Comissões são um terço das receitas dos bancos

Bancos não explicam aos clientes tudo que deveriam explicar, em relação ao que estão a pagar.

O Banco de Portugal verificou que os bancos falham nas comissões exigidas aos clientes.

Um relatório de supervisão indica que a maior parte dos bancos “não respeita integralmente os requisitos” europeus sobre as comissões dos titulares de contas de depósito à ordem.

O jornal Expresso explica que, segundo o mesmo relatório, as instituições financeiras falham ao explicar as alterações das “comissões associadas às contas de depósito à ordem e os montantes exigidos pelas instituições como contrapartida dos serviços prestados, designadamente o serviço de manutenção de conta”.

No crédito à habitação, por exemplo, as comissões são cobradas antes da contratação do crédito e é um requisito independente da aprovação do próprio crédito.

As comissões cobradas aos clientes representam cerca de um terço das receitas dos bancos portugueses. O BPI é o banco que ganha mais com as comissões, o Novo Banco é o que recebe menos.

E a DECO Proteste indicou que, ao longo dos últimos 10 anos, os custos para os clientes dos maiores bancos aumentaram 47%, nas contas à ordem.

O assunto segue nesta quarta-feira para comissão parlamentar com a presença de Luís Máximo dos Santos, vice-governador do Banco de Portugal.

O Banco de Portugal teria de apresentar um relatório sobre as práticas realizadas pelos bancos mas esse documento ainda não chegou à Assembleia da República.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.