A crise económica de 2008 afetou a mortalidade na Europa (e não como era esperado)

Andy Rain / Epa

Os países mais ricos têm, por norma, expetativas de vida mais longas. Supostamente, nesses locais, as taxas de mortalidade deviam subir quando a economia vai mal, contudo, nem sempre é isso que acontece. Durante a crise económica de 2008, revela um estudo recente, o número de mortes diminuiu.

Um estudo que analisou 15 países europeus, nos períodos antes, durante e depois da crise económica global de 2008, referido na segunda-feira pelo IFL Science, mostrou que, quanto pior a economia de determinado país, menos pessoas morreram, embora ainda não se saibam as razões concretas para tal.

“O dinheiro nem sempre pode comprar saúde, mas, a nível individual, o poder económico alto está associado a vidas mais longas. A riqueza paga por melhores cuidados de saúde, dietas mais nutritivas e uma casa num bairro com melhores condições”, lê-se no artigo.

Corroborando o resultado acima referido, o investigador Joan Ballester, do Instituto de Saúde Global de Barcelona, ​​relata, num artigo publicado a 08 de fevereiro na Nature Communications, que “as recessões são geralmente associadas a um aumento mais rápido da expetativa de vida”.

Embora muito contestada, essa afirmação é apoiada noutros estudos. O investigador analisou as taxas de mortalidade entre 2000 e 2010, em 140 regiões europeias, algumas das quais eliminaram facilmente a crise económica de 2008 – que teve início nos Estados Unidos (EUA) – e outras que “sofreram muito”.

De acordo com os resultados da pesquisa, as taxas de mortalidade caíram na Europa durante o período em causa, tanto “nos bons e nos maus momentos”. Contudo, Joan Ballester encontrou as maiores quedas imediatamente após a crise, quando o desemprego disparou e os salários estagnaram.

As conclusões mostram igualmente que quanto mais atingida foi a região, maior o declínio nas taxas de mortalidade. A taxa de mortalidade aumentou 1% ao ano em Espanha, enquanto que, na Alemanha, onde a mesma era decrescente, parou de diminuir nessa década. O efeito foi mais forte no inverno.

Foram algumas as teorias apresentadas por outros investigadores para explicar os resultados verificados em recessões anteriores. Um desses estudos, referido por Joan Ballester, indica que, nos Estados Unidos (EUA), um aumento de um ponto percentual no desemprego está associado a uma redução na mortalidade de tráfego de 3% ou de 2.1% nos países da OCDE.

As recessões estão também associadas à redução da poluição, continua o artigo do IFL Science. No entanto, como a maior parte dos danos causados ​​pela poluição à saúde é de longo prazo, não fica claro o quanto esse fator contribui para uma queda imediata das mortes. O mesmo se aplica às reduzidas recessões de consumo de tabaco e álcool.

Segundo o site, uma explicação alternativa é que as pessoas que trabalham em horários reduzidos podem usar o tempo livre para fazer mais exercícios.

“É claro que as recessões não são uma maneira desejável de aumentar a expetativa de vida”, observou Joan Ballester num comunicado. A longo prazo, a atividade económica reduzida é provavelmente prejudicial. “Precisamos garantir que os períodos de expansão económica sejam também caraterizados por uma melhor qualidade do ar, menos acidentes e estilos de vida mais saudáveis”, acrescentou.

Taísa Pagno, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

E depois de Merkel? Alemanha já sente falta da Chanceler que saiu da sombra para salvar o seu "delfim"

Angela Merkel tinha prometido ficar afastada das eleições legislativas deste domingo, na Alemanha, mas saiu da sombra para apoiar o seu "delfim", o candidato da CDU, Armin Laschet, que deverá disputar a vitória com o …

Já há refugiados afegãos a realizarem entrevistas de emprego em Portugal

Já há refugiados afegãos a realizarem entrevistas de emprego em Portugal, disse a secretária de Estado para a Integração e as Migrações, Cláudia Pereira. Em três semanas, chegaram 178 refugiados afegãos a Portugal. A secretária de …

Arranca hoje a conferência dos Trabalhistas - num clima de "guerra civil" entre Starmer e os Corbynistas

A proposta de Starmer de mudar a sistema de eleição do líder dos Trabalhistas tem suscitado muitas críticas, num partido que já estava profundamente dividido entre os membros mais conservadores e os membros leais a …

Multinacional oferece emprego qualificado em Portugal mas não tem candidatos

Um engenheiro de Mirandela regressou à terra para instalar na cidade transmontana o polo principal de uma nova multinacional na área da energia que está a recrutar, mas não consegue candidatos para emprego qualificado. Manuel Lemos …

Austrália, Japão, EUA e Índia reúnem-se "sem objetivos militares", mas China sente-se ameaçada

Estados Unidos, Austrália, Japão e Índia reuniram-se naquela que foi a primeira reunião do chamado Quad. A China sente-se ameaçada e avisa que o grupo está "fadado ao fracasso". Joe Biden liderou esta sexta-feira a primeira …

"Escândalo". FCSH acusada de abrir concurso à medida de Raquel Varela

A Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa está a ser acusada de abrir um concurso à medida da historiadora Raquel Varela. A polémica com a historiadora começou na segunda-feira, 20 de …

Descobertos cadáveres de guerreiros do século XIII. Podem ter sido enterrados pelo Rei Luís IX

Cientistas britânicos acreditam que os cadáveres dos guerreiros cristãos tenham sido enterrados por Luís IX, rei de França, no século XIII. Um grupo de arqueólogos internacionais encontrou no castelo de Sidon, no Líbano, valas comuns com …

Hidroavião de Sacadura Cabral e Gago Coutinho é único no mundo e está em Lisboa

Um dos hidroaviões que há quase 100 anos transportaram Sacadura Cabral e Gago Coutinho na primeira Travessia Aérea do Atlântico Sul está exposto no Museu da Marinha, em Lisboa, e é o único aparelho original …

Programa da SIC Notícias comentou eleições em dia de reflexão. CNE deixou aviso

O "Programa Cujo Nome Estamos Legalmente Impedidos de Dizer", da SIC Notícias, falou sobre as eleições em dia de reflexão, porque "comentário não é propaganda eleitoral". As eleições autárquicas estão marcadas para este domingo e, como …

Os dentes das formigas-cortadeiras são tão resistentes como facas

Um novo estudo indica que as formigas-cortadeiras têm uma teia de átomos de zinco entrelaçados na estrutura biológica das mandíbulas, o que lhes dá a durabilidade de um conjunto de facas de aço inoxidável. De acordo …