/

Foram até aos confins da Terra e não encontraram nada. Ponto negativo para a procura por vida extraterrestre

5

nasa_ice / Flickr

Cordilheira Shackleton

No fundo do oceano ou no topo da montanha mais alta do mundo: até agora, os cientistas estavam convencidos de que os micróbios podiam sobreviver em qualquer lugar. Mas “esta suposição provavelmente está incorreta”, concluiu uma equipa de investigadores.

Foram encontradas células microbianas em fontes hidrotermais no fundo do mar, no topo do Monte Evereste e até no casco da Estação Espacial Internacional (EEI). Mas uma nova investigação acaba de revelar que não foram encontrados micróbios nas 204 amostras de solo recolhidas num local próximo do glaciar Shackleton, na Antártida.

Segundo o IFL Science, esta é a primeira vez que cientistas encontram solos que parecem não suportar qualquer tipo de vida microbiana.

Nesta região, a mistura única de condições frias, secas e salgadas combinam-se para formar um dos ambientes menos hospitaleiros da Terra. “É a combinação de várias condições ambientais muito desafiadoras que restringem a vida”, explicou o coautor do estudo, Nicholas Dragone, à Science News.

Os cientistas analisaram mais de 200 amostras de solo da região em busca de evidências de vida microscópica e, apesar de a maioria conter micróbios suficientes para a equipa detetar e classificar, em cerca de 20% da amostra não encontraram nenhum ADN microbiano.

“Não estamos a sugerir que encontramos solos ‘sem vida’ ou ‘estéreis’, nem que identificamos o limite de baixa temperatura para a vida. No entanto, a nossa incapacidade de detetar micróbios ou atividade microbiana sugere que esses solos superficiais representam um limite para a atividade microbiana e sobrevivência impulsionada pelas condições ambientais frias, secas e salgadas”, detalharam os cientistas.

A descoberta de, essencialmente, nada pode não parecer uma grande coisa, mas faz toda a diferença.

Os micróbios são uma das nossas melhores apostas na procura por vida extraterrestre, mas se houver lugares na Terra onde não é encontrado nenhum micróbio, provavelmente não será fácil encontrá-los em Marte, defende a equipa.

O grupo vai mais longe ao explicar que as condições encontradas no glaciar Shackleton são semelhantes às encontradas na superfície do Planeta Vermelho. “Dado que os solos marcianos são muito mais antigos, as condições são semelhantes ou ainda mais duras, e contêm concentrações ainda mais elevadas dos mesmos sais.”

“Os nossos resultados sugerem que é muito pouco provável que a procura de vida ativa nos solos da superfície de Marte retorne com resultados positivos”, concluíram.

Por outro lado, há na comunidade científica quem defenda que não se pode perder a esperança: encontrar vida em Marte pode ser um tiro no escuro, mas encontrar vida na Terra é bastante fácil – razão pela qual alguns consideram os resultados deste estudo um falso-negativo.

O artigo científico foi publicado recentemente na JGR Biogeosciences.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

  Liliana Malainho, ZAP //

5 Comments

  1. Bem se a terra for realmente um globo ok, mas se a terra é plana e existe o domo Deus fez que separa as águas como dito em gêneses

    acho que eles vão continuar procurar cabelo em ovo, porque ovo não tem cabelo

    E como que os ETS, será que passariam por esse domo,sem desaguar toda essa águas que estão acima do domo nas nossas cabeças?

    Estou lembrando de uma reportagem acho que na Rússia de um meteorito ou metéoro rasgando e queimando o céu e caindo perto, será que realmente aquilo era um meteóroro, um avião em chamas, ou um video fake como desses alienigenas que vire e mexe aparece na midia kk, tem cinzas, tem monte, cada um mas assustador que o outro, cuidado com as vacas nos pastos porque esses ets não é de brincareira eles sugam o sangue mesmo, parece até uma turma, e já li também que toda realeza tem o sangue azul sangue de reptiliano os ets fazem a festa nesse planeta.

    É verdade também sou cultura, já estudei de tudo, desde da astronomia até et de varginha, rimou, acho que rimou

    Agora sinto muito se a terra é plana e tem o domo, et, meteóros não passaria por ele, nem que a vaca tussa

    É interessante, cada buraco do tamanho de uma grande cidade que de acordo com alguns ciêntistas foram produzidos por meteóros, não tem um vestigio do tal meteoro, esse meteóros de ser feitos de pó, de coisa macissa não deve ser ,se não teria muitas pedras pra contar a história, mas no entanto não tem nenhum e não se acha uma sequer.

    Só pra terminar, como é que é mesmo o movimento da lua?

    É porque fiquei pensando se a lua a gente olhado daqui de baixo parece um queijo todo furado, parece (não tenho certeza)que já li em um dos meus livros que isso se deve a impactos de meteoros ou meteoritos, mas como então os meteoros furam a lua na parte de baixo?

    Os meteoritos ou meteoros partiram da terra pra cima da lua, pra fazer aquele monte de furos que nem de queijo suíço?

    Últimamente está muito dificio acreditar na evolução perfeita dos macacos da ciência, macaco é tudo humano

    e o macaco veio da onde? da galinha

    a galinha veio da onde? veio da girafa

    e a girafa veio da onde? veio do ovo onde os maccaos gostam de procurar cabelos, mas como ovo não tem cabelo, tem de criar teorias+ teorias + teorias+ teoria, mais………..

  2. Para um planeta que gira mais rápido que a velocidade do som os ventos são ventos e não brisas

    E aproveitando pode-se também mirar para uma estrela e observar o rastro de luz dessa estrela, porque a bola abaixo dela gira mais rápido que a velocidade do som

    Nesse momento vivo no presente

    que bela explicação do foguete, mas qual é mesmo o ponto de fusão do metal da qual foi contruída esse foguete?

    o mesmo foguete de lata que chegou na lua que utrapassa seu ponto de fusão do metal e não derrete

    Aliais alguém tem os dados oficial do foguete e a capsúla que chegou a lua, é mesmo não tem a NASA sumiu com os dados

    assim como ela mesmo disse que gravou em cima das fitas originais do pouso do homem na lua por descuido, então não existe mais fitas originais, quem divulgou isso foi a própria NASA

    Agora pergunto a você se você atirar com um canhão na vertical para cima, a bola do canhão caira onde? a alguns quilomtros pois o planeta está girando abaixo dela

    Ou na cabeça de quem atirou?

    Bela explicação da formiga

    Imagine que você está observando um navio sobre aguas calmas numa praia por exemplo, e se mede o nivel horizontal desse navio com um intrumento, lógicamente que o intrumento indicaria que esse navio estararia nivelado horizontalmente sobre as águas, e esse mesmo navio está navegando atééé sumir no horizonte

    O que aconteceria se medisse o nivel desse mesmo navio depois que ele sumice no horizonte do oceano, o nivel estará indicando nivel vertical ou horizontal?

    lembrando que esse mesmo navio na praia o intrumento indicava que ele estava horizontalmente nivelado sobre as águas

    É curioso também se conseguir também tirar o nivel horizontal num globo, já que não exite uma reta horizontal, só se for bem na pontinha dessa forma geométrica

  3. Sumiu com seu comentário porque Paulo ou Pedro P, que coisa feia, a reposta acima é para você só para você, sobre tudo aquilo que você escreveu, não engulo sapo, vai ofender e fazer graça com os seus, aqui não tem ovelha

    Na hora que você tiver conteúdo e argumentos ok, traga ela que terei…. até lá fique na sua.

    Não é para o Eu! o recado acima, além de você eu! também merecer uma resposta, todos seus comentários é só para zoar e ofender parece uma criança, ou.. mas não é bom ficar em em cima do muro ou você acredita que o formato do planeta a qual vive é de um globo ou não, já que li em um dos seus comentários o oposto da qual você defende isso não pega bem pra você com seus irmãos de seita sabendo disso

  4. A Ciência é sem dúvida o tipo de saber mais confiável que conseguimos desde a história humana conhecida pois cada estudo pode ser verificado por outras pessoas de outras organizações, depois publicado e depois permite, usualmente, avanços tecnológicos assentes na tal Ciência.
    Mitos, religiões, seitas e algumas filosofias de vida cada um aceita esse salto de fé que faz com que a pessoa acredite ou não…
    A Ciência funciona por aproximações à verdade e quando uma determinada teoria é substituída é porque surgiram outras que explicam melhor o qua acontece à nossa volta… é difícil é perceber como algumas pessoas que convivem bem com um rádio, com televisão, internet, cirurgia cardíaca, robótica em linhas de produção e montagem e com toda esta tecnologia vinda de uma Ciência e depois conseguem acreditar em conspirações internacionais que teriam de envolver tanta gente que deixariam de ser conspirações para serem tendências da moda… enfim, sei que muito me escapa bem como ao conhecimento do senso comum mas querer deitar fora uma construção com uma história recente de 500 anos, quando no renascimento se recuperam os ideais Gregos e a importância da razão… e a Ciência é tão extraordinária que o neurocientista Português António Damásio, demostrou há cerca de 2 década que a razão sem a emoção não funciona e que portanto a pessoa, o ser humano é um sistema altamente complexo, constituído por sistemas, constituídos por órgãos, constituídos por tecidos, constituídos por células, com um núcleo onde está o ADN, toda feita por moléculas … o ser humano vai desde a físico-química e o infinitamente pequeno onde a consciência não existe, passa pelo sistema nervoso central e pela capacidade de pensarmos sobre nós e nos contruirmos e termos intenção na nossa ação, depois o social e político e histórico e avança até ao infinitamente grande… aquilo de que vamos conseguindo ter consciência e conhecer é sempre muito pouco, face a um infinito de possíveis imenso, mas para um ser vivo parece-me uma epopeia, uma aventura que chegou a um momento em que só por si a Ciência não consegue resolver todos os problemas por exemplo políticos e climáticos gerados pelo próprio ser humano, é preciso o apoio da sociedade, dos políticos e o envolvimento cada vez maior no mundo que nos rodeia e aí procurar encontrar como contribuir, onde podemos ser mais úteis, etc. …
    Mas achei estranho estes comentários a um texto sobre um estudo sobre condições extremas para a existência de vida… e sim, por vezes o não se encontrar nada faz parte e é conhecimento significativo para comparações, induções e deduções e, portanto, um contributo útil e um pouco mais focado e realista, do que outros menos verificáveis e, por isso, menos confiáveis… tudo isto para procurar também perceber melhor esta desconfiança instalada sobre a Ciência e o seu sistema de produção de conhecimento e depois viver num mundo hipertecnológico assente nesse saber da ciência, sem que isto soe a contradição interna… todo o respeito por outros sistemas de conhecimento sejam mitos ou religiões mas esses sistemas exigem fé, algo que gostava, talvez de ter mais…

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE