Descoberto misterioso rio de ferro líquido no centro da Terra

(dr) ESA

O rio de ferro líquido corre a cerca de três mil quilómetros de profundidade

O rio de ferro líquido corre a cerca de três mil quilómetros de profundidade

Cientistas dizem ter descoberto um rio de ferro líquido no centro da Terra, que passa por baixo do estado norte-americano do Alasca e da região russa da Sibéria.

Essa massa ambulante de metal foi detetada graças aos satélites europeus Swarm – um trio que está a mapear o campo magnético da Terra para entender o seu funcionamento. O campo protege toda a vida do planeta contra a radiação espacial.

Para os cientistas, a existência do rio de ferro líquido é a melhor explicação para uma concentração de forças no campo magnético terrestre que os satélites registaram no Hemisfério Norte.

“É uma corrente de ferro líquido que se move cerca de 50 quilómetros por ano”, explica o geólogo Chris Finlay, da Universidade Técnica da Dinamarca.

“É um líquido metálico muito denso e é preciso uma quantidade enorme de energia para movê-lo. É provavelmente o movimento mais rápido que temos no manto terrestre”, disse o cientista à BBC.

Finlay explica que a corrente de metal líquido é como o jet stream – a corrente de ar a grandes altitudes aproveitada pelos aviões para voar mais rapidamente – na atmosfera da Terra . O rio de metal porém, está a três mil quilómetros de profundidade.

Os cientistas acreditam que o rio tenha 420 quilómetros de largura e percorra quase metade da circunferência da Terra. O comportamento dessa massa metálica será crítica para a geração e manutenção do campo magnético terrestre.

“É possível que esta corrente tenha existido durante as últimas centenas de milhões de anos“, diz Phil Livermore, da Universidade de Leeds, no Reino Unido, e um dos autores do estudo que apresentou a descoberta, publicado na revista científica Nature Geoscience.

Rainer Hollerbach, outro dos cientistas envolvidos no projeto, acredita que o líquido se move graças ao princípio da impulsão dos fluidos, ou devido a mudanças no campo magnético do núcleo terrestre.

(dr) ESA

Os satélites Swarm foram lançados em 2013 para estudar o campo magnético da Terra

Os satélites Swarm foram lançados em 2013 para estudar o campo magnético da Terra

Lançados em novembro de 2013 pela Agência Espacial Europeia (ESA), os três satélites Swarm estão a fornecer um acesso sem precedentes à estrutura e ao comportamento do campo magnético terrestre.

Com instrumentos altamente sensíveis, os satélites estão a analisar gradualmente os vários componentes do campo, do sinal dominante vindo do movimento do ferro no núcleo externo à quase impercetível contribuição feita pelas correntes oceânicas.

Os cientistas esperam que os dados do satélite ajudem a explicar finalmente a razão pela qual o campo magnético da Terra tem enfraquecido nos últimos séculos.

Alguns cientistas especulam que o planeta pode estar próximo de um inversão de polaridade, em que o sul se tornará norte e o norte se tornará sul. – fenómeno que ocorre periodicamente, com intervalos de algumas centenas de milhares de anos.

ZAP // BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Hospital da Luz em Lisboa limita acesso a urgências pediátricas no verão

O acesso dos clientes ao Atendimento Urgente de Pediatria "será limitado temporariamente" devido a obras de expansão do hospital. Condicionamento vai durar de 1 de julho a 15 de setembro. O Hospital da Luz, em Lisboa, …

Português entre as vítimas mortais em incêndio em Paris

Um cidadão português é uma das três vítimas mortais do incêndio ocorrido no sábado num prédio no centro de Paris, França, disse esta terça-feira à Lusa fonte oficial do Governo. Uma fonte oficial do gabinete do …

Restaurante de Avillez entre os 50 melhores do mundo

O restaurante Belcanto, do chef José Avillez, entrou pela primeira vez para a lista dos melhores 50 melhores restaurantes do mundo, para a 42ª posição. No ano passado, o restaurante, situado no Largo de São Carlos, …

Sevilha terá recusado contratar João Félix por 1,5 milhões. Era "muito dinheiro"

Reforço já garantido pelo Atlético Madrid para a próxima temporada, João Félix poderia por estes dias já andar na Liga espanhola, ao serviço do Sevilha, clube que no arranque da temporada 2018/19 terá recusado contratar …

Carrossel internacional do IVA. 15 empresários detidos em megaoperação da PJ

A Polícia Judiciária (PJ) deteve nesta terça-feira 15 empresários por suspeitas de fraude fiscal e de branqueamento de capitais no âmbito de um esquema conhecido por carrossel internacional do IVA. Está em causa um tipo de …

Portugal é “campeão” dos atrasos na aplicação de medidas anti-corrupção

Portugal foi o país com a maior proporção (73%) de recomendações não implementadas do Grupo de Estados Contra a Corrupção (GRECO), seguido da Turquia (70%), indica o relatório de 2018 deste órgão de monitorização anti …

"Cansado da insolência dos europeus", Irão renuncia a dois compromissos do acordo nuclear

O Irão libertar-se-á “resolutamente” de dois outros dos seus compromissos no quadro do acordo internacional sobre o seu programa nuclear “a partir de 7 de julho”, noticiou esta terça-feira a agência iraniana Fars, citando um …

Héctor Herrera já terá data de apresentação definida no Atlético de Madrid

O internacional mexicano Héctor Herrera vai ser reforço do Atlético de Madrid para as próximas épocas a partir do próximo dia 1 de julho. De acordo com o que escreve esta terça-feira o jornal catalão Mundo …

Ferro Rodrigues escreveu a Itália: "Miguel Duarte agiu por razões humanitárias"

O presidente da Assembleia da República transmitiu ao homólogo italiano a apreensão do parlamento com o processo de Miguel Duarte, investigado em Itália por suspeita de ajuda à imigração ilegal, defendendo que o jovem português …

Últimos moradores do prédio Coutinho ficam sem gás

Os últimos 11 moradores do prédio Coutinho, no centro de Viana do Castelo, ficam esta terça-feira sem fornecimento de gás, afirmou Agostinho Correia, residente que admite ser "difícil" continuar a "fazer vida" no edifício já …