Os desenhos de da Vinci escondem um mundo de bactérias e fungos

Pinar et al., Frontiers in Microbiology, 2020

“Uomo della Bitta”, desenho de Leonardo da Vinci

Leonardo da Vinci é famoso pelas suas obras de arte elaboradas e cheias de nuances. Mas um novo estudo revelou um outro nível de complexidade nos seus desenhos: um mundo oculto de minúsculas formas de vida.

De acordo com o site Live Science, cientistas examinaram o material biológico microscópico (vivo e morto) de sete desenhos de Leonardo da Vinci e encontraram uma diversidade inesperada de bactérias, fungos e ADN humano.

A grande maioria “aterrou”, provavelmente, nos esboços do artista renascentista muito depois da sua morte, há 501 anos. Por isso, o ADN, ou grande parte dele, deverá pertencer a outras pessoas que manipularam os desenhos ao longo dos séculos. Mas os novos materiais biológicos têm uma história para contar.

A maior surpresa, escreveram os investigadores no estudo publicado, a 20 de novembro, na revista científica Frontiers In Microbiology, foi a alta concentração de bactérias, especialmente quando comparadas com os fungos.

Estudos anteriores mostram que os fungos tendem a dominar os microbiomas de objetos de papel, mas, neste caso, estava presente uma quantidade excecionalmente alta de bactérias provenientes de humanos e insetos (provavelmente introduzidas pelo manusear intensivo dos desenhos durante as obras de restauro, ou através das moscas que lá pousaram e dos seus excrementos).

“Em conjunto, os insetos, os restauradores e a localização geográfica parecem ter deixado um traço invisível nos desenhos. É difícil dizer se algum destes contaminantes foi originado na época em que Leonardo da Vinci estava a fazê-los”, afirma, em comunicado, a equipa responsável pela pesquisa.

Os investigadores utilizaram uma nova ferramenta chamada Nanopore, um método de sequenciamento genético que decompõe e analisa rapidamente material genético, para fazer o estudo detalhado dos diferentes materiais biológicos.

Em 2019, a mesma equipa já tinha investigado as condições de armazenamento, e até mesmo a possível origem geográfica, de três estátuas recuperadas de contrabandistas. E, no início deste ano, o microbioma de antigos pergaminhos permitiu elucidar a origem animal das peles usadas no seu fabrico, há mil anos.

“A sensibilidade do Nanopore oferece uma ótima ferramenta para a monitorização de objetos de arte. Permite a avaliação dos microbiomas e a visualização das suas variações devido a situações prejudiciais. Isto pode ser usado como um bio-arquivo dos objetos históricos, fornecendo uma espécie de impressão digital para comparações atuais e futuras”, declarou Guadalupe Piñar, autora principal do estudo.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Role play ao serviço da Ciência. Investigadores fingem ser Neandertais para estudar caça a aves

Uma equipa de investigadores espanhóis decidiu adotar a "dramatização" científica para reconstruir um novo elemento do comportamento Neandertal: a cooperação com os membros do grupo enquanto usa fogo e ferramentas para caçar gralhas no interior …

Estoril 0-1 Sporting | Figueira deu o fruto que saciou o leão

Foi preciso surgir um erro crasso do guarda-redes estorilista (até então a fazer uma belíssima exibição) para o campeão nacional poder respirar de alívio e festejar a quarta vitória na Liga, esquecendo por agora a …

A tinta mais branca do mundo ajuda a poupar energia nas casas - e pode eliminar de vez o ar condicionado

Uma equipa de investigadores da Universidade de Purdue desenvolveu uma tinta tão branca que revestir um prédio com ela pode reduzir, ou até mesmo eliminar, a necessidade de ter ar condicionado. Depois de testar mais de …

Costa promete "lição exemplar" à Galp depois de "tanto disparate" em Matosinhos

O secretário-geral do PS, António Costa, considerou hoje que “era difícil imaginar tanto disparate, tanta asneira, tanta insensibilidade” como a Galp demonstrou no encerramento da refinaria de Matosinhos, prometendo uma “lição exemplar” à empresa. Falando em …

Porto 5-0 Moreirense | Días, Taremi e Fábio, o trio maravilha

O Porto foi o primeiro dos “grandes” a entrar em campo e deu o mote, e que mote. Os “dragões” receberam o Moreirense e golearam sem apelo nem agravo, por 5-0, graças a uma segunda …

Ronaldo volta a marcar pelo United em jogo com final frenético

O português Cristiano Ronaldo voltou hoje a marcar pelo Manchester United, mas foram Lingaard e David de Gea que ‘brilharam’ na vitória sobre o West Ham, por 2-1, em jogo da quinta jornada da Liga …

O Cumbre Vieja, num dos complexos vulcânicos mais ativos nas Canárias, entrou em erupção

O vulcão Cumbre Vieja, na ilha espanhola de La Palma, entrou hoje em erupção na zona de Las Manchas, depois de mais de uma semana em que foram registados milhares de sismos na região. Na zona, …

Portugal regista 677 novos casos de covid-19 e cinco mortes

Portugal registou, este domingo, 677 novos casos e cinco mortes na sequência da infeção por covid-19, de acordo com o boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Segundo o último boletim da Direção-Geral da Saúde, Portugal …

Estudo mostra como diferentes espécies de polvos coexistem no mesmo ambiente

Existem mais de 300 espécies de polvos a viver em diversos habitats que abrangem recifes de coral, leitos de ervas marinhas, planícies de areia e regiões de gelo polar. Mas de que forma cefalópodes tão …

As máquinas estão "muito longe" de serem mais inteligentes (mas muito perto de agir como pessoas)

A especialista em inteligência artificial Daniela Braga considera que as máquinas estão "muito longe" de substituírem totalmente os humanos ou serem mais inteligentes, mas estão "muito perto" de interagirem como as pessoas. "Acho que estamos muito …