A criatura mais mortífera do mundo pode ter finalmente os dias contados

James Gathany / CDC

Dependendo da região onde mora, o zumbido de um mosquito a aproximar-se pode ser um apenas um incómodo – ou pode ser mortal.

Em todo o mundo, mais de 500 milhões de pessoas sofrem de doenças transmitidas pelos insetos que se alimentam de sangue, incluindo a malária, dengue e zika.

Quase um milhão de mortes são atribuídas a doenças transmitidas por mosquitos por ano, fazendo destes animais as criaturas mais mortais na Terra.

Em vez de tentar encontrar uma cura para doenças transmitidas por mosquitos, uma equipa de cientistas da Universidade do Arizona, nos Estados Unidos, decidiu focar-se diretamente nestes insetos.

Primeiro, os investigadores identificaram 40 genes exclusivos dos mosquitos. Depois, usaram uma técnica conhecida como interferência de RNA, ou RNAi, para inibir esses genes um por um.

No processo, encontraram uma proteína aparentemente essencial para a reprodução do mosquito – e a descoberta poderia levar à criação de um medicamento que age como “controlo de natalidade” para os pequenos assassinos.

De acordo com o estudo publicado na revista PLOS este mês, quando os investigadores bloquearam seletivamente a atividade da proteína – chamada de Organizing Eggshell Factor 1, ou EOF-1 – em mosquitos fêmeas, os mosquitos puseram ovos com casca de ovo defeituosa, levando à morte dos embriões no interior. O efeito de uma única injeção de RNAi durou todo o tempo de vida do mosquito.

A equipa pretende que a abordagem possa oferecer uma maneira de interromper a formação de ovos e reduzir as populações de mosquitos em áreas de transmissão de doenças humanas, sem prejudicar os insetos benéficos, como as abelhas.

“Achamos que esta estratégia pode ter uma probabilidade muito menor de prejudicar outros organismos do que o que está a ser usado hoje”, diz Roger Miesfeld em comunicado. “Esta poderia ser uma ferramenta de última geração que poderia ser aplicada a mosquiteiros e outras áreas frequentadas por mosquitos”

Das mais de quase 3.500 espécies de mosquitos em todos os continentes, exceto na Antártida, três géneros destacam-se como portadores de doenças humanas: os mosquitos do género Aedes transmitem os vírus da Febre Amarela, Dengue, Chikungunya e Zika; Mosquitos Culex espalham o vírus do Nilo Ocidental; e os mosquitos Anopheles transportam a malária.

“Os inibidores atualmente disponíveis para controlar os mosquitos têm sido usados ​​por tanto tempo que as pragas estão a tornar-se resistentes“, diz Miesfeld. “A nossa idéia é derrubar as populações a um nível em que se possa quebrar o ciclo de transmissão de doenças entre mosquitos e seres humanos”.

Como um primeiro passo, a equipa já registou uma patente provisória sobre o processo de descoberta específico da espécie.

ZAP // Futurity

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. E este mundo caminhará para o fim com mais de 1 milhão de pessoas por ano a habitá-lo, sim curem todas as doenças, não percebem que é a defesa da natureza contra o intruso

RESPONDER

Descoberto o ingrediente secreto para desenvolver um escudo contra radiação espacial mortal

Investigadores da Universidade Estadual da Carolina do Norte desenvolveram uma nova técnica para proteger eletrónicos da tecnologia de exploração militar e espacial da radiação ionizante. A nova abordagem é mais económica do que as técnicas …

Guardas e familiares das vítimas pediram clemência. Mas Nicholas Sutton foi executado

O norte-americano foi executado, esta quinta-feira, no Tennessee, devido ao assassinato de quatro pessoas, apesar de alguns pedidos de clemência por parte de guardas prisionais e familiares das vítimas. De acordo com a CNN, Nicholas Sutton, …

O primeiro drone acrobático tripulado de sempre é testado a fazer piruetas

Um novo vídeo mostra que o "Big Drone", da Drone Champions AG, é capaz de fazer acrobacias alucinantes com um passageiro dentro. A tecnologia dos drones melhora de vento em popa com o passar dos anos …

Fenómeno extremo ameaça corais na Grande Barreira na Austrália. E já matou quase metade

A Grande Barreira de Coral da Austrália pode estar a enfrentar a terceira "descoloração" no espaço de cinco anos, fenómeno provocado por um aumento da temperatura das águas do mar. Como avançou o Expresso, este fenómeno …

Trump critica cerimónia dos Óscares, "Parasitas" e Brad Pitt

O Presidente norte-americano criticou a cerimónia dos Óscares, esta quinta-feira, nomeadamente a atribuição do prémio de Melhor Filme para o sul-coreano "Parasitas" e ainda o ator Brad Pitt. Na noite desta quinta-feira, num comício em Colorado …

Paris lança número de emergência para fazer frente à crise de percevejos

O Governo francês lançou uma campanha, esta quinta-feira, para fazer frente à crise de percevejos que se instalou em Paris. Segundo a agência France-Press, citada pelo The Guardian, casas e hotéis da capital francesa estão a …

"Radical chique" e "ressentido". Filho de Paulo Branco pode ter sido o pivot do escândalo sexual em França

Juan Branco, o filho do produtor de cinema Paulo Branco, é o homem do momento em França. O advogado de 30 anos saltou para as luzes dos média no âmbito da divulgação do vídeo sexual …

Alcochete. "Se Mustafá estivesse lá aquilo não tinha acontecido"

O arguido Emanuel Calças disse, esta sexta-feira, em tribunal que, se Mustafá estivesse com o grupo que invadiu a academia do Sporting, "aquilo não tinha acontecido". "Tenho a certeza de que se o Mustafá estivesse presente …

Coronavírus ameaça o têxtil português (mas também é uma "oportunidade")

O sector têxtil nacional está ameaçado e pode parar a produção já em Março. Tudo devido à falta de matéria-prima que vem da China e que se deve à epidemia do novo coronavírus. A "situação …

Governo diz que prejuízo da TAP "não foi um desvio qualquer" e que já devia ter tido lucro em 2018 e 2019

O ministro das Infraestruturas disse, esta sexta-feira, que o orçamento que a comissão executiva da TAP apresentou ao Conselho de Administração para 2018 e 2019 previa lucro e que o prejuízo de 105,6 milhões "não …