Sérgio Conceição elogia SC Braga e fala de pessoas “subservientes” que querem “tachinhos”

Na antevisão do jogo com o SC Braga, marcado para esta quarta-feira, a contar para a segunda mão das meias-finais da Taça de Portugal, Sérgio Conceição referiu-se a algumas incidências do último dérbi, mostrou-se desagradado com os comentários à volta da equipa portista e deixou elogios à equipa de Carvalhal.

Com rasgados elogios, Sérgio Conceição considerou que a equipa do SC Braga, “quando tem a bola, joga o melhor futebol em Portugal“, sublinhando, no entanto, a importância de o FC Porto se qualificar para a final da Taça.

O nosso primeiro objetivo é o campeonato. Ainda não acabou, mas obviamente está mais difícil. Na Taça de Portugal, este é o jogo que nos permite estar numa final e ficar mais próximos de ganhar um título. As vitórias servem para isso, para conquistar títulos, que para nós são o mais importante”, atirou o técnico.

Conceição disse ainda que não pode controlar a “atitude do SC Braga e a postura em campo”, mas que pode “perceber o que o SC Braga faz, que dinâmica tem, quais são os pontos fortes”.

“Isto é uma meia-final, tem de ser decidido amanhã a presença na final e as duas equipas vão querer muito estar presentes. Nós, se o conseguirmos, é a terceira final nos últimos três anos e meio, um clube grande vive assim, de presença nas finais e em jogos importantes e é isso que procuramos, fazer um bom jogo e estar presente mais uma vez na final da Taça de Portugal”, continuou.

Relativamente à recuperação física de Pepe e Sérgio Oliveira para a partida com os bracarenses, Sérgio Conceição explicou que “hoje [terça-feira] não treinaram com o grupo” e que estão em dificuldade.

“Não sabemos se é possível a utilização ou não amanhã. Ainda não sabemos, são situações que com o passar das horas vão ficar mais claras”, disse.

Questionado sobre as polémicas criadas com situações que acontecem fora do jogo, como foi o caso de ter dito a Carlos Carvalhal, após a primeira mão (1-1), que, “onze contra onze”, o Braga perderia por “cinco ou seis”, o técnico portista disse que “aquilo que se passa no campo, fica no campo”.

Se eu for contar tudo o que disse a adversários e o que eles me disseram a mim, num desporto cheio de paixão e emocionante como é o futebol, começava hoje e só acabava daqui a dez anos. Isso não é bonito. Tenho ouvido muita coisa. Sei que é mais importante isso do que o que nós fizemos em Braga, onde realizámos duas grandes exibições enquanto estivemos em igualdade numérica com o adversário”, atirou, citado pelo Jornal de Notícias.

“Foi um jogo bem conseguido da nossa parte, mas ninguém fala disso. Falam de pormenores, de situações mais ou menos bonitas. E eu estou de acordo que algumas não foram bonitas. Mas houve outras que não vieram cá para fora porque nem tudo se sabe. Não sou eu que vou dizer o que é que o Nuno Santos ou o Pote disseram ao nosso banco ou aos nossos jogadores. Não o vou dizer porque não faz parte. Muita gente que comenta o futebol só fala do que se passa à volta. Comenta quem cumprimentou quem, quem é que piscou o olho a quem, quem é que pestanejou, quem é que tossiu. Vivemos disto. Falaram do jogo da Juventus e da grandíssima exibição que fizemos?, criticou.

“Quem é apaixonado pelo futebol quer falar de jogo, quem é subserviente, quem anda aqui para ter o seu ‘tachinho’, comenta tudo o que se passa à volta do futebol. Para mim, o importante em Braga, foram as grandes exibições. Isso é que contou para mim e há que dar mérito ao SC Braga. Amanhã será outro jogo”, disse Conceição.

De acordo com o SAPO24, para o treinador portista “é importantíssimo” que o futebol português pare para refletir.

