Descobertos no Brasil os dois répteis estranhos que deram origem a todos os mamíferos

(dr) Jorge Blanco

Impressão artística de Bonacynodon schultzi

Impressão artística de Bonacynodon schultzi

Um novo estudo descobriu dois répteis estranhos, semelhantes a mamíferos, que percorriam o Brasil cerca de 235 milhões de anos atrás, provavelmente a comer insetos capturados com os seus dentes pontiagudos.

Os animais pareciam ratos escamosos e eram cinodontes, um grupo que deu origem a todos os mamíferos vivos.

“Estes novos fósseis ajudam-nos a compreender com mais pormenor a evolução dos animais que deram origem ao grupo dos mamíferos, em que nós, seres humanos (Homo sapiens), estamos incluídos”, afirma o principal autor do estudo, Agustín Martinelli, paleontólogo da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, ao Live Science.

Os cinodontes são anteriores aos dinossauros, aparecendo pela primeira vez no registo fóssil cerca de 260 milhões de anos atrás, durante o período Pérmico.

Os seus descendentes incluem os marsupiais, mamíferos placentários e monotremados (que põem ovos em vez de dar à luz filhotes vivos), como o ornitorrinco.

No entanto, os primeiros cinodontes que viveram durante o final do Pérmico e o início do Triássico não eram mamíferos, mas sim répteis com crânios e mandíbulas parecidas com os dos mamíferos.

As duas espécies

Uma das espécies recém-descoberta estava a descansar na coleção do Museu de Ciências da Terra no Rio de Janeiro desde 1946, quando Llewellyn Ivor Price, paleontólogo brasileiro, encontrou dois crânios e duas mandíbulas datados de 237 milhões a 235 milhões de anos atrás, em Santa Cruz do Sul, no Rio Grande do Sul.

Esses espécimes pertencem a um pequeno animal de cerca de 30 centímetros de comprimento, com dentes superiores salientes e excecionalmente grandes, que sugerem que comia insetos.

A anatomia da criatura indica que esta faz parte de uma família extinta de cinodontes carnívoros, chamada Probainognathidae.

A espécie está provavelmente relacionada com a Probainognathus jenseni, mas é diferente o suficiente para justificar o seu próprio género e espécie: Bonacynodon schultzi.

O nome homenageia dois paleontólogos eminentes, José Bonaparte, da Argentina, e Cesar Schultz, do Brasil, que passaram as suas vidas a estudar os fósseis do Triássico da América do Sul.

A outra espécie, também descoberta no estado do Rio Grande do Sul, foi identificada com recurso a um número reduzido de restos – apenas uma mandíbula com dentes.

Os cientistas apelidaram-na de Santacruzgnathus abdalai, em homenagem a Fernando Abdala, um paleontólogo argentino que estuda cinodontes africanos e sul-americanos.

S. abdalai tinha cerca da metade do tamanho de B. schultzi, medindo apenas 15 centímetros de comprimento.

Ambos os cinodontes viveram milhões de anos antes do aparecimento daquele que é o primeiro mamífero conhecido: uma criatura que lembra um musaranho, habitando há 160 milhões de anos o que hoje é a China.

As descobertas foram descritas num estudo agora publicado na PLOS ONE.

HypeScience

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Correção: Sendo que estamos perante um artigo escrito em português de portugal, o período em questão denomina-se por Pérmico e não Permiano.

RESPONDER

Pequena e funcional. Assim se carateriza a Tiny House (que ainda evita dores de joelhos)

Esta pequena casa móvel pode ser a solução que procura. Devido à sua arquitetura dinâmica é ótima para pessoas com problemas de articulações e que sofrem com dores joelhos, pernas cansadas ​​ou dores nas costas. Hoje …

Chama-se Elios, é um drone e vai explorar as profundezas das cavernas de gelo da Gronelândia

Elios é o drone que está a ajudar os investigadores a descobrirem mais sobre os mistérios da Gronelândia. Inserido numa estrutura própria, tem explorado as cavernas de gelo, facilitando assim o acesso a locais mais …

Milhares de pássaros migratórios estão (misteriosamente) a morrer no Novo México

Um elevado número de pássaros migratórios está a morrer em todo o Novo México, numa misteriosa mortalidade em massa que está a preocupar os cientistas. Estima-se que o número de pássaros mortos seja de centenas de …

Crianças inspiram Lego a livrar-se de todas as embalagens de plástico

As peças da Lego podem acabar no oceano durante mais de mil anos, mas os fabricantes dinamarqueses estão a tentar tornar a empresa ecologicamente correta. Na sua última promessa, a Lego vai começar a usar sacos …

Uma cidade chamada "amianto" está a tentar mudar o nome (e a discussão tornou-se tóxica)

Há uma cidade no Canadá chamada Asbesto - um material de construção altamente tóxico. Os habitantes da cidade não estão felizes com este nome, mas a sua mudança também não está a ser fácil. De acordo …

FC Porto 3-1 Braga | Entrada de “dragão”

O FC Porto iniciou a defesa do título nacional com uma vitória importante sobre o Sporting de Braga por 3-1. Os minhotos marcaram primeiro no Dragão, por um ex-portista, mas os descontos do primeiro tempo foram …

Barco navega em forma de coração para agradecer aos habitantes da Nova Escócia

A escuna Bluenose II navegou de forma bastante original no último dia da temporada de 2020. A rota seguida criou a forma de um coração no porto de Lunenburg, na Nova Escócia. De acordo com o …

França bate recorde com 13.498 novos casos. Espanha não vai confinar

A França registou este sábado um recorde diário de casos de covid-19, com 13.498 novos infetados nas últimas 24 horas, anunciou a Agência Nacional de Saúde, acrescentando que, no mesmo período, morreram mais 26 pessoas. No …

Diogo Jota no Liverpool

O Liverpool oficializou hoje a contratação do futebolista internacional Diogo Jota, de 23 anos, num contrato “de longa duração”, sem especificar a duração. A imprensa inglesa tem adiantado que o jogador vai assinar por cinco épocas, …

Companhia aérea australiana oferece voos de 7 horas (para lugar nenhum)

A companhia aérea australiana Qantas anunciou recentemente planos para um voo panorâmico de sete horas que fará um loop gigante em Queensland e Gold Coast, New South Wales e os remotos centros do interior do …