Depois de Cecil, é a vez do elefante Yongki dar que falar

A morte do elefante Yongki está a gerar revolta na Indonésia. Tal como o leão Cecil, o animal, que é uma espécie em perigo de extinção do país asiático, foi assassinado por caçadores furtivos.

Yongki era um símbolo na Indonésia e também por isso a sua morte está a gerar tanta revolta entre os asiáticos, conta o El País.

O elefante, que pertencia a uma espécie em vias de extinção, apareceu morto depois de alegadamente ter sido envenenado por caçadores furtivos, segundo consta a versão de um funcionário do parque onde vivia, na ilha Sumatra.

Yongki não era um elefante como os outros. Com 35 anos de idade e devidamente treinado, o animal era uma espécie de “segurança” que não só fazia patrulhas para evitar que outros elefantes colocassem em perigo as aldeias, como também era o responsável por afastar caçadores que pudessem ser uma possível ameaça.

O corpo do animal foi encontrado no Parque Nacional Timbul Batubara, sem qualquer vestígio de balas, e, na altura em que foi encontrado, a língua estava azul, um sinal que, para as autoridades do parque, pode provar que o animal foi envenenado.

Os dentes, com um metro cada, também foram cortados aos pedaços, razão que aponta para caçadores furtivos, já que o marfim pode chegar a valores muito altos.

Este é um caso que, tal como o leão Cecil, um dos maiores símbolos do Zimbabué, está a gerar muita revolta nas redes sociais, com os utilizadores a pedir para encontrar e responsabilizar os culpados.

O número de elefantes nesta ilha indonésia é cada vez mais reduzido, estimando-se que existam, atualmente, menos de 3000 exemplares.

ZAP

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Bater com um cutelo e espezinhar. A massagem que promete livrar de todas as dores

Santiago Terrases oferece uma massagem única, na qual calca as pessoas com os pés e bate-lhes com um cutelo. O norte-americano garante que consegue tirar todas as dores. No estado de Nevada, nos Estados Unidos, está …

"Choveram" propostas de empréstimo por Marega

O emblema portista recebeu vários proposta de empréstimo por Moussa Marega, mas acabou por as rejeitar. O FC Porto apenas abre mão do jogador caso seja paga a cláusula de rescisão. A imprensa francesa avança esta …

Crise de saúde mental nos jovens. Há um sexo mais em risco do que o outro

O uso regular de redes sociais pode afetar a saúde mental dos jovens. No entanto, os seus efeitos podem-se manifestar mais drasticamente em raparigas do que em rapazes. Desde 2010, as taxas de depressão, automutilação e …

PS quer limitar "vistos Gold" aos municípios do interior e às regiões autónomas

O PS entregou hoje uma proposta de alteração ao Orçamento em que limita a concessão dos "vistos Gold" a investimentos feitos por estrangeiros em municípios do interior ou nas regiões autónomas dos Açores e da …

Mais acidentes, afogamentos e suicídios num mundo mais quente

As temperaturas mais elevadas vão provocar mais acidentes rodoviários, afogamentos, agressões e suicídios, revelou uma nova investigação. Até ao momento, a grande parte das pesquisas em torno das alterações climáticas centrou-se nas mortes por doenças transmitidas …

Jóias de ouro e prata com plástico. Justiça não vê mal nenhum e iliba marca Tous

O processo de investigação aberto à marca TOUS por alegada fraude com jóias de ouro e plástico contendo plástico no seu interior, foi arquivado. A Justiça espanhola entende que, apesar de as jóias conterem plástico, …

Provas do caso Luanda Leaks podem ser nulas em Portugal

A Constituição da República Portuguesa determina que as provas obtidas mediantes violação de correspondência são consideradas nulas. Desta forma, os documentos conseguidos por Rui Pinto no caso Luanda Leaks podem vir a ser nulas aos …

Rui Pinto "tropeçou" nos Luanda Leaks sem querer

Foi quando estava à procura de "segredos do futebol" no âmbito dos Football Leaks que o hacker Rui Pinto "tropeçou" nos documentos que incriminam Isabel dos Santos nos Luanda Leaks. É o seu advogado, o …

Líder do assalto às armas de Tancos libertado

João Paulino estava preso preventivamente desde 28 de setembro de 2018. Esta segunda-feira foi libertado por excesso de prisão preventiva. O ex-fuzileiro João Paulino foi hoje libertado por excesso de prisão preventiva. A notícia foi confirmada …

Investigadores desenvolvem tecnologia que permite datar as impressões digitais

Encontrar as impressões digitais numa cena de crime nem sempre é suficiente para haver condenação, podendo os suspeitos alegar que as mesmas foram deixadas antes de o crime ocorrer. Essa realidade pode estar prestes a …