Crânio de mulher decapitada encontrado em caverna no norte de Itália

O crânio de uma mulher, que viveu na Idade da Pedra, fez uma viagem inesperada e acabou no fundo de uma caverna íngreme de Itália. Os arqueólogos acreditam que o acidente tenha ocorrido há cerca de 5.600 anos.

A descoberta foi feita em 2015 na caverna Marcel Loubens, no norte da Itália. Na altura, não foi tarefa fácil recuperar o crânio perdido, porque este se encontrava num local especialmente apertado.

Posteriormente, uma tomografia computorizada revelou que a mulher teria entre 24 e 35 anos quando morreu, enquanto a datação por radiocarbono indicou que esta viveu entre 3630 e 3380 a.C, durante a Nova Idade da Pedra – ou período Neolítico.

Os investigadores descobriram que o crânio estava bastante arranhado e que essas lesões provavelmente tinham sido causdadas por humanos. Acreditam ainda que, depois da mulher ter morrido, os habitantes da comunidade possam ter desmembrado o seu cadáver – uma prática fúnebre que era realizada na época e também na região.

(cc)

Arqueólogos encontram crânio de mulher que viveu durante a Idade da Pedra. Este apresentava várias lesões profundas

As inúmeras lesões no crânio ajudaram os especialistas a construir a sua história. Segundo a equipa, uma zona do crânio que se encontrava visivelmente amassada pode ter sido ferida à força, com recurso a ferramentas, enquanto a mulher ainda se encontrava viva.

Outras lesões indicam que os tecidos moles do seu crânio foram cortados e raspados depois da mulher morrer, já que essas lesões não apresentavam sinais de cura.

Os factos não são inteiramente surpreendentes, uma vez que esta prática foi documentada noutros cemitérios neolíticos na região de Itália.

Como recorda o Live Science, a vida durante o Neolítico podia ser extremamente desafiante, por isso não é surpresa que a mulher não fosse saudável quando morreu.

Após análise, os investigadores encontraram pequenos buracos no topo do crânio que podem estar relacionados a inflamação, possivelmente por anemia crónica ou por deficiência de ferro ou vitamina B12.

A mulher também tinha duas manchas semelhantes a marfim no seu crânio, que provavelmente seriam tumores benignos e o esmalte dos seus dentes estava subdesenvolvido, sugerindo que teve problemas de saúde.

Os cientistas sugerem que, após o crânio ser desmembrado do corpo da mulher, as forças ambientais acabaram por o arrastar para a caverna.

“Depois de uma viagem longa e acidentada, [o crânio] acabou acidentalmente na caverna”, afirmaram os investigadores em comunicado. Com o tempo, a atividade geológica criou uma caverna, onde o crânio permaneceu durante 5.600 anos até ser descoberto por arqueólogos modernos.

“Estudos de caso como este são importantes para mostrar a enorme variedade de episódios post-mortem que podem acontecer a restos de cadáveres, iniciados por fatores naturais ou antropológicos [causados pelo homem]”, referiu Christian Meyer, investigador no Centro de Pesquisa Osteoarqueológica na Alemanha, que não esteve envolvido no estudo.

O artigo foi publicado na revista PLOS One a 3 de março de 2021.

Ana Isabel Moura Ana Isabel Moura, ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Estamos a falar da idade da pedra, atualmente por cá neste país à beira-mar plantado, filhos matam pais ou mães por dinheiro, pais matam filhos para não os aturar, jovens matam colegas por “brincadeira” meninas matam colega e cortam-no aos pedaços pelo dinheiro que possui, esposa mata ou manda matar marido pela mesma razão, dinheiro! Pode-se matar a quantidade que o louco ou louca entender porque a pena nunca ultrapassará os 25 anos e estamos a falar aqui na idade da pedra como se vivêssemos no paraíso!

RESPONDER

No funeral de Filipe, a família real não vai usar uniformes militares "para evitar envergonhar Harry"

No funeral do duque de Edimburgo os membros da família real não vão usar uniformes militares. A quebra na tradição é justificada como medida "para evitar envergonhar" o príncipe Harry. Segundo o The Sun, a decisão …

FBI diz que grupos radicais dos EUA têm fortes ligações com extrema-direita europeia

O diretor do FBI revela que os radicais norte-americanos são os que têm os laços internacionais mais vastos e que se têm deslocado para se encontrarem com outros ativistas. Os norte-americanos de extrema-direita e com motivações …

Nova espécie de pterossauro revela o polegar opositor mais antigo de sempre

Cientistas descobriram uma nova espécie de pterossauro que viveu durante o período Jurássico e que subia às árvores graças aos seus polegares opositores. Esta característica nunca tinha sido observada nestes animais. De acordo com a rede …

Devido ao sucesso da vacinação, Israel põe fim à obrigatoriedade de uso de máscara no exterior

As autoridades israelitas anunciaram hoje que a partir do próximo domingo acabará a obrigatoriedade de uso de máscara no exterior, medida no quadro do levantamento progressivo das restrições ligadas à pandemia de covid-19. Na primavera de …

A rainha Isabel de Castela ficou conhecida por cheirar mal (mas novos documentos põem fim aos mitos)

A famosa rainha Isabel I de Castela, em Espanha, era conhecida por lavar-se pouco e cheirar mal. Contudo, documentos recém-descobertos mostram que possuía uma quantidade enorme de perfumes de grande valor. Isabel I financiou a viagem …

Instagram testa opção que permite ocultar ou mostrar o número de likes

O Instagram vai começar a testar uma nova opção que dá aos seus utilizadores a possibilidade de esconder os likes recebidos nas publicações. Em 2019, a empresa começou por forçar esta mudança, aplicando-a a alguns utilizadores …

Atlético de Madrid: o que aconteceu a João Félix e companhia?

Equipa de Diego Simeone tinha vantagem confortável sobre os dois maiores rivais e, em pouco tempo, só ganhou metade dos pontos que poderia ter ganhado. Ainda lidera mas tem três adversários muito perto. Em Portugal, no …

EUA impõe novas sanções e expulsam dez diplomatas russos. Moscovo promete resposta “inevitável”

O Governo dos EUA anunciou hoje novas sanções financeiras contra a Rússia e a expulsão de 10 diplomatas russos, em resposta a recentes ataques cibernéticos e à interferência na eleição presidencial de 2020 atribuída a …

Rede 5G pode transmitir energia elétrica e substituir baterias

Os investigadores descobriram uma maneira inovadora de explorar a capacidade das redes 5G, transformando-as numa “rede elétrica sem fios” de modo a alimentar dispositivos de Internet das Coisas (IoT) que precisam de baterias para funcionar. Os …

Itália vai enviar réplica de David de Michelangelo para o Dubai

No final de abril, Itália vai enviar uma réplica em tamanho real do famoso David de Michelangelo, feita com impressoras 3D, para a Exposição Universal do Dubai, que se irá realizar de 1 de outubro …