Coreanos vão dormir no emprego para trabalhar melhor

C.M. Keiner / Flickr

-

A autarquia de Seul, capital da Coreia do Sul, permite durante este verão que os funcionários públicos tirem uma sesta de até uma hora, a seguir ao almoço.

A medida faz parte de uma tentativa de aumentar a produtividade dos trabalhadores durante os meses do verão no hemisfério norte.

Desde o início deste mês que os trabalhadores têm a possibilidade de fazer uma sesta entre as 13h e as 18h, desde que ajustem o horário de trabalho, chegando mais cedo ou saindo mais tarde.

É necessário ainda avisar o chefe logo pela manhã – e ele precisa de concordar com a soneca.

“Os funcionários terão salas e outros espaços próprios para descansar”, disse um porta-voz da autarquia.

“Alguns exemplos pioneiros de dar uma sesta aos funcionários durante o verão mostraram ganhos de produtividade assinaláveis”, disse à BBC o investigador Kiu Sik Bae, do Instituto Coreano do Trabalho.

É a primeira vez que um esquema como este é introduzido no país, diz o The Korean Times.

A razão para esta medida, segundo a imprensa local, é que as pessoas tendem a perder a concentração ao início da tarde e a seguir ao almoço, principalmente durante o verão.

“Muitos estudos médicos mostram que tirar uma soneca à tarde ajuda os trabalhadores a melhorar o desempenho e a estimular a criatividade”, escreve o jornal.

Cepticismo

A ideia lançada pelo governo de Seul não é inédita. Grandes empresas, como o Google, a Nike, a Procter & Gamble e a Cisco já encorajam os funcionários a fazer uma soneca rápida a seguir ao almoço.

Em Espanha e em alguns países sul-americanos, a siesta é uma tradição comum.

A imprensa sul-coreana e muitos críticos, no entanto, estão cépticos acerca dos resultados da medida no país, por causa da cultura empresarial local.

Pedir autorização para tirar uma soneca fora do horário do almoço é considerado quase uma afronta.

“A maioria dos chefes não vai permitir que os seus funcionários façam uma sesta durante o período do trabalho”, pensa Kiu.

“Provavelmente irão pensar que isso os fará perder o respeito e a moral no trabalho”, acrescentou o cientista.

Longa jornada

A Coreia do Sul é conhecida por ter uma das mais longas jornadas de trabalho diária no mundo.

Segundo dados da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE), os sul-coreanos trabalham em média 2.092 horas por ano. É a terceira maior carga horária entre os países membros da OCDE.

Porém, a produtividade é de apenas 66% da média dos membros da OCDE, e menos da metade quando comparada com a dos Estados Unidos.

Chill Mimi / Flickr

-

ZAP / BBC

PARTILHAR

RESPONDER

Mais cinco mortes e 713 casos confirmados em Portugal

Portugal registou, este sábado, mais cinco mortes e 713 casos confirmados de covid-19, de acordo com o mais recente boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). Este sábado registaram-se mais cinco mortes e 713 novos casos …

Dirigente da Huawei detida no Canadá pode voltar à China após acordo com EUA

A justiça dos EUA aceitou hoje o acordo entre o Departamento da Justiça e a Huawei, que vai permitir à filha do fundador e diretora financeira do conglomerado chinês de telecomunicações regressar à China. Uma juíza …

Depois do coro de críticas, brasões da Praça do Império passam do jardim para a calçada

Os brasões florais que representam as capitais de distrito e as ex-colónias portuguesas vão mesmo ser retirados da Praça do Império, em Lisboa, mas passarão a estar representados em pedra da calçada. É a solução …

Vulcão, La Palma

Aeroporto de Las Palmas inoperacional devido à acumulação de cinzas

O aeroporto de La Palma, na Ilha de Tenerife, nas Canárias, está inoperacional por acumulação de cinzas, resultante da erupção do vulcão Cumbre Vieja, informou hoje a empresa gestora dos aeroportos e do tráfego aéreo …

Siza Vieira reforça que é "trabalho" dos Bancos discutir com os clientes o reembolso das moratórias

O ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, reforça que cabe aos Bancos "discutir com os seus clientes que têm moratórias nos sectores mais afectados" pela pandemia o reembolso das dívidas após o fim destes mecanismos …

Domingos Soares de Oliveira de saída do Benfica

Além de João Varandas Fernandes e José Eduardo Moniz, o administrador Domingos Soares de Oliveira também não vai integrar a lista de Rui Costa para as próximas eleições. Rui Costa confirmou na terça-feira que é candidato …

Depois do Bayern, Barcelona também está atento a Luis Díaz

Luis Díaz continua a somar boas exibições e clubes interessados na sua contratação. Agora fala-se do desejo do Barcelona em contratar o colombiano em janeiro. Luis Díaz atravessa um momento de forma excecional ao serviço do …

Fuse Valley, Matosinhos

Está a nascer em Matosinhos a Silicon Valley portuguesa (e até Siza Vieira está "espantado")

O "Fuse Valley" promete ser a Silicon Valley portuguesa, em Matosinhos, num empreendimento inovador da Farfetch e da Castro Group que até deixa o ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, "espantado". A abertura está prevista …

Portugal aguarda "luz verde" da EMA para avançar com terceira dose aos idosos

Portugal aguarda a autorização da Agência Europeia de Medicamentos para avançar com a administração da terceira dose da vacina contra a covid-19 a maiores de 65 anos. Com base nos resultados de dois grandes estudos científicos …

E depois de Merkel? Alemanha já sente falta da Chanceler que saiu da sombra para salvar o seu "delfim"

Angela Merkel tinha prometido ficar afastada das eleições legislativas deste domingo, na Alemanha, mas saiu da sombra para apoiar o seu "delfim", o candidato da CDU, Armin Laschet, que deverá disputar a vitória com o …