Descobertas estrelas monstruosas que brilham 30 milhões de vezes mais que o Sol

NASA, ESA, P.Crowther (University of Sheffield)

Aglomerado de estrelas R136 na região central da Nebulosa da Tarântula na Grande Nuvem de Magalhães.

Uma equipa de astrónomos britânicos conseguiu detectar um grupo de nove estrelas super-massivas, tão maiores e tão mais brilhantes do que o Sol que falam delas como “monstruosas”.

Estas estrelas “monstruosas” foram encontradas no aglomerado estelar R136, a 170 mil anos-luz da Terra, graças às imagens captadas pelo telescópio Hubble em 2009. O aglomerado inclui dezenas de estrelas que superam em mais de 50 vezes a massa do Sol.

Em 2010, astrónomos da Universidade de Sheffield, em Inglaterra, detectaram os primeiros sinais de estrelas super-massivas quando encontraram quatro astros com tamanhos individuais superiores em 150 vezes à massa do Sol.

Agora, os mesmos cientistas encontraram cinco novas estrelas, tendo cada uma um tamanho 100 vezes superior à massa solar.

Os dados foram divulgados esta semana pela Sociedade Real Astronómica britânica (RAS, na sigla em Inglês), que salienta que este grupo de nove estrelas, que em conjunto são 30 milhões de vezes mais brilhantes do que o Sol, são o maior cúmulo estelar massivo identificado até agora.

Apesar da “monstruosidade” da dimensão destas estrelas, nenhuma chega aos calcanhares da R126a1, a maior estrela conhecida do universo, que supera a massa do Sol em mais de 250 vezes.

Tanto a R126a1, como o R136 encontram-se na chamada Nebulosa da Tarântula, também conhecida como 30 Doradus ou NGC 2070, na região da Grande Nuvem de Magalhães, uma galáxia anã satélite da Via Láctea.

Nesta Nebulosa da Tarântula estão alojadas algumas das estrelas mais massivas que se conhecem, mas a forma como elas se originam continua a ser um mistério.

A astrónoma Saida Caballero-Nieves, que participou nesta descoberta, nota que “tem havido sugestões de que estes “monstros” resultam da fusão de estrelas menos extremas em sistemas binários fechados”, conforme cita a RAS.

Porém, essa ideia “não pode contar para todas as estrelas realmente massivas que vemos no R136”, frisa Saida Caballero-Nieves, tendo em conta o que “conhecemos sobre a frequência das fusões massivas”. Assim, é provável que “tais estrelas podem originar-se a partir do processo de formação de estrelas”, evidencia a astrónoma.

Certo é que o Hubble foi determinante para as encontrar no meio de uma região repleta de estrelas, segundo destaca o líder da investigação, Paul Crowther, no site da RAS.

Os astrónomos tiraram partido do facto de estas estrelas “monstruosas” irradiarem melhor no ultravioleta e cruzaram imagens captadas pelo telescópio do espectro visível com imagens ultravioleta do espectómetro STIS (Space Telescope Imaging Spectrograph).

“A capacidade de distinguir a luz ultravioleta das suas partes componentes numa região tão excepcionalmente super-povoada, solucionando a assinatura de estrelas individuais, só foi possível com os instrumentos a bordo do Hubble”, sublinha Paul Crowther.

SV, ZAP

PARTILHAR

RESPONDER

Itália quer mudar sede da final da Liga dos Campeões

A Itália quer que a final da Liga dos Campeões deste ano, marcada para o Estádio Olímpico Atatürk Olympic, mude de sede. Os últimos dias não têm sido fáceis para a UEFA. Depois dos incidentes racistas …

CNN coloca broa portuguesa entre os 50 melhores pães do mundo

A propósito das celebrações do Dia Mundial do Pão, que se celebra esta quarta-feira, a CNN fez uma lista com os 50 melhores pães do mundo e um deles é a broa portuguesa. A broa conhecida …

CP lança nova campanha: Lisboa-Porto por cinco euros e mais descontos até 80%

Há 10.300 bilhetes a custos muito reduzidos, anunciou a CP – Comboios de Portugal esta terça-feira. A nova campanha garante viagens nos comboios de longo curso Alfa Pendular e Intercidades “com 80% de desconto”, abrangendo …

"Níveis recorde". Glaciares suíços perderam 10% do seu volume nos últimos cinco anos

Os glaciares suíços perderam 10% do volume nos últimos cinco anos, a maior redução em cem anos, alertou esta terça-feira a Academia Suíça das Ciências. A Academia baseia-se nas medições feitas pelos peritos do painel intergovernamental …

Caso BPN. Relação condena dois dos absolvidos e agrava penas a outros dois

O Tribunal da Relação de Lisboa condenou esta quarta-feira dois dos três arguidos absolvidos no processo principal da falência do BPN, Ricardo Oliveira e Filipe Nascimento, e agravou as penas a dois dos 12 arguidos …

Operação Éter. Hermínio Loureiro entre as dezenas de autarcas arguidos

Hermínio Loureiro, ex-presidente da Câmara de Oliveira de Azeméis, está entre as dezenas de atuais e antigos autarcas que foram constituídos arguidos no âmbito da Operação Éter. Este processo levou à prisão preventiva do antigo presidente …

Proteção Civil quer que bombeiros voltem a ser obrigados a usar cinto de segurança

A estrada mata mais bombeiros do que os incêndios. Por isso, a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil criou um grupo específico para analisar o problema. Rui Ângelo, chefe da Divisão de Segurança, Saúde e …

Estratégia prevê rede de bancos de leite materno e revisão das licenças para amamentar

A ENALCP apresentada esta quarta-feira prevê a criação de uma rede nacional de bancos de leite materno e a revisão dos diretos de parentalidade. Ambientes favoráveis deverão ser também revistos. A Estratégia Nacional para a Alimentação …

DGS aconselha grávidas e bebés vegetarianos a tomarem suplementos

A Direção-geral da Saúde recomenda suplementos de vitaminas e minerais para bebés e grávidas com alimentação vegetariana e lembra que a dieta não omnívora no primeiro ano de vida deve estar sempre sob supervisão médica. "A …

Entre os boletins de voto dos emigrantes, também há cheques e contas da luz

Para exercer o seu direito de voto, os eleitores portugueses residentes no estrangeiro deveriam enviar de volta para Portugal a documentação que receberam em casa – um envelope verde com o boletim de voto, dentro …