Descoberto cofre secreto de Ricardo Salgado com milhões do Saco Azul do GES

29

José Sena Goulão / Lusa

Ricardo Salgado a beber um copo de água

Dinheiro era levantado na Suíça e trazido para Lisboa. Servia para fazer pagamentos não declarados a funcionários e terceiros.

Foi encontrado em Lisboa, na sede do Grupo Espírito Santo (GES), um cofre secreto que terá sido peça central no esquema do Saco Azul do grupo liderado por Ricardo Salgado, condenado este mês, a par de Manuel Pinho, ex-ministro da Economia, a penas de 10 e seis anos de prisão, respetivamente, no âmbito do julgamento do caso EDP.

O cofre serviria, avança o Correio da Manhã esta quinta-feira, para efetuar pagamentos não declarados a funcionários e terceiros. Todo o dinheiro era levantado na Suíça, onde Salgado e o grupo a que presidia tinham o Banque Privée Espírito Santo.

O dinheiro era depois trazido para Portugal por intermediários e colocado no cofre, para depois ser distribuído por recetores que não declaravam tais rendimentos.

Segundo o inspetor Paulo Silva, do caso EDP, responsável por revelar a existência do cofre da Rua de São Bernardo, Salgado “dava instruções para a ES Enterprises”, a offshore que efetuava os pagamentos suspeitos que enchiam o Saco Azul — e que movimentou três mil milhões de euros em oito anos, de 2006 a 2014.

“A primeira vez que teve conhecimento de pagamentos por parte da ES Enterprises foi na ‘Operação Monte Branco’, na qual identificaram beneficiários que não faziam declarações fiscais destes rendimentos”, disse o inspetor, em função de testemunha.

“O levantamento das quantias, em regra, era feito na Suíça e traziam dinheiro para Portugal, com destino ao cofre na Rua de São Bernardo, e só depois entregariam aos clientes”, explicou.

Um gestor na Suíça e outro em Portugal “tratavam de tudo”, diz ainda, com intermediários pelo meio que levantavam o dinheiro.

Manuel Pinho foi um dos grandes beneficiários do Saco Azul, tanto antes como depois de ser ministro da Economia. Entre 2002 e 2005 recebeu 1,9 milhões de euros da offshore Masete; quando tomou posse nesse ano, até 2009, recebeu 1,2 milhões de euros da Tartaruga Foundation.

 

O prazo máximo de prescrição dos crimes que derrubaram o GES é Março de 2025. Assim, os crimes vão prescrever.

ZAP //

29 Comments

  1. Eu fui um dos que ficou por receber do saco azul que porra como é que este pessoal descobre estas coisas. O dinheiro era-me devido do apoio moral que dei ao Menino toda a vida.

    5
    1
  2. Um ladrão de colarinho branco que viveu muita da sua vida à conta do que roubou e que agora em velho não se lembra de nada ( convenientemente ou não ) mais um criminoso que irá escapar impune em Portugal devido à lentidão da justiça e do excesso de garantias para os bandidos , resquicios da ditadura onde os inocentes eram condenados sem provas, então a jovem democracia resolver dar um excesso de garantias para que isso nunca mais acontecesse, não tardou que politicos, e outros novos ricos, se aproveitassem disso para fazer todo o tipo de crimes impunemente

    28
    1
  3. E engraçado que comentei este assunto nem há meia hora. Entretanto tive de fazer uma actualização do Windows e agora fui ver eventuais novos comentários ao assunto destes criminosos e entretanto o meu comentário desapareceu. Muito inconveniente? É normal……

    11
  4. Provavelmente, os 40.000 que mensalmente são “alegadamente” oferecidos pelo genro milionário , também sairão de qualquer saco colorido! Este processo é uma imensa manta de retalhos, uma caixinha de surpresas e uma grande vergonha para a justiça portuguesa! “Presidiar” era o que lhes deviam ter feito há anos!!! Não é deixar que envelheçam e que se incapacitem para não poderem ser presidiários!!!

    16
  5. E assim vai Portugal penando, com os poderosos a beneficiarem da justiça incompetente que muitos políticos não querem resolver enquanto os outros (mais pobres) por muito menos avançam para cadeia.

    15
  6. Como é que estes ladrões têm direito a receber pensão da segurança social quando os muitos descontos são fraudulentos provenientes até dos roubos feitos aos LEZADOS DO BES.
    ESTÁ TUDO ERRADO. ,
    É A JUSTIÇA NÃO FAZ JUSTIÇA
    VERGONHOSO…

    17
  7. Eu fui roubado. Onde está o meu dinheiro? Eles safaram-se!! Justiça de trampa! Houve quem tivesse morrido e nada paga a vida.. têm de penar eternamente!!

  8. Infelizmente, o nosso sistema judicial, foi feito pra proteger estes trafulhas, o ladrão de galinhas, que rouba uma pra alimentar os filhos é preso direto, nada nem ninguém o ajuda,e estes (senhores) são abrangidos por amnistias fiscais e ainda teem quem lhes pague uma vida de luxo, mas algures estará ainda muito dinheiro escondido pra viverem a grande e à francesa, o zé povinho está sempre lixado.

    8
    2
  9. Caro Renato, isto não tem nada haver com resquícios da ditadura, porque nesse tempo esta gente não se atrevia a fazer o que fizeram na democracia. Salgado comprou todos os políticos que ele quis.

  10. Após ler todos os comentários, continuo a chegar à mesma conclusão a que cheguei quando era adolescente,aí uns 40 anos atrás. A culpa é do povo português. De ninguém mais. Quando forem votar votem NULO. EXIGAM UMA BULA DE LEIS SEMELHANTE A DOS USA. Lá nem o presidente se safa se meter o pé na bosta. Apesar das falhas ainda é o melhor sistema jurídico jamais elaborado…

  11. Eh…. Eu lembro me do dia quando o Salgado dizia na Tv: ” O Portugal aguenta ! ” Pois parece que tinha razão. Tenho pena dos que ficam sem o dinheiro do trabalho de uma vida. E assim , e Portugal, onde ninguém leva a mal….

  12. O ventura nao diz nada sobre isto? Nada sobre o maior corrupto dos ultimos 50 anos? Nada sobre quem financiou e financia o partido dele por intermedio de terceiros? Nadinha de nada? So enche a boca de m… para falar de emigrantes? Ok. Continuem a dormir que fazem bem. Desculpem, dormir não. A ser hipocritas uns e acefalos outros.

  13. Cadeia,para o Salgado,e seus sócios.
    Cadeia….

    Cadeia para os presidentes de câmara Tiago,Bragança Fernandes da Maia e outros.
    Cadeia…..

  14. Parabéns pela escolha da fotografia.
    A expressão dele parece mesmo que está a gozar connosco.
    Na realidade, é o que fez estes anos todos…

  15. Maria de Fátima ,chamar pensão social a 100 mil euros( ou mais!) mensais é um sacrilégio! Como é que a Segurança Social há-de ter dinheiro para aumentar as pensões mais baixas se esta meia dúzia de tubarões engolem a maior fatia! A pensão social devia ter um teto! Isto é indigno de um país dito democrático e que comemora os 50 anos de u,ma revolução cujo lema era : “O Povo é quem mais ordena!!”

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.