“Não é por acaso que em pelo menos duas reuniões, o tema principal foi exatamente esse, o tempo útil de jogo, num reunião promovida pela UEFA, com os treinadores que estavam na Liga dos Campeões. Existiram vários temas, VAR foi discutido, mas outro sempre discutido foi o tempo útil de jogo. Quando chegamos à Europa, (…) encontramos um ritmo acima de média, é tudo diferente na forma de abordar o jogo. Vou confessar, no último jogo, cheguei a casa e fui ver o jogo. (…) A cada 15, 20 segundos o jogo parava. Para o meu espanto, de manhã, através de várias pesquisas que fizemos o tempo de jogo real que tivemos foram cerca de 46 minutos, o que é baixíssimo”, concluiu.

Sofia Teixeira Santos Sofia Teixeira Santos, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Médicos alertam que Navalny pode sofrer paragem cardíaca "a qualquer momento"

Alexei Navalny está cada vez mais em risco de insuficiência renal. Médicos próximos do opositor russo alertam que pode sofrer uma paragem cardíaca "a qualquer momento". Médicos próximos do opositor russo Alexei Navalny, detido e em …

Perto de sequenciar 1 milhão de genomas, cientistas querem desvendar segredos genéticos

O projeto All of Us está a recolher informações genéticas, registos médicos e hábitos de saúde de mais de um milhão de pessoas. Os dados podem ser usados para desvendar segredos genéticos. O primeiro esboço do …

"Besta dos cinco dentes". Descoberta nova espécie de mamífero na Patagónia

Paleontólogos descobriram uma nova espécie de mamífero, com dentes peculiares, que viveu na Patagónia durante o período Cretáceo. De acordo com a agência Europa Press, os fósseis foram encontrados em Cerro Guido, na província chilena de …

Com os zoos fechados, tudo serve para entreter uma família de lontras. Até um simples galho de bambu

O confinamento serviu como um lembrete indesejado de que ficar preso dentro de casa sem muito o que fazer pode ser desgastante. O mesmo é verdade para os animais, por isso os jardins zoológicos tiveram …

Uma ilha, cinco géneros. Os Bugis têm palavras para as "cinco maneiras de estar no mundo"

Uma ilha, cinco géneros. O povo Bugis é um poderoso grupo étnico que se destaca pelo reconhecimento de cinco géneros distintos. Na Indonésia, a ilha Sulawesi é a casa de um povo que reconhece cinco …

O "aeroporto do amanhã" está abandonado no meio de um pântano dos Estados Unidos

Era para ser o "aeroporto do amanhã", um centro intercontinental para aviões supersónicos com seis pistas e conexões ferroviárias de alta velocidade para as cidades vizinhas. Hoje, é pouco mais do que uma pista no …

Facebook remove (acidentalmente) página oficial de Ville de Bitche, uma remota cidade francesa

O Facebook apagou a página de Ville de Bitche, uma remota cidade francesa. O município passou um mês a apelar à rede social para repor a página. "Recebemos uma mensagem no Facebook e também percebemos que …

NASA escolheu SpaceX de Elon Musk para a próxima missão tripulada à Lua

Elon Musk fecha contrato de 2,9 mil milhões de dólares para levar o Homem novamente à Lua. O contrato é a mais importante vitória da SpaceX e reforça a posição da empresa como parceira …

Benfica 1-2 Gil Vicente | Galo canta e silencia águia na Luz

STOP. O Gil Vicente visitou na tarde deste sábado o Benfica e saiu do palco da Luz com os três pontos na bagagem e a “cantar de galo”, ao vencer por 2-1, num duelo relativo …

"Longa vida à monarquia." Realeza britânica tende a viver mais três décadas do que a população geral

As diferenças na longevidade de alguns membros da família real em comparação com a população em geral são extremamente grandes, mas não incomuns. O príncipe Filipe, marido da rainha Isabel II e o consorte mais antigo …