Descoberta “super Terra” a 40 anos-luz que pode ter sinais de vida

(dr) ESO / spaceengine.org

Imagem artística do exoplaneta LHS 1140b, com a sua estrela mãe, uma anã vermelha, no fundo da imagem

Imagem artística do exoplaneta LHS 1140b, com a sua estrela mãe, uma anã vermelha, no fundo da imagem

Uma equipa internacional, da qual faz parte um investigador do Porto, descobriu um planeta maior e mais denso que a Terra a 40 anos-luz, com características que o tornam um “excelente candidato” para a procura de sinais de vida.

Os investigadores identificam este planeta como uma “super Terra”, um tipo de exoplaneta (que gira em torno de uma estrela que não é o Sol, portanto noutro sistema solar) com uma massa compreendida entre uma a dez vezes a massa da Terra, ao qual deram o nome de LHS 1140b.

A equipa estima que o LHS 1140b, que transita a estrela anã vermelha (estrela com pequena massa e de temperatura “baixa”) LHS 1140, a menos de 40 anos-luz de distância da Terra, terá pelo menos cinco mil milhões de anos, um diâmetro de quase 18 mil quilómetros (cerca de 1,4 vezes maior que a Terra) e 6,6 vezes mais densidade que o nosso planeta.

As observações permitiram ainda determinar que este exoplaneta orbita a sua estrela a uma distância dez vezes mais próxima do que a Terra orbita o Sol, completando uma órbita a cada 25 dias.

“A distância a que o planeta está da sua estrela permite-nos calcular que a sua temperatura pode possibilitar a presença de água líquida à superfície”, disse à Lusa o investigador do polo do Porto do Instituto de Astrofísica e Ciências do Espaço (IA), instituição envolvida no projeto, Nuno Santos.

De acordo com o instituto, apesar de, atualmente, a estrela rodar mais lentamente e emitir menos radiação de alta energia do que outras estrelas de pequena massa, no início da sua vida seria “bem mais ativa”.

Essa atividade possibilitava uma emissão de radiação capaz de destruir a água existente na atmosfera do planeta, o que originaria um efeito de estufa descontrolado, semelhante ao observado em Vénus.

“No entanto, o diâmetro do planeta indica que um escaldante oceano de magma pode ter existido à superfície durante milhões de anos, libertando vapor de água para a atmosfera durante tempo suficiente para continuar a abastecer a atmosfera”, lê-se em nota informativa divulgada no site do IA.

A água pode então ter passado ao estado líquido depois do planeta arrefecer, tornando-o potencialmente habitável e um “excelente candidato” a futuros estudos para procurar sinais de vida.

O exoplaneta foi detetado pelo observatório Mearth, no Chile, utilizado para rastrear estrelas anãs vermelhas até 100 anos-luz de distância, à procura de planetas semelhantes à Terra.

A descoberta deu-se com recurso ao método de trânsitos, que consiste na medição da diminuição da luz de uma estrela provocada pela passagem de um exoplaneta à sua frente (algo semelhante a um microeclipse), o que permitiu calcular o diâmetro do planeta.

Foi depois confirmada pelo espetrógrafo HARPS, localizado no telescópio ESO, no Chile, que, através de observações com o método das velocidades radiais (deteta exoplanetas medindo pequenas variações na velocidade da estrela) permitiu determinar a sua massa e o período orbital.

Segundo o IA, a equipa vai realizar, brevemente, observações com o Telescópio Espacial Hubble, para determinar com precisão a quantidade de radiação que atinge o LHS 1140b, o que vai permitir definir com maior exatidão os limites de habitabilidade do planeta.

Esta descoberta deu origem ao artigo “A temperate rocky super-Earth transiting a nearby cool star”, publicado esta terça-feira na revista científica Nature.

Para além de Nuno Santos, a equipa é composta por investigadores dos Estados Unidos, França, Suíça, Austrália e Espanha.

// Lusa

RESPONDER

Emmanuel Macron

Macron e Marine Le Pen vão à segunda volta das presidenciais em França

Os resultados da primeira volta das eleições presidenciais francesas confirmam a vitória de Emmanuel Macron e Marine Le Pen. Os números divulgados às 20h em Paris acabam com o suspense de uma das eleições mais …

O líder parlamentar do PSD, Luís Montenegro

Luís Montenegro não quer primárias no PSD e reafirma apoio a Passos

O líder parlamentar do PSD, Luís Montenegro, disse hoje, em Leiria, ser contra a realização de eleições primárias no seu partido e reafirmou o seu apoio ao atual líder do PSD, Pedro Passos Coelho. À margem …

-

UKIP quer proibir uso da burka em público

O Partido da Independência do Reino Unido (UKIP), anti-imigração, vai incluir no seu programa para as eleições britânicas de 8 de junho próximo a proibição do uso da burka em público. O líder do UKIP, Paul …

-

Venezuelanos fizeram "marcha do silêncio" para homenagear vítimas dos protestos

A aliança opositora Mesa de Unidade Democrática disse este sábado que, apesar de ter podido marchar de forma pacífica até à sede do Episcopado de Caracas, os protestos vão continuar até ser revertido o "golpe" do …

-

PJ confirma que atropelamento mortal no estádio da Luz não foi acidental

Fonte policial revelou que o atropelamento mortal do adepto italiano, que estava na capital para assistir ao dérbi entre Sporting e Benfica, não foi acidental e que as autoridades já sabem quem foi o autor …

-

Jéssica Augusto vence maratona de Hamburgo

A portuguesa venceu, este domingo, a maratona de Hamburgo, na Alemanha, garantindo mínimos para os Mundiais de 2017, que se vão disputar em Londres. Jéssica Augusto correu a distância em 2:25.30 horas, a mais de um minuto …

Heterocephalus glaber, também conhecido por rato-toupeira-nu

Estranho mamífero consegue sobreviver 18 minutos sem oxigénio

O rato-toupeira-nu, batizado com o nome científico Heterocephalus glaber, é um dos mamíferos mais estranhos do mundo, mas é também por isso que tem tantas características raras. Este roedor de sangue frio, oriundo do leste de África, …

Maddie McCann

Dez anos depois, PJ diz que caso Maddie "continua aberto"

A Polícia Judiciária continua a investigar o desaparecimento de Madeleine McCann, ocorrido em 2007 no Algarve, admitindo que se trata de "um caso único na história da PJ e do país". "O caso continua aberto" e …

Marine Le Pen em visita ao Líbano

Mais de 45 milhões de franceses escolhem hoje quem passa à segunda volta

Mais de 45 milhões de eleitores escolhem, este domingo, os dois candidatos que passam à segunda volta das eleições presidenciais, com as sondagens a indicarem que o confronto decisivo vai opor Emmanuel Macron a Marine …

-

Consumo diário de bebidas light aumenta risco de derrame e demência

Bebidas adoçadas artificialmente, como as bebidas light, podem aumentar o risco de acidente vascular cerebral e demência. É o que mostra um novo estudo da Universidade de Boston, nos Estados Unidos. De acordo com este estudo, …