Eusébio, Figo, três vezes Ronaldo

José Goulão / Flickr

O futebolista português Cristiano Ronaldo conquistou pela terceira vez a Bola de Ouro, prémio atribuído pela revista francesa France Football e pela FIFA ao melhor jogador do ano.

O capitão da seleção lusa, que já tinha conquistado o troféu em 2008 e 2013, junta-se aos holandeses Johan Cruyff e Marco van Basten e ao francês Michel Platini, vencedores por três vezes quando o prémio era só para europeus.

Cristiano Ronaldo, que em 2014 marcou 61 golos em 60 jogos e ajudou o Real Madrid a vencer Liga dos Campeões, Mundial de clubes, Supertaça Europeia e Taça do Rei, fica apenas a um troféu do argentino Lionel Messi, vencedor entre 2009 e 2012.

Além do jogador merengue, eram finalistas o guarda-redes alemão Manuel Neuer, do Bayern Munique, e o avançado do FC Barcelona.

Esta é a 5ª Bola de Ouro ganha por um jogador português, depois de Eusébio em 1965 e Luís Figo em 2000 terem antecedido as duas primeiras conquistas de Ronaldo.

Ronaldo ganhou a sua primeira Bola de Ouro em 2008, com 23 anos, então ao serviço do Manchester United.

Depois de quatro anos consecutivos durante os quais Lionel Messi venceu o troféu, o capitão da selecção viria o ano passado a conquistar a sua segunda Bola de Ouro, aos 28 anos e ao serviço do Real Madrid, depois de um emocionante hat-trick no Suécia 1-3 Portugal que levou a selecção nacional ao Mundial 2014 no Brasil.

A disputa do troféu deste ano esteve rodeada de alguma incerteza, depois de algumas entidades oficiais terem manifestado a opinião de que “deveria ser escolhido alguém que tivesse sido campeão do Mundo“, numa referência ao guarda-redes alemão, Neuer.

Mas os títulos conquistados pelo Real no final da temporada passada e extraordinário início de temporada de Ronaldo, a fazer cair sucessivos recordes de golos marcados e de estatísticas pessoais, facilitaram a escolha do júri do troféu: 37,66% para CR7, 15,76% para Messi, 15,72% para Neuer.

O melhor jogador do Mundo é de novo português, o CR7 trouxe outra vez a Bola para casa.

Cristiano Ronaldo quer igualar Messi no próximo ano

No discurso de agradecimento pela conquista do seu terceiro troféu de melhor futebolista da época, Cristiano Ronaldo confessou que quer igualar, já na próxima época, o número de Bolas de Ouro do argentino Lionel Messi.

“Estou a ver se vejo o meu filho, a minha família, a minha mãe… tranquilo”, começou por dizer o Bola de Ouro de 2014, depois de largos segundos a ganhar fôlego no palco, após receber o troféu que o premeia como melhor jogador do ano.

Cristiano Ronaldo agradeceu a todos os que votaram nele, ao treinador Carlo Ancelotti, aos companheiros do Real Madrid, ao presidente Florentino Pérez e aos adeptos do Real Madrid, por um ano “inesquecível”, a nível coletivo e pessoal.

“Nunca pensei ganhar três vezes esta ‘bolinha’, mas espero não parar por aqui. Espero apanhar o Messi já na próxima época. Já disse várias vezes que quero entrar na história do futebol como o melhor”, disse o internacional português, confessando que ganhar um troféu da dimensão da Bola de Ouro “é único”.

Depois de agradecer à família, à seleção portuguesa e a Portugal, o futebolista do Real Madrid mostrou-se “muito feliz” e prometendo ter ainda mais motivação para trabalhar e para tentar ganhar mais títulos.

Ronaldo encerrou o discurso do vencedor, na gala da FIFA, que decorreu em Zurique, na Suíça, com o seu grito de guerra “Siiiii”, antes de ser abraçado pelo filho, que surgiu no palco.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Foi a escuridão (e não o frio) que ditou a extinção dos dinossauros

Uma nova investigação sobre o asteróide que causou a extinção dos dinossauros sugere que foi a escuridão, ainda antes do frio, que ditou o fim destes animais. De acordo com a nova investigação, cujos resultados foram …

34 anos depois, dados da Voyager 2 revelam mais um segredo de Urano

Mais de 30 anos depois, os dados da Voyager 2, que sobrevoou o planeta em 1986, permitiram aos cientistas da NASA desvendar mais um segredo de Urano. Em janeiro de 1986, a Voyager 2 sobrevoou Urano. …

Está a nevar em Plutão

Em julho de 2015, a sonda New Horizons da NASA concluiu uma longa e árdua jornada pelo Sistema Solar, viajando a 36.000 mph durante nove anos e meio. Toda a missão focava-se em mapear a …

Cientistas dão um importante passo na criação de uma Internet quântica segura

Uma nova investigação da Universidade de Harvard e do Instituto de Tecnologia de Massachusetts, nos Estados Unidos, revelou o elo que faltava para termos uma Internet quântica funcional e prática: uma forma de corrigir os …

Os pedregulhos de Bennu brilham como faróis para a Osiris-Rex da NASA

Este verão, a sonda OSIRIS-REx empreenderá a primeira tentativa da NASA de tocar a superfície de um asteroide, recolher uma amostra e recuar em segurança. Mas, desde que chegou ao asteroide Bennu há mais de …

Cidades subterrâneas podem ser um bom refúgio para futuros desastres

Especialistas ouvidos pelo portal One Zero acreditam que cidades subterrâneas podem ser um bom refúgio para populações que possam vir a enfrentar desastres naturais no futuro potenciados pelas alterações climáticas. À medida que os desastres naturais …

Descobertas três novas espécies de pterossauro em Marrocos

Cientistas encontraram três novas espécies de pterossauro, que viveram no deserto do Sahara, há 100 milhões de anos, em Marrocos. De acordo com o site EurekAlert!, estas três novas espécies de pterossauro faziam parte de um …

Texto português do século XVI mostra eficácia da quarentena

Um especialista australiano descobriu num texto português do século XVI uma prova de que a quarentena ou o isolamento podem impedir a globalização de uma doença como a covid-19, que já provocou mais de 30 …

Coronavírus. Mercados chineses continuam a vender morcegos

Nem com a pandemia de covid-19 a China abre mão dos seus velhos hábitos. Embora o novo coronavírus tenha tido origem num mercado de animais exóticos, em Wuhan, muitos destes sítios continuam a funcionar normalmente …

No Twitter, o discurso de ódio contra chineses cresceu 900%

A L1ght, uma empresa que mede a toxicidade das plataformas digitais, partilhou recentemente um relatório no qual revela que o discurso de ódio contra a China e contra os chineses teve um crescimento de 900%. Donald …