que constantemente lutavam por uma justiça independente foram perseguidos, detidos, despedidos e viram os seus bens confiscados sem qualquer processo equitativo prévio e sem quaisquer garantias de defesa”, denuncia a MEDEL.

O presidente da YARSAV – associação turca de juízes e procuradores – Murat Arslan, vencedor em 2017 do Prémio Vaclav Havel de Direitos Humanos, atribuído pelo Conselho da Europa, foi demitido e preso, tendo sido condenado em janeiro a 10 anos de prisão, após um processo “onde todos os padrões internacionais básicos de um processo penal justo foram violados”.

Durante anos a MEDEL recebeu mensagens de colegas, familiares e outras fontes do poder judicial turco, relatando o que estava a acontecer aos juízes e procuradores tendo decidido publicar hoje um livro eletrónico com uma seleção dessas cartas, para “demonstrar a queda do Estado de Direito na Turquia”.

A MEDEL é constituída por 15 associações de magistrados – juízes e procuradores do Ministério Público – de 11 países europeus: Alemanha, Bélgica, Chipre, Espanha, França, Grécia, Itália, Polónia, República Checa, Roménia e Portugal, através do Sindicato dos Magistrados do Ministério Público e da Associação Sindical dos Juízes.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Era marketing. Fortnite voltou (e está diferente)

Depois de 10 temporadas, um buraco negro engoliu a ilha na qual diariamente milhões de jogadores tentavam sobreviver, matando-se uns aos outros. Durante um dia e meio, ninguém podia jogar. O susto acabou esta terça-feira, …

Cientistas determinam o que diminui a fertilidade das mulheres com o avanço da idade

Investigadores da Universidade de Copenhaga mapearam alguns dos mecanismos que podem afetar a fertilidade das mulheres desde a adolescência até a menopausa. A fertilidade natural das mulheres flutua entre altos e baixos na forma de uma …

Dono do Paris Saint-Germain quer comprar o Leeds (e torná-lo no novo Manchester City)

A Qatar Sports Investments (QSI), empresa que é detida por Nasser Al Khelaifi, quer dar o salto para o mercado inglês e adquirir o Leeds United, emblema que milita atualmente no segundo escalão. Na semana em …

Município italiano proíbe Google Maps. App faz com que muitas pessoas se "percam"

O autarca do município italiano de Baunei, na Sardenha, proibiu o uso do Google Maps na região, argumentando que "muitas" pessoas se perderam por causa de "sugestões enganosas" do serviço de localização. A informação é …

Pedalar mais dá direito a prémios. Tecnologia portuguesa desperta interesse de Copenhaga

Depois de se ter estreado em Matosinhos e de ter despertado interesse em Nova Iorque, um programa português que premeia comportamentos de mobilidade ambientalmente sustentáveis chamou a atenção em Copenhaga. O AYR, desenvolvido pela empresa CEiiA …

Associação de Armas americana editou artigos da Wikipédia para desacreditar o Holocausto

A National Rifle Association (Associação Nacional de Armas) dos Estados Unidos tem estado a editar artigos da Wikipédia de forma a desacreditar o Holocausto. Um trabalho de investigação da Splinter identificou pelo menos 150 edições em …

Bebé recém-nascida encontrada enterrada viva numa sepultura na Índia

Uma bebé recém-nascida enterrada viva foi encontrada na Índia por um pai que estava a enterrar a filha, que morreu após o parto, revelou o chefe da polícia local, Abhinandan Singh. A menina foi encontrada dentro …

Reutilização é a verdadeira alternativa a plástico descartável

A alternativa aos produtos de plástico descartáveis tem sido outros produtos também descartáveis, mas a melhor solução passa pela reutilização, indica um relatório divulgado esta terça-feira, que dá exemplos de sucesso. O documento, “The Reusable solutions: …

Booking abandona a criptomoeda do Facebook

  Booking junta-se ao Mastercard, eBay, Visa, PayPal, Stripe e Mercado Pago e desiste do projeto da Associação Libra, promovida por Mark Zuckerberg, fundador do Facebook, para a desenvolver a infraestrutura financeira que está na base …

Michael Jackson era "doente mental" e uma pessoa "perturbadora", diz Elton John

Elton John defende na sua autobiografia que Michael Jackson era "verdadeiramente doente mental" e uma pessoa "perturbadora", recordando os encontros que teve com o rei da pop, falecido em junho de 2009. O músico britânico escreveu